A influência do exercício físico sobre a artrite reumatoide – uma revisão de literatura

Autores

  • Jacqueline Moreira Lukachewski Universidade Estadual de Maringá
  • Bianca Reis Cornelian Universidade Estadual de Maringá
  • Carmem Patrícia Barbosa Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i4.8643436

Palavras-chave:

Artrite Reumatóide, Exercício, Natação

Resumo

Artrite reumatoide é uma doença inflamatória sistêmica, crônica, de caráter autoimune, caracterizada pelo acometimento das articulações com padrão simétrico. Está relacionada à inflamação da membrana sinovial que envolve as articulações sendo o processo inflamatório influenciado pelo aumento de citocinas pró-inflamatórias, como por exemplo, a IL-6 e o TNF-α. Considerando que o exercício físico está associado à melhora na qualidade de vida de seus praticantes, que reduz os riscos de diversas doenças e que melhora a sintomatologia de várias outras, o objetivo desta pesquisa foi investigar os efeitos do exercício físico sobre a resposta inflamatória crônica provocada pela atrite reumatoide. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica compreendendo os anos 2000 a 2014 a qual foi realizada a partir de bases de dados como Pubmed e Scielo. Evidenciou-se que o exercício físico tem um papel importante em relação à diminuição de citocinas pró-inflamatórias e por isso está associado à melhora na realização de atividades de vida diária de seus praticantes. Assim, este trabalho pode representar uma importante contribuição aos que pesquisam sobre a influência da prática do exercício físico sobre a artrite reumatoide favorecendo sua utilização como uma forma alternativa de terapia para o tratamento e/ou estabilização dessa doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Moreira Lukachewski, Universidade Estadual de Maringá

Profissional de Educação Física - Especialista em Anatomia e Histologia humana

Bianca Reis Cornelian, Universidade Estadual de Maringá

Especialista em Anatomia e Histologia humana pela Universidade Estadual de Maringá - UEM. Especialização em andamento Atividade Física para Saúde e Treinamento - UNICESUMAR. Graduada em Educação Física- Licenciatura/Bacharelado pelo -UNICESUMAR. Tem experiência na área de Educação Física.

 

Carmem Patrícia Barbosa, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Ciências Biológicas, Docente da Universidade Estadual de Maringá – Uem e do Centro Universitário de Maringá - UniCesumar

Referências

FELSON, D. T. Comparing the prevalence of rheumatic diseases in China with the rest of the world. Arthritis Research & Therapy, London, v. 10, n.1, p. 106, 2008.

LESUIS, N. et al. Gender and the treatment of immune-mediated chronic inflammatory diseases: rheumatoid arthritis, inflammatory bowel disease and psoriasis: an observational study. BMC: medicine, v. 1, p. 10-82, aug. 2012.

SILVA, S. S. S. L. et al. O impacto da atividade física na artrite reumatoide. Revista Pesquisa em Fisioterapia, Bahia, v. 3, n. 2, 118-130, dez. 2013.

DAVIS, J. M.; MATTESON E. L. My treatment approach to rheumatoid arthriti. Mayo Clinic Proceedings, Rochester, v. 87, n. 7, p. 659-673, july 2012.

NAGASHIMA, T. et al. Apoptosis of rheumatoid synovial cells by statins through the blocking of protein geranylgeranylation: a potential therapeutic approach to rheumatoid arthritis. Arthritis and Rheumatism, Hoboken, v. 54, n. 2, p. 579-86, feb. 2006.

BIANCHI, W. A. et al. Terapia biológica em artrite reumatoide novas perspectivas no controle e remissão. Jornal Brasileiro de Medicina, Rio de Janeiro, v. 100, n. 2, maio/jun. 2012.

KÜLKAMP, W. et al. Artrite Reumatoide e exercício físico: resgate histórico e cenário atual. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Londrina, v. 14, n. 1, p. 55-64, jun. 2009.

O'DELL, J. R. Therapeutic strategies for rheumatoid arthritis. New England Journal of Medicine, Boston, v. 350, n. 25, p. 2591-602, june 2004.

