Slackline no CIEJA

não é para melhorar o equilíbrio, é porque é...

Palavras-chave: Educação de Jovens e Adultos, Educação Física, Currículo cultural

Resumo

Contrariando a visão hegemônica que concebe a Educação Física na Educação de Jovens e Adultos como experiência formativa irrelevante ou destinada simplesmente a exercitar e relaxar os corpos com vistas a compensar os esforços laborais da população trabalhadora, relatamos uma experiência pedagógica realizada num Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos em que se tematizou o slackline a partir dos pressupostos teórico-metodológicos da perspectiva cultural do componente. Na avaliação dos estudantes, muitos deles com deficiências, o trabalho proporcionou o acesso a uma prática corporal até então desconhecida e a oportunidade de arriscar-se e vencer desafios corporais.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Cristina Jesus Martins, Universidade de São Paulo

Possui licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e especialização em Educação Física Escolar (2007), possui licenciatura em Pedagogia pela UNINOVE (2014). Atualmente, exerce a função de professora de Educação Física na rede municipal paulistana. Tem se preocupado com a pesquisa de práticas pedagógicas na perspectiva dos estudos culturais e na Educação de Jovens e Adultos. Atualmente curso o mestrado no programa de pós graduação da Faculdade de Educação da USP, pesquisando a Educação Física na Educação de Jovens e Adultos.

Marcos Garcia Neira, Universidade de São Paulo

É licenciado em Educação Física e Pedagogia com Mestrado e Doutorado em Educação, Pós-doutorado em Currículo e Educação Física e Livre-Docência em Metodologia do Ensino de Educação Física. É Professor Titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, onde exerce a função de Diretor (2018-2022) e atua nos cursos de graduação e pós-graduação, orienta pesquisas em nível de iniciação científica, mestrado e doutorado, e supervisona pesquisas de pós-doutorado. Investiga a prática pedagógica da Educação Física com apoio da FAPESP e do CNPq, é coordenador do Grupo de Pesquisas em Educação Física escolar (www.gpef.fe.usp.br) Tem experiência com os seguintes temas: Educação Física escolar, Currículo, Formação de professores e Teorias pós-críticas.

Referências

MARTINS, Jacqueline Cristina Jesus. Educação Física, currículo cultural e Educação de Jovens e Adultos novas possibilidades. 2018. 133 f. Relatório de Pesquisa. Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação. São Paulo, 2018.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação Física cultural. São Paulo: Blucher, 2016.

NEIRA, Marcos Garcia; NUNES, Mário Luiz Ferrari. Educação Física, currículo e cultura. São Paulo: Phorte, 2009.

SANTOS, Ivan Luis. A tematização e a problematização no currículo cultural da Educação Física. 2016. 246 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação. São Paulo, 2016.

Publicado
2018-09-28
Como Citar
Martins, J. C. J., & Neira, M. G. (2018). Slackline no CIEJA. Conexões, 16(3), 382-394. https://doi.org/10.20396/conex.v16i3.8652214
Seção
Relato de Experiência