A significação do ingresso do jogador Neymar no Barcelona Futebol Clube

discurso do esporte espetacular e de jovens universitários

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i4.8643434

Palavras-chave:

Discurso, Televisão, Neymar, Recepção

Resumo

O objetivo deste estudo é investigar como uma reportagem do programa Esporte Espetacular aborda discursivamente o ingresso de Neymar no Barcelona Futebol Clube e o modo de apropriação da mensagem por jovens universitários. Fez-se uso da técnica de grupos focais e do método analítico-descritivo para coleta e análise dos dados. A amostra foi constituída por 24 jovens universitários, na faixa etária entre 18 e 24 anos. Neymar é caracterizado pelo EE como o ídolo que “deixou para trás” um time que não mais era digno de seu talento e alcançou o Olimpo almejado por jogadores do mundo inteiro, o Barcelona. O discurso do EE está ligado à ideia de que com persistência, disciplina, confiança e talento, Neymar foi capaz de ultrapassar as dificuldades, de se aperfeiçoar, exercer seu imenso potencial e chegar onde desejava, ao Barcelona FC. Segundo os sujeitos da pesquisa, a representatividade de Neymar ocorre em decorrência de, no Brasil, o futebol ser palco profícuo para a construção de imagens esportivas carregadas de alto simbolismo que serve para difundir uma ideia de identidade nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Islandia Cardoso da Silva, Fundação Municipal de Saúde de Teresina

 Graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal do Piauí (2010). Atualmente exerce o cargo de Educadora Física na Fundação Municipal de Saúde de Teresina. Possui especialização em Personal Training pela Universidade Estadual do Piauí. É mestra em Comunicação pela Universidade Federal do Piauí.Mestra em Comunicação pela Universidade Federal do Piauí (2011). Graduada em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal do Piauí (2015). Educadora Física na Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

Referências

KELLNER, D. A cultura da mídia: estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Bauru: EDUSC, 2001.

BRACHT, V. Sociologia crítica do esporte: uma introdução. 3. ed. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2005.

COELHO, P. V. Jornalismo esportivo. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2008.

DAMATTA, R. Antropologia do óbvio. Revista USP, São Paulo, p. 10-17. 1994.

CAMPBELL, J. O herói de mil faces. 10. ed. São Paulo: Cultrix, 1997.

MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 11. ed. São Paulo: Hucitec, 2008.

VYGOTSKY, L. S. Psicologia pedagógica. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2009. 277 p.

MUNARETTO, L. F.; CORRÊA, H. L.; CUNHA, J. A. C. Um estudo sobre as características do método Delphi e de grupo focal, como técnicas na obtenção de dados em pesquisas exploratórias. Revista Administração da Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, v. 6, n. 1, p. 09-24, jan. /mar. 2013.

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2010.

ELIAS, N.; SCOTSON, J. L. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

PÊCHEUX, M. Análise automática do discurso (AAD-69). In: GADET, F.; HAK, T. (Org.). Por uma análise automática do discurso. 3. ed. Campinas: Ed. da Unicamp, 1997. p. 61-162.

OROZCO-GÓMEZ, G. O telespectador frente à televisão: uma exploração do processo de recepção televisiva. Communicare, v. 5, n. 1, p. 27-42. 2005.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 6. ed. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2009.

VERÓN, E. Fragmentos de um tecido. São Leopoldo: Ed. Da Unisinos, 2004.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 3. ed. Campinas: Pontes, 2001.

AUMONT, J. A imagem. 7. ed. Campinas: Papirus, 2002.

RODRIGUES, N. À sombra das chuteiras imortais: crônicas de futebol. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

BRANDÃO, R. M. Psicologia do esporte. In: FERREIRA NETO, A. As ciências do esporte no Brasil. São Paulo: Autores Associados, 1995. p. 133-147.

MARTINS, N. S. Introdução à estilística: a expressividade na língua portuguesa.

ed. São Paulo: T. A. Queiroz, 2003.

Downloads

Publicado

2015-12-29

Como Citar

Silva, F. I. C. da. (2015). A significação do ingresso do jogador Neymar no Barcelona Futebol Clube: discurso do esporte espetacular e de jovens universitários. Conexões, 13(4), 79–99. https://doi.org/10.20396/conex.v13i4.8643434

Edição

Seção

Artigo Original