Banner Portal
Educação física escolar na gestão Jair Bolsonaro
PDF

Palavras-chave

Jair Bolsonaro
Educação física
Política educacional

Como Citar

MELO, Fernando Garcez de; MOREIRA, Evando Carlos. Educação física escolar na gestão Jair Bolsonaro: uma breve análise de conjuntura. Conexões, Campinas, SP, v. 20, n. 00, p. e022003, 2022. DOI: 10.20396/conex.v20i00.8666222. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8666222. Acesso em: 25 maio. 2024.

Resumo

Objetivo: Compreender a conjuntura política-educacional da educação física escolar com a assunção à presidência de Jair Bolsonaro. Método: Foi realizada uma análise de conjuntura, à qual se dedica a compreensão do atual cenário político e implicações na educação física escolar. Resultados e discussão: Foram identificadas quatro forças primordiais para entender sua gestão e que atuam sobre a sociedade e a educação física: as forças econômica, moral, securitária e societal. Em conjunto, fomentam o desmonte de políticas sociais, a transferência do poder de atuação do público para a iniciativa privada e relações interpessoais marcadas por intolerância. Considerações Finais: Detidamente, na educação física escolar, tais forças implicam na sua secundarização, a possível diminuição de investimentos, seu uso não para o desenvolvimento da autonomia, mas para o disciplinamento. Em suma, cerceamento das práticas pedagógicas e dificuldades para o alcance de justiça social e liberdade.

https://doi.org/10.20396/conex.v20i00.8666222
PDF

Referências

ALMEIDA, Ronaldo. A onda quebrada – evangélicos e conservadorismo. Cadernos Pagu, n. 50. 2017.

ALMEIDA, Ronaldo. Deus acima de todos. Democracia em risco?: 22 ensaios sobre o Brasil hoje. São Paulo: Companhia das Letras, 2019a. p. 35-51

ALMEIDA, Ronaldo. Bolsonaro presidente: conservadorismo, evangelismo e a crise brasileira. Novos estudos, São Paulo, v. 38, n. 01. 2019b.

ALMEIDA, Ronaldo. A visita de Francisco e a abertura do compasso. Le Monde Diplomatique Brasil. 2013. Disponível em: https://diplomatique.org.br/a-visita-de-francisco-e-a-abertura-do-compasso/. Acesso em: 01 mar. 2020.

ALONSO, Angela. A comunidade moral bolsonarista. Democracia em risco?: 22 ensaios sobre o Brasil hoje. São Paulo: Companhia das Letras, 2019. p. 52-70

ALVES, Miriam Fábia, TOSCHI, Mirza Seabra. A militarização das escolas públicas: uma análise a partir das pesquisas da área de educação no Brasil. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação/RBPAE, v. 35, n. 3, 2019.

BARROS, Ronaldo Crispim Sena. Bolsonaro: O racismo fora do armário. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2019. p. 421-439

BETTI, Mauro. Educação física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1992.

BRACHT, Valter. Educação física e aprendizagem social. Porto Alegre, RS: Magister, 1992.

BRACHT, Valter. A constituição das teorias pedagógicas da educação física. Cadernos Cedes, v. 19, n. 48, 1999a.

BRACHT, Valter. Educação física & ciência: cenas de um casamento (in)feliz. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 1999b.

BRASIL Portaria nº 2, de 22 de fevereiro de 2019. Dispõe sobre a aprovação do Manual de Uso da marca do Governo Federal. Diário Oficial da União. Seção 1, Brasília, DF, edição: 39, p. 1. 2019. Disponível em: http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/64779915. Acesso em: 22 fev. 2020.

CARDOSO JÚNIOR, José Celso. Desmonte do Estado no governo Bolsonaro: menos república, menos democracia e menos desenvolvimento. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2019. p. 151-170

CASTELLANI FILHO, Lino. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 1988.

CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE. Recomendação nº 004, de 24 de janeiro de 2020. 2020. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/recomendacoes/2020/Reco004.pdf. Acesso em: 10 mar. 2020.

