Produção de significados para o esporte

uma contribuição

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v19i1.8659089

Palavras-chave:

Produção de significado, Esporte, Modelo teórico dos campos semânticos

Resumo

Objetivos: O estudo objetiva compreender o esporte enquanto fenômeno, tomando recortes no debate acadêmico em âmbito nacional, utilizando contribuições do Modelo Teórico dos Campos Semânticos (MTCS). Método: Para alcançar tal objetivo utilizou-se uma ferramenta de citação da Plataforma Lattes (CNPq) para localizar referências para o esporte, como Bracht (1997), Kunz (1994), Tubino (2003), Assis de Oliveira (2010) e Borges e Furtado (2019). Resultados: Em seguida, foram utilizados os elementos do MTCS como categorias de análise, resultando em significados similares como reformulação e reinvenção, além de significados antagônicos como continuidade e ruptura. Conclusão: Deste modo, a discussão foi construída em torno das divergências e convergências presentes nos significados analisados, inferindo-se que esse Modelo possibilita uma nova forma de análise que permite uma compreensão diferenciada do fenômeno esportivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Nazareno Borges, Universidade Federal do Pará

Pós-doutorado em Memória Social pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Docente Associado IV da Universidade Federal do Pará. Líder do Centro de Estudos Avançados em educação e Educação Física (CAÊ).

Gilberto Otávio Neto de Souza Portilho, Centro Universitário Planalto do Distrito Federal

Graduação em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal do Pará. Membro do Centro Avançado de Estudos em Educação e Educação Física (CAÊ).

Referências

BORGES, Carlos Nazareno Ferreira; FURTADO, Renan Santos. A condição esportiva. Educação, Santa Maria, v. 44. Publicação contínua. Out. 2019.

BOURDIEU, Pierre. Esboço de uma teoria da prática. In: ORTIZ, R, (Org.). A sociologia de Pierre Bourdieu. São Paulo: Olho d’Água, 2003.

BRACHT, Valter. Educação física no 1º grau: conhecimento e especificidade. Revista Paulista de Educação Física. Sup. 2, 1996, p.23-28. Sociologia crítica do esporte: uma introdução. Vitória: CEFD/UFES, 1997.

BRACHT, Valter. Sociologia Crítica do Esporte: Uma Introdução. Ijuí/SC, Unijuí, 2005.

ELIAS, Norbert; DUNNING, Eric. A busca da excitação. Lisboa: Memória e Sociedade, 1992.

CARDOSO, Gabriel. O olimpismo: as bases de um pensamento universal. Podium: Sport, Leisure and Tourism Review, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 137-151, jan./jun. 2013

GUTTMANN, Allen. History of the modern games. Champaign: University of Illinois, 1992.

HENRIQUES, Marcilio Dias. Um Estudo Sobre a Produção de Significados de Estudantes do Ensino Fundamental para Área e Perímetro. 2011. 218 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Juíz de Fora, Instituto de Ciências Exatas. Pós-graduação em Educação Matemática, Mestrado Profissional em Educação Matemática. Juiz de Fora (MG) - setembro, 2011.

KUNZ, Elenor. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: UNIJUÍ, 1994.

LINS, Rômulo Campos. O Modelo Teórico dos Campos Semânticos: estabelecimento e notas de teorizações. In: ANGELO, Claudia Laus et al (Org.). Modelo dos Campos semânticos e educação matemática: 20 anos de história. São Paulo: midiograf, 2012.

LUCENA, Ricardo de Figueiredo. O Esporte na Cidade. Campinas: Autores Associados, 2000.

MELO, Victor Andrade de. História da educação física e do esporte no. Brasil: panorama e perspectivas. São Paulo: IBRASA, 1999.

MIETO, Gabriela Sousa de Melo; BARBATO, Silviane; ROSA. Professores em transição: produção de significados em atuação inicial na inclusão escolar. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 32 n. esp., 2016, pp. 1-10.

OLIVEIRA, Sávio Assis de. Reinventando o esporte: possibilidades da prática pedagógica. Campinas: Autores Associados, Chancela Editorial CBCE, 2001.

SANTOS, Luciane. Mulazani dos. Produção de significados para objetos de aprendizagem: de autores e leitores para a educação matemática. 2007. 118 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática). Universidade Federal do Paraná, Linha de pesquisa Educação Matemática, Setor de Educação, 2007.

SILVA. Amarildo Melchiades da. Sobre a Dinâmica da Produção de Significados para a Matemática. 2003. 224 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática). Universidade Estadual Paulista - Instituto de Geociências e Ciências Exatas – Curso de Pós-Graduação em Educação Matemática. Rio Claro – SP. 2003.

SOARES, Carmen Lúcia et al. Metodologia do ensino da Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

STIGGER, Marco Paulo. Educação Física, esporte e diversidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

TUBINO, Manoel José Gomes. Metodologia Científica do treinamento desportivo. Rio de Janeiro, Shape, 2003.

Downloads

Publicado

2021-06-10

Como Citar

BORGES, C. N.; PORTILHO, G. O. N. de S. . Produção de significados para o esporte: uma contribuição. Conexões, Campinas, SP, v. 19, n. 1, p. e021008, 2021. DOI: 10.20396/conex.v19i1.8659089. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8659089. Acesso em: 20 set. 2021.

Edição

Seção

Artigo de Revisão