Banner Portal
A promoção da reflexão no contexto do estágio profissional em educação físsica na perspectiva dos professores cooperante.
PDF

Palavras-chave

Reflexão. Professores cooperantes. Estágio profissional. Estudante-estagiário.

Como Citar

MACHADO, Maria; MATOS, Zélia; ALVES, Margarida; BATISTA, Paula. A promoção da reflexão no contexto do estágio profissional em educação físsica na perspectiva dos professores cooperante. Conexões, Campinas, SP, v. 10, n. 2, p. 1–33, 2012. DOI: 10.20396/conex.v10i2.8637672. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637672. Acesso em: 16 jun. 2024.

Resumo

O propósito central deste estudo foi detetar a valorização e o entendimento que os professores cooperantes têm de reflexão e de formação de professores reflexivos. Adicionalmente procurou-se identificar as estratégias que estes percecionam como mais eficazes na promoção da capacidade de reflexão do estudante-estagiário. Participaram neste estudo 21 professores cooperantes da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) do ano letivo 2009/10, responsáveis pela orientação da prática de ensino supervisionada (PES) no contexto escola. Na recolha de dados recorreu-se a uma entrevista semi-estruturada com quatro questões abertas. Para analisar os dados utilizou-se a análise de conteúdo, por recurso a um processo dedutivo-indutivo. Os professores cooperantes revelaram um entendimento de reflexão marcado pelas ideias de Schön (1983), sendo evidente no seu discurso a valorização da reflexão no processo formativo dos estudantes-estagiários. Em termos de estratégias promotoras da reflexão as mais valorizadas foram o diálogo, o questionamento sistemático e a emissão de feedbacks.
https://doi.org/10.20396/conex.v10i2.8637672
PDF

Referências

SEBAN, D. Researching reflective field practices of elementary pre-service teachers: two-dimensional analysis of teacher narratives. Reflective Practice, Oxfordshire, v. 10, n. 5, p. 669-681, nov. 2009.

SCHÖN, D. The reflective practitioner: how professionals think in action. London: Temple Smith, 1983.

BADGER, J. Assessing reflective thinking: pre-service teachers’ and professors’ perceptions of an oral examination. Assessment in Education: principles, policy & practice, Oxfordshire, v. 17, n. 1, p. 77-89, feb. 2010.

ALARCÃO, I. Reflexão crítica sobre o pensamento de D. Schön e os programas de formação de professores. In: ALARCÃO, I. Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto, 1996. p. 9-40.

SCHÖN, D. Educating the reflective practitioner: toward a new design for teaching and learning in the professions. São Francisco: Jossey Bass, 1987.

DOMINGOS, J. C. A Autonomia da classe docente. Porto: Porto, 2003.

STENHOUSE, L. An introduction to curriculum research and development. London: Heineman Educational, 1975.

PERRENOUD, P. A prática reflexiva no ofício do professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2002.

ALBUQUERQUE, A. O estágio pedagógico em Educação Física no contexto da formação inicial/formação continuada. In: MARQUES, A.; PRISTA, A.; FARIA JÚNIOR, A. (Ed.). CONGRESSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E CIÊNCIAS DO DESPORTO DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, 5., Maputo, 1997. Actas... Moçambique: Faculdade de Ciências de Educação Física e Desporto, Universidade Pedagógica de Maputo, 1998. v. 2.

FORMOSINHO, J. A formação prática dos professores: da prática docente na instituição à prática pedagógica nas escolas. Revista Portuguesa de Formação de Professores, Braga, v. 1, p. 37-54, 2001.

GRAVES, S. Mentoring pre-service teachers: a case study. Australasian Journal of Early Childhood, Deakin, v. 35, n. 4, p. 14-20, dec. 2010.

GLICKMAN, C. D.; BEY, T. M. Supervision. In: HOUSTON, R. Handbook of research on teacher education. Nova York: Macmillan, 1990.

METZLER, M. W. Instructional supervision for physical education. Champaign: Human Kinetics, 1990.

RIBEIRO, L. C. Avaliação da aprendizagem. Lisboa: Texto, 1990.

SULLIVAN, S.; GLANZ, J. Supervision that improves teaching: strategies and techniques. Thousand Oaks: Corwin, 2000.

SÁ-CHAVES, I. Formação, conhecimento e supervisão: contributos nas áreas de formação e de supervisão. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2007.

AMARAL, M. J.; MOREIRA, M. A.; RIBEIRO, D. O papel do supervisor no desenvolvimento do professor reflexivo: estratégias de supervisão. In: ALARCÃO, I. Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto, 1996. p. 89-122.

GRATTON, C.; JONES, I. Research methods for sport studies. New York: Teachers College, 2004.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 2. ed. Lisboa: Edições 70, 1994.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto, 1994.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

GOETZ, J.; LECOMPTE, M. Ethnography and qualitative design in educational research. New York: Academic, 1984.

MCCRARY, N.; MAZUR, J. Conceptualizing a narrative simulation to promote dialogic reflection: using a multiple outcome design to engage teacher mentors. Education Tech Research, v. 58, n. 3, p. 325-342, 2010.

ZEICHNER, K. M. A formação reflexiva de professores: ideias e práticas. Lisboa: Educa, 1993.

DEWEY, J. How we think. London: Heath, 1933.

SHULMAN, L. Knowledge and Teaching: Foundations of the New Reform. Harvard Educational Review, Cambridge, v. 57, n.1, p. 1-22, 1987.

THOMPSON, A. G. Teachers’ beliefs and conceptions: a synthesis of research. In: GROUWS, D. A. Handbook of research on mathematics teaching and learning. New York: Macmillan, 1992.

McKENZIE, B.; FITZSIMMONS, P. Optimizing personal and professional reflection in a unique environment: making sense of an overseas professional experience. Reflective Practice, Oxfordshire, v. 11, n. 1, p. 45-56, feb. 2010.

SERRAZINA, L. Reflexão, conhecimento e práticas lectivas em matemática num contexto de reforma curricular no 1º ciclo. Revista Quadrante, Lisboa, v. 8, nº 1 e 2, p. 139-167, 1999.

HARRISON, J.; LAWSON, T.; WORTLEY, A. Mentoring the beginning teacher: developing professional autonomy through critical reflection on practice. Reflective Practice, Oxfordshire, v. 6, n. 3, p. 419-441, ago. 2005.

SMYTH, J. Educating teachers: changing the nature of pedagogical knowledge. New York, The Flame, 1987.

VAN MANEN, M. Linking ways of knowing with ways of being practical. Curriculum Inquiry, v. 6, n. 3, p. 205-228, 1977.

ZEICHNER, K. M.; LISTON, D. P. Teaching student teachers to reflect. Harvard Educational Review, Cambridge, v. 57, n. 1, p. 23-47, 1987.

ALARCÃO, I.; ROLDÃO, M. C. Supervisão: um contexto de desenvolvimento profissional. 2. ed. Mangualde: Pedago, 2010.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.