DIAS, Camila Caldeira Nunes; DE VITTO, Renato Campos Pinto. Dobrando a aposta na produção do caos: encarceramento como diretrizes do projeto “anticrime”. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2019. p. 381-400

FREIRE, João Batista. Educação de corpo inteiro. São Paulo: Scipione, 1989.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa. 25 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

GOELLNER, Silvana Vilodre. A contribuição dos estudos de gênero e feministas para o campo acadêmico-profissional da Educação Física. In: DORNELLES, Priscila Gomes; WENETZ, Ileana; SCHWENGBER, Maria Simone Vione (Orgs.). Educação Física e gênero: desafios educacionais. Ijuí: Ed. Unijuí, 2013. p. 23-44

GÓIS JÚNIOR, Edivaldo; HAUFFE, Mirian Kormann. A educação física e o funâmbulo: entre a arte circense e a ciência (século XIX e início do século XX). Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v.36, n. 2, p. 547-559, abril/junho, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-32892014000200547&script=sci_arttext. Acesso em: 28 fev. 2020.

INSTITUTO PENÍNSULA. Pesquisa de contexto da Educação Física escolar no Brasil: Resultados finais - Novembro 2019. Instituto Península. Disponível em: https://www.institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2020/03/Pesquisa-Contexto-Educa%C3%A7%C3%A3o-F%C3%ADsica.pdf. Acesso em: 19 abril 2020.

KUNZ, Elenor. Educação física: ensino e mudanças. Ijuí, RS: Unijuí, 1991.

LESSA, Carlos. Nação e nacionalismo a partir da experiência brasileira. Estudos Avançados, v. 22, n. 62, p. 237-256, jan./abr. 2008.

MACEDO, Elizabeth. As demandas conservadoras do movimento Escola sem Partido e a Base Nacional Curricular Comum. Educação e Sociedade, v. 38, n. 139, p.507-524, abril/junho, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v38n139/1678-4626-es-38-139-00507.pdf. Acesso em: 20 fev. 2020.

MEDINA, João Paulo Subirá. A educação física cuida do corpo e...“mente”. Campinas, SP: Papirus, 1983.

MONLEVADE, João Antonio Cabral de. Valorização salarial dos professores: O papel do Piso Salarial Profissional Nacional como instrumento de valorização dos professores da educação básica pública. 2000. 307 p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

NACIF, Paulo Gabriel Soledade, SILVA FILHO, Penildon. A educação brasileira na mira do obscurantismo e Estado mínimo. Brasil: incertezas e submissão? São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2019. p. 231-250

NEVES, Rafael. PEC do pacto federativo será discutida do zero. Congresso em foco. 2019. Disponível em: https://congressoemfoco.uol.com.br/economia/pec-do-pacto-federativo-sera-discutida-do-zero-diz-lider-do-governo-no-senado/. Acesso em: 02 mar. 2020.

PARAÍSO, Marlucy Alves. A ciranda do currículo com gênero, poder e resistência. Currículo sem Fronteiras, v. 16, n. 3, p. 388-415, set./dez, 2016. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol16iss3articles/paraiso.pdf. Acesso em: 28 fev. 2020.

RORTY, Richard. Pragmatismo e política. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ROSÁRIO, Fernando Ruiz. O Falibilismo Epistemológico de Karl Popper. Sofia, Vitória, v.7, n.2, p. 289-304. 2018.

SENA JÚNIOR, Carlos Zacarias de. Obscurantismo e anticientificismo no Brasil bolsonarista: anotações sobre a investida protofascista contra a inteligência e a ciência no Brasil. Cadernos GPOSSHE On-line, Fortaleza, v. 2, n. Especial, 2019.

SETO, Guilherme. Slogan de Bolsonaro foi inspirado em brado de paraquedistas militares. Folha de S. Paulo. 2018. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/10/slogan-de-bolsonaro-foi-inspirado-em-brado-de-paraquedistas-militares.shtml. Acesso em: 25 fev. 2020.

SOARES, Carmen Lúcia e colaboradores. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

SOARES, Carmen Lúcia. Educação física: raízes européias e Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 1994.

SOLANO, Esther. A bolsonarização do Brasil. Democracia em risco?: 22 ensaios sobre o Brasil hoje. São Paulo: Companhia das Letras, 2019. p. 307-321.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Conexões

Downloads

Não há dados estatísticos.