Banner Portal
O esporte nas eleições brasileiras de 2018
PDF

Palavras-chave

Estado
Governo Federal
Brasil - Eleições
Esporte
Políticas públicas

Como Citar

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva; REIS, Nadson Santana; PEREIRA, Claudia Catarino; MAGALHÃES, Ywry Crystiano da Silva; MASCARENHAS, Fernando. O esporte nas eleições brasileiras de 2018: análise das propostas de governos dos presidenciáveis. Conexões, Campinas, SP, v. 19, n. 00, p. e021012, 2021. DOI: 10.20396/conex.v19i1.8660344. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8660344. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

Objetivo: Este estudo teve por objetivo analisar as propostas dos presidenciáveis, relacionadas ao esporte, protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral nas eleições de 2018. Metodologia: A pesquisa se caracteriza como qualitativa, sendo realizada a partir de pesquisa documental, e os dados foram avaliados a partir da análise de conteúdo. Resultados: Dos 13 candidatos nas eleições presidenciais de 2018, 6 não apresentaram nenhuma discussão ou proposição para o esporte, já 7 fizeram propostas e contextualização. Foram feitas 84 proposições para o esporte, em 11 diferentes temáticas: articulação do esporte com outras áreas, futebol, acesso/direito ao esporte, infraestrutura, financiamento, alto rendimento, propostas diversas, pesquisa, participação e controle social, entidades de administração esportiva e sistema nacional do esporte. Conclusão: A partir da análise foi possível compreender que o tratamento do esporte nas eleições presidenciais de 2018 oscilou entre a completa ausência desse fenômeno no debate público, pinceladas superficiais e assistemáticas, chegando à reafirmação de lugares-comuns ou, ainda, a apresentação de um consistente debate programático e/ou propositivo no âmbito da agenda pública brasileira.

https://doi.org/10.20396/conex.v19i1.8660344
PDF

Referências

ALMEIDA, Caroline Soares de. O Estatuto da FIFA e a igualdade de gênero no futebol: histórias e contextos do Futebol Feminino no Brasil. FuLiA/UFMG, Belo Horizonte, v. 4, n. 1, p. 72–87, jan./abr. 2019.

ARAUJO, Silvana Martins de. Controle democrático da política esportiva brasileira: um estudo sobre o Conselho Nacional do Esporte. 2016. Tese (Doutorado em Política Social) - Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

ATHAYDE, Pedro Fernando Avalone; MASCARENHAS, Fernando; FIGUEIREDO, Pedro Osmar Flores de Noronha; REIS, Nadson Santana. O esporte como direito de cidadania. Pensar a Prática, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 490–501, abr./jun. 2016a.

ATHAYDE, Pedro; CARVALHO, Miguel; MATIAS, Wagner; CARNEIRO, Fernando; SANTOS, Samir. Panorama sobre a constitucionalização do direito ao esporte no Brasil. Motrivivência, Florianópolis, v. 28, n. 49, p. 38–53, dez. 2016b.

ATHAYDE, Pedro Fernando Avalone. O “ lugar do social ” na Política de Esporte do Governo Lula. SER Social, Brasília, v. 13, n. 28, p. 184-209, jan./jun. 2011.

ATHAYDE, Pedro Fernando Avalone. O ornitorrinco de chuteiras: determinantes econômicos da política de esporte e lazer do governo Lula e suas implicações sociais. 2014. Tese (Doutorado em Política Social) - Universidade de Brasília, 2014.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BONALUME, Cláudia Regina. O esporte e o lazer na formulação de uma política pública intersetorial para a juventude: a experiência do PRONASCI. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Brasília, 2010.

BRACHT, Valter. Sociologia crítica do esporte: uma introdução. 4. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2011.

BRASIL. Lei n. 9.504 de 30 de setembro de 1997, Lei da eleições. 1997. Disponível em:

http://www.tse.jus.br/legislacao/codigo-eleitoral/lei-das-eleicoes/lei-das-eleicoes-lei-nb0-9.504-de-30-de-setembro-de-1997. Acesso em: 21 jan. 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 20 jun. 2020.

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva. A política de esporte no Distrito Federal : Centros Olímpicos, “terceiro setor” e focalização. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade de Brasília, 2013.

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva. O financiamento do esporte no Brasil: aspectos da atuação estatal nos governos Lula e Dilma. 2018. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade de Brasília, Brasília, 2018.

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva; MASCARENHAS, Fernando. O direito ao esporte análise do planejamento e execução de políticas pública no Distrito Federal no período 2008 - 2011. Licere, Belo Horizonte, v. 17, n. 2, p. 86–123, jun. 2014.

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva; ATHAYDE, Pedro Fernando Avalone; MASCARENHAS, Fernando. Era uma vez um Ministério do esporte...: seu financiamento e gasto nos governos Lula, Dilma e Temer. Motrivivência, Florianópolis, v. 31, n. 60, p. 01–22, out./dez. 2019.

