A educação física sob direção de Kunz

Autores

  • Andrea Silvânia de Almeida Universidade Federal de Sergipe
  • Bianca Bissoli Lucas Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v8i1.8637756

Palavras-chave:

Kunz. Educação Física. Abordagem emancipatória. Kunz. Physical education. Emancipator boarding.

Resumo

Este ensaio explora uma síntese do pensamento do professor Elenor Kunz, com o propósito vital de tornar compreensível à forma de pensar a educação física, especialmente, escolar e, não exaltá-lo enquanto uma pessoa ímpar que propôs uma abordagem verdadeiramente absoluta para a educação física brasileira. Sua abordagem nos permite compreender o fazer pedagógico considerando o indivíduo em seus aspectos biológico, político, social e psíquico. Assim como, vem convidar ao leitor para incomodar-se com sua prática e buscar aprofundar-se nas bases epistemológicas que dão sustentação a teoria, já que aqui é uma exploração sucinta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Silvânia de Almeida, Universidade Federal de Sergipe

Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação da Universidade Federal de Sergipe/UFS. Especialista em Metodologia do Ensino e da Educação Física para a Educação Básica, ambas da UFS.

Bianca Bissoli Lucas, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduada em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo/UFES. Mestre em Educação Física pela Universidade Gama Filho/UGF – Rio de Janeiro. Professora da CEFET-BA. Coordenadora do Grupo de Estudos Pedagógicos em Educação Física/GEPEF

Referências

ADORNO, T. W. 1903-1969 Educação e emancipação. 2. ed. São Paulo: Paze Terra, 2000.

MAZZOTTI, A. J. A. O método nas ciências sociais. In: ALVES-MAZZOTTI, A. J.; GEWANDSZNAJDER, F. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. 2. ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.

BIAGGIO, A. M. Brasi. Psicologia do desenvolvimento. 17. ed. Petrópoles: Vozes, 2003.

BRACHT, V. A constituição das teorias pedagógicas da educação física. Caderno Cedes, Porto Alegre, ago. 1999.

CASTELLANI FILHO, L. Educação Física/Ciências do Esporte no Brasil Hoje: pelos meandros da educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Maringá, v. 14, n. 3, p. 119-125, maio, 1993.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. 12. ed. 7. imp. São Paulo: Ática, 2002.

DAOLIO, J. Educação Física: autores e atores da década de 1980. Campinas, SP: Papirus, 1998.

GEUSS, R. Teoria Crítica: Habermas e a Escola de Frankfurt. Tradução Bento Itamar Borges. Campinas, SP: Papirus, 1988.

HABERMAS, J. Consciência moral e agir comunicativo. 2. ed. Tradução Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

______. O discurso filosófico da modernidade: doze lições. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

JUSTO, J. S. A Psicanálise Lacaniana e a Educação. In: CARRARA, Kester (Org.). Introdução à Psicologia da Educação: seis abordagens. São Paulo: Avercamp, 2004.

KUNZ, E. Educação Física: ensino e mudança. Ijuí: Unijuí, 1991.

KUNZ, E. Transformação Didático-Pedagógica do Esporte. 5. ed. Ijuí: Unijuí, 2003.

KUNZ, E. A relação Teoria/ Prática no Ensino/ Pesquisa da Educação Física. Revista Motrivivência. Santa Catarina, ano 7, n. 8, dezembro, 1995.

KUNZ, E. Educação Física: ensino e mudança. 2a ed. Ijuí: Unijuí, 2001a.

KUNZ, E. Fundamentos Normativos para as Mudanças no Pensamento Pedagógico em Educação Física no Brasil. In: CAPARRÓZ, Francisco Eduardo (Org.). Educação Física Escolar: política, investigação e intervenção. v. 1. Vitória: Proeteoria, 2001b.

KUNZ, E. A imprescindível Necessidade Pedagógica do professor: o método de ensino. Revista Motrivivência. Santa Catarina, ano XI, n. 13, novembro, 1999c.

KUNZ, E. Esclarecimento e Emancipação: pressupostos de uma teoria educacional crítica para a educação física. Revista Movimento, Porto Alegre: ESEF/UFRGS, ano V, n. 10, 1999d.

KUNZ, E.; SOUZA, M. Unidade Didática 1 – Atletismo. In: KUNZ, Elenor (Org.) Didática da Educação Física 1. 3a ed. Ijuí:Unijuí, 2003, cap. 1, p. 19-54.

KUNZ, E. Unidade Didática 5 – Práticas Didáticas para um “Conhecimento de Si” de Crianças e Jovens na Educação Física. In: KUNZ, E. Didática da Educação Física 2. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2004, cap. 1, p. 15-52.

KUNZ, E.; HILDEBRANDT-STRAMAMN, R. Intercâmbios Científicos Internacionais em Educação Física e Esportes. Ijuí: Unijuí, 2004.

LACAN, J. Escritos. São Paulo: Perspectiva, 1978.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do Trabalho Científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2001.

RESENDE, H. G. Tendências pedagógicas da educação física escolar. In: RESENDE, Helder G. de; VOTRE, S. J. (Orgs.). Ensaios sobre educação física, esporte e lazer: tendências e perspectivas. Rio de Janeiro: UGF; SBDEF, 1994.

RESENDE, H. G. NASCIMENTO, V. C. Indicadores didático-pedagógicos para o ensino da educação física: acordos e desacordos dos autores especialistas. In: Anais do II Congresso Científico Latino-americano da FIEP-UNIMEP. Piracicaba: Unimep, 2002.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 22.ed. ver. ampl. São Paulo: Cortez, 2002.

SIEBENEICHLER, F. B. Jürgen Habermas: razão comunicativa e emancipação. 4. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

VAZ, A. F. Aprender a produzir e mediar conhecimentos: um olhar sobre a prática de ensino de educação física. Revista Motrivivência, Santa Catarina, ano XI, n. 13, p. 11-34 UFSC, novembro, 1999.

Downloads

Publicado

2010-04-01

Como Citar

Almeida, A. S. de, & Lucas, B. B. (2010). A educação física sob direção de Kunz. Conexões, 8(1), 77–99. https://doi.org/10.20396/conex.v8i1.8637756

Edição

Seção

Artigos