BAGATINI, F. et al. Potenciais interações medicamentosas em pacientes com artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 51, n. 1, jan./fev. 2011.

BENDELE, A. M. et al. Combination benefit of treatment with the cytokine inhibitors interleukin-1 receptor antagonist and PEGylated soluble tumor necrosis factor receptor type I in animal models of rheumatoid arthritis. Arthritis and Pheumatism, Hoboken, v.43, n. 12, p. 2648-2659, dec. 2000.

ALVES, J. C.; BASSITT, D. P. Quality of life and functional capacity of elderly women with knee osteoarthritis. Einstein (São Paulo), São Paulo, v. 11, n. 2, p. 209-215, apr./june 2013.

BERTOLINI, S. M. M. G. et al. Resposta das estruturas articulares do joelho de ratos pós-imobilização. Revista Ciência e Saúde, Brasília, v. 2, n. 1, p. 8-15, jan./jun. 2009.

CAMPOS, R. P. et al. Contribuição da natação para a reabilitação da bursite de ombro pós-fase aguda. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 20, n. 2, p. 119-126, abr./jun. 2012.

SANTANA, V. S.; EUZÉBIO, C. J. V.; GALVÃO, V. L. Benefícios da fisioterapia aquática no paciente com artrite reumatoide: revisão de literatura. Revista Pesquisa em Fisioterapia, Bahia, v. 3, n. 1, p. 50-66, jul. 2013.

MOTA, L. M. H.; LAURINDO, I. M. M.; SANTOS NETO, L. L. S. Características demográficas e clínicas de uma coorte de pacientes com artrite reumatoide inicial. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 50, n. 3, p. 235-48, 2010.

COSTA, J. P.; BECK, S. T. Avanços no diagnóstico e tratamento da artrite reumatoide. Saúde (Santa Maria), Santa Maria, v. 37, n. 1, p. 65-76, 2011.

CICONELLI, R. M. Artrite reumatoide: tratamento. Revista Sinopse de Reumatologia, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 1-17, jun. 2005.

GIRIBELA, C. R. G. et al. Função e disfunção endotelial: da fisiopatologia às perspectivas de uso em pesquisa e na prática clínica. Revista Brasileira de Hipertensão, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 27-32, 2011.

SILVA, G. L da. Loci de Suscetibilidade genética à artrite reumatoide estabelecem redes de regulação transcriocional com outros genes. 2010. Dissertação (Mestrado) -Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, São Paulo, 2010.

BELOTTO, M. F. Efeito do exercício físico sobre o estado inflamatório de diabéticos. EFDesportes.com: revista digital, Buenos Aires, v. 16, n. 159, ago. 2011. Disponível em: www.efdeportes.com/efd159/efeito-do-exercício-físico-sobre-diabéticos.htm.

GOMES, R. P. et al. Efeitos de um minuto e dez minutos de deambulação em ratos com artrite induzida por adjuvante completo de Freund sobre os sintomas de dor e edema. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 54, n. 2, p. 83-89, 2014.

GOMES, R. P. Atividade física no tratamento de artrite induzida por adjuvante de Freund: efeitos na nocicepção, edema e migração celular. 2008. 107 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

SANTOS, D. S. Avaliação do efeito anti-inflamatório do toque terapêutico no modelo experimental de edema de pata induzido por adjuvante completo de Freund em camundongo. 2001. 61 f. Doutorado (Tese) - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, São Paulo, 2011.

LI, W. M. et al. Analgesic effect of electroacupuncture on complete freund’s adjuvant-induced inflammatory pain in mice: a model of antipain treatment by acupuncture in mice. Japanese Journal of Physiology, Tokio, v. 55, no. 6, p. 339-344, 2005.

FALEIRO, L. R.; ARAÚJO, L. H. R.; VARAVALLO, M. A. A terapia anti-TNF-α na artrite reumatoide. Semina: ciências biológicas e da saúde, Londrina, v. 32, n. 1, p. 77-94, jan./jun. 2011.