CARNEIRO, Fernando Henrique Silva; ATHAYDE, Pedro Fernando Avalone; PEREIRA, Claudia Catarino; MASCARENHAS, Fernando. A matriz de financiamento público federal do esporte no Brasil. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, n. 27, v. 4, p. 85-102, 2019.

CASTELAN, Lia Polegato. As Conferências Nacionais do Esporte na configuração da política esportiva e de lazer no governo Lula (2003-2010). 2010. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

CASTELLANI FILHO, Lino. O Estado Brasileiro e os Direitos Sociais: O Esporte. In: HÚNGARO, Edson Marcelo; DAMASCENO, Luciano Galvão; GARCIA, Carla Cristina (Org.). Estado, política e emancipação humana: lazer, educação, esporte e saúde como direitos sociais. Santo André: Alpharrabio, 2008. p. 129–144.

CASTELLANI FILHO, Lino. O PT, a política esportiva brasileira e a síndrome de Estocolmo. 2009. Disponível em: http://observatoriodoesporte.org.br/o-pt-a-politica-esportiva-brasileira-e-a-sindrome-de-estocolmo/. Acesso em: 18 mar. 2020.

COMITÊ POPULAR DA COPA E OLIMPÍADAS DO RIO DE JANEIRO. Megaeventos e violações dos direitos humanos no Rio de Janeiro. Dossiê do Comitê Popular da Copa e Olimpíadas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Comitê Popular da Copa e Olimpíadas do Rio de Janeiro, 2015.

FENDER, Rene Vinicius Donnangelo. Fundos patrimoniais e fundos de apoio como ferramenta de financiamento do esporte no Brasil. E-Legis, Brasília, n. esp., p. 141–167, nov. 2018.

FERREIRA, Alan de Carvalho Dias; Vitor, Kassandra Pereira; HAIACHI, Marcelo de Castro; REPPOLD FILHO, Alberto Reinaldo. Financiamento do esporte paralímpico no Brasil: convênios. Cadernos de Educação Tecnologia e Sociedade, v. 11, n. 1, p. 22-36, jan./mar. 2018.

FLAUSINO, Michelle da Silva. Plano decenal: as políticas públicas de esporte e lazer em jogo. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

FLAUSINO, Michelle da Silva; MASCARENHAS, Fernando. O direito ao esporte e lazer: apontamentos críticos à sua mistificação. Licere, Belo Horizonte, v. 15, n. 2, p. 1–26, jun. 2012.

MASCARENHAS, Fernando. Megaeventos esportivos e educação física: alerta de tsunami. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 1, p. 39-67, jan./mar. 2012.

MASCARENHAS, Fernando. O orçamento do esporte: aspectos da atuação estatal de FHC a Dilma. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 30, n. 4, p. 963-80, out./dez. 2016.

MASCARENHAS, Fernando; CARNEIRO, Pedro Fernando Avalone Athayde; SANTOS, Mariângela Ribeiro; MIRANDA, Natália Nascimento. O bloco olímpico: Estado, organização esportiva e mercado na configuração da agenda Rio 2016. Revista da ALESDE, Curitiba, v. 2, n. 2, p. 15–32, out. 2012.

MATIAS, Wagner Barbosa; MASCARENHAS, Fernando. As influências dos megaeventos esportivos na agenda e políticas esportivas: planejamento, arranjo institucional, ordenadmento jurídico e financiamento. Pensar a Prática, Goiânia, v. 20, n. 1, p. 88–98, jan./mar. 2017.

MELO, Marcelo Paula de. Esporte e juventude pobre: política públicas de lazer na Vila Olímpica da Maré. Campinas: Autores Associados, 2005.

PEREIRA, Claudia Catarino. As empresas estatais e o financiamento do esporte nos governos Lula e Dilma. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

PEREIRA, Potyara Amazoneida Pereira. Discussões conceituais sobre política social como política pública e direito de cidadania. In: BOSCHETTI, Ivanete; BEHRING, Elaine Rossetti; SANTOS, Silvana Mara de Morais dos; MIOTO, Regina Célia Tamaso (Orgs.). Política social no capitalismo: tendências contemporâneas. São Paulo: Cortez, 2009.

PRONI, Marcelo Weishaupt; SILVA, Leonardo Oliveira. Impactos econômicos da Copa do Mundo de 2014: projeções superestimadas. 2012. Instituto de Economia Unicamp, Campinas, 2012.

RIBEIRO, Olívia Cristina Ferreira; AMARAL, Silvia Cristina Franco; SILVA, Dirceu Santos. Fragmentação e intersetorialidade nas políticas públicas de esporte e lazer. Revista Brasileira de Estudos do Lazer, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 99-114, jan./abr. 2014.

TEIXEIRA, Marcelo Resende. Esporte, fundo público e pequena política: os reveses de um orçamento (r)emendado. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

TEIXEIRA, Marcelo Resende. Esporte, fundo público e pequena política: os reveses de um orçamento (r)emendado. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Fernando Henrique Silva Carneiro, Nadson Santana Reis, Claudia Catarino Pereira, Ywry Crystiano da Silva Magalhães, Fernando Mascarenhas

Downloads

Não há dados estatísticos.