MERINI, L. R. et al. Citocinas pró-inflamatórias em artrite induzida por adjuvante: uma revisão da ação imunomoduladora de substâncias bioativas. Scientia Amazonia, Manaus, v.1, n. 3, p. 27-39, 2012. Disponível em:

www.scientia.ufam.edu.br/attachments/article/16/v.%201%20n.3%2027-39.%202012.pdf.

BRENOL, C. V. et al. Artrite reumatoide e aterosclerose. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 53, n. 5, p. 465-470, 2007.

MOTA, L. M. H. et al. Consenso da Sociedade Brasileira de Reumatologia 2011 para diagnóstico e avaliação inicial da artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 51, n. 3, p. 199-219, 2011.

CORBACHO, M. I.; DAPUETO, J. J. Avaliação da capacidade funcional e da qualidade de vida de pacientes com artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 50, n. 1, p. 32-43, 2010.

BIANCHI, W. A. et al. Análise da associação da fadiga com variáveis clínicas e psicológicas em uma série de 371 pacientes brasileiros com artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 54, n. 3, jun. 2014.

MOTA, L. M. H. et al. Consenso 2012 da Sociedade Brasileira de Reumatologia para o tratamento da artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 52, n. 2, p. 135-174, mar./abr. 2012.

PETERSEN, A. M. W.; PEDERSEN, B. K. The anti-inflammatory effect of exercise. Journal of Applied Physiology, Bethesda, v. 98, n. 4, p. 1154-1162, 2005.

KRINSKI, K. et al. Efeitos do exercício físico no sistema imunológico. Revista Brasileira de Medicina, São Paulo, v. 67, n. 7, p. 228-233, 2010.

PEDERSEN, B. K. et al. Role of myokines in exercise and metabolism. Journal of Applied Physiology, v. 103, p. 1093-1098, sept. 2007.

PRESTES, J. et al. Influência do exercício físico em diferentes intensidades sobre o número de leucócitos, linfócitos e citocinas circulantes. Revista Brasileira de Medicina, São Paulo, v. 65, n. 3, p. 56-60, mar. 2008.

COONEY, J. K. et al. Benefits of exercise in rheumatoid arthritis. Journal of Aging Research, New York, v. 2011, p. 1-14, feb. 2011.

VIACAVA, P. R. et al. Efeito do exercício aeróbico em modelo experimental de artrite. Clinical and Biomedical Researd, Porto Alegre, v. 34, n. 1, p. 28-39, 2014.

DARIO, A. B. et al. Alterações psicológicas e exercício físico em pacientes com artrite reumatoide. Motricidade, Santa Maria da Feira, v. 6, n. 3, p. 21-30, 2010.

FERREIRA, L. R. F. et al. Efeitos da reabilitação aquática na sintomatologia e qualidade de vida de portadoras de artrite reumatoide. Fisioterapia e Pesquisa, v. 15, n. 2, São Paulo, p. 136-141, abr./jun. 2008.

CALEGARI, R.; TOIGO, A. M. Benefícios da hidroginástica para indivíduos com artrite reumatóide. EFDeportes.com: revista digital, Buenos Aires, v. 19, n. 193, 2014.

PRESTES, J. et al. Influência do exercício físico agudo realizado até a exaustão sobre o número de leucócitos e citocinas circulantes. Fitness Performance Journal, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 32-37, jan./fev. 2007.

EVERSDEN, L.et al. A pragmatic randomised controlled trial of hydrotherapy and land exercises on overall well-being and quality of life in rheumatoid arthritis. BMC Musculoskeletal Disorders, Bethesda, v. 8, n. 23, mar. 2007.

BILBERG, A.; AHLMÉN, M.; MANNERKORPI, K. Moderately intensive exercise in a temperate pool for patients with rheumatoid arthritis: a randomised controlled

Downloads

Publicado

2015-12-29

Como Citar

Lukachewski, J. M., Cornelian, B. R., & Barbosa, C. P. (2015). A influência do exercício físico sobre a artrite reumatoide – uma revisão de literatura. Conexões, 13(4), 119–136. https://doi.org/10.20396/conex.v13i4.8643436

Edição

Seção

Artigo de Revisão