Banner Portal
A educação física escolar e as discussões de gênero
capa 2023 com foto das primeiras edições da revista impressas
PDF

Palavras-chave

Teachers - Training of
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência
Gender studies

Como Citar

PIRES, B. A. B.; PORTELA, T. R. de O.; OLIVEIRA, A. L. A educação física escolar e as discussões de gênero: contribuições do PIBID para a formação docente. Conexões, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e023016, 2023. DOI: 10.20396/conex.v21i00.8674123. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8674123. Acesso em: 24 fev. 2024.

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi analisar os efeitos que as experiências com o PIBID Educação Física causaram na percepção de docentes acerca das relações de gênero em suas aulas. Metodologia: Este estudo é de natureza qualitativa e o instrumento utilizado para coleta de dados foi o Grupo Focal, contando com a participação de seis ex-bolsistas e dois ex-supervisores do PIBID. Para análise dos dados utilizou-se a Análise de Conteúdo. Resultados e discussão: As oportunidades de formação relatadas para problematizar gênero nas escolas são as literaturas específicas, as experiências nos espaços escolares e as relações interpessoais. O PIBID foi apontado como essencial para a formação deles/as enquanto sujeitos e ainda é potencializado por unir as duas últimas oportunidades veementemente citadas: vivência no espaço escolar e relacionamentos entre pares. Conclusão: Sendo assim, concluímos que o PIBID, através dessas potencialidades, permitiu o acesso a saberes e espaços para discutir, refletir e problematizar as questões de gênero na Educação Física escolar.

https://doi.org/10.20396/conex.v21i00.8674123
PDF

Referências

ALTMANN, Helena. Educação Física escolar: relações de gênero em jogo. São Paulo: Cortez, 2015.

ARAÚJO, Ana Beatriz Carvalho de; DEVIDE, Fabiano Pries. “Gênero” e “Sexualidade” na formação em Educação Física: Uma análise dos cursos de Licenciatura das Instituições de Ensino Superior Públicas do Rio de Janeiro. Arquivos em Movimento, v. 15, n. 1, p. 25-41, jan./jul. 2019.

ARAÚJO, Lara Wanderley. Gênero e Educação: um estudo sobre os saberes produzidos na formação inicial de professoras/es. 2015. 130 f. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.

AUAD, Daniela. Relações de gênero na sala de aula: atividades de fronteira e jogos de separação nas práticas escolares. Pro-Posições, v. 17, n. 3, p. 137–149, 2006. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643610. Acesso em: 12 jul. 2023.

AUAD, Daniela; CORSINO, Luciano. Feminismos, interseccionalidades e consubstancialidades na Educação Física Escolar. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 26, n. 1, p. 1-13, 2016.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diretoria de formação de professores da educação básica. Relatório de Gestão 2009‐2013. Brasília, DF, 2013.

BRASIL. Decreto nº 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID e dá outras providências. Diário Oficial da União, n. 120, seção 1, p. 4-5, 2010.

BUTLER, Judith. Atos performáticos e a formação dos gêneros: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista. In: HOLLANDA, Heloísa Buarque (Org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 213-230.

CASTELLANI FILHO, Lino. Educação física no Brasil: a história que não se conta. 19. ed. Campinas, SP: Papirus, 2011.

CORRÊA, Carla Patrícia Quintanilha. A formação dos formadores do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2017.

DEVIDE, Fabiano Pries; ROCHA, Cristina Maria Da; MOREIRA, Izabela Dos Santos. Coeducação e educação física escolar: uma ferramenta para abordar as relações de gênero nas práticas corporais. Cadernos De Formação RBCE, p. 48-60, set. 2020.

FERNANDES, Filipe Santos. Pelas bruxas de Agnesi no currículo: educabilidades de uma matemática no feminino. In: PARAÍSO, Marlucy Alves; CALDEIRA, Maria Carolina da Silva. (Org.). Pesquisas sobre currículos, gêneros e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza, 2018. p. 139-152.

FERNANDES, Simone Cecília, ALTMANN, Helena. A educação esportiva e gênero na escola pública: posicionamento docente positivo diante do fazer esportivo de meninas. In: WENETZ, Ileana; ATHAYDE, Pedro; LARA, Larissa (Org.). Gênero e sexualidade no esporte e na educação física [recurso eletrônico]. Natal: EDUFRN, 2020, p. 31-45.

FRANCO, Maria Laura P. B. Análise de conteúdo. 3.ed. Brasília, Laber Livro, 2008. Série Pesquisa, v. 6.

GASKELL, George. Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George. (Eds.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 02. ed. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 64–89.

GATTI, Bernardete A.; ANDRÉ, Marli E. D. A.; GIMENES, Nelson A. S.; FERRAGUT, Laurizete. Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). São Paulo: Fundação Carlos Chagas, v. 41, set. 2014. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/textosfcc/issue/view/298/6. Acesso em: 12 jul. 2023.

GOELLNER, Silvana Vilodre. A contribuição dos estudos de gênero e feministas para o campo acadêmico-profissional da Educação Física. In: DORNELLES, Priscila Gomes; WENETZ, Ileana; SCHWENGBER, Maria Simone Vione (Org.). Educação física e gênero: desafios educacionais. Ijuí: Unijuí, 2013. p. 23-43.

GONDIM, Sônia Maria Guedes. Grupos focais como técnica de investigação qualitativa: Desafios metodológicos. Paidéia, v. 12, n. 24, p. 149-161, 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/paideia/a/8zzDgMmCBnBJxNvfk7qKQRF/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 jul. 2023.

LOPES, Bernarda Elane Madureira. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 3, n.2, p. 482-492, 2014.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Heteronormatividade e Homofobia. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade sexual na educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, UNESCO, 2009, p. 85-94.

LOVISI, Ayra. O devir docente: olhares para a formação dos licenciandos em educação física a partir do estágio curricular supervisionado. 2021. 242 p. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2021.

MORAES E SILVA, Marcelo; MEDEIROS, Daniele Cristina Carqueijeiro de; QUITZAU, Evelise Amgarten. Educação Física Escolar: Espaço de questionamento das masculinidades hegemônicas? Cadernos de Formação RBCE, p. 25-36, set. 2020.

MOURÃO, Ludmila. Representação social da mulher brasileira nas atividades físico-desportivas: da segregação à democratização. Movimento, Porto Alegre, v. 7, n. 13, p. 5-18, 2000. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/11777/6976. Acesso em: 12 jul. 2023.

NICOLINO, Aline; SILVA, Ana Márcia. Corpo e gênero na percepção de educadoras/es. In: DORNELES, Priscila Gomes; WENETZ, Ileana; SCHWENGBER, Maria Simone Vione (Org.). Educação Física e Gênero: desafios educacionais. Ijuí: Unijuí, 2013. p. 92-119.

NICOLINO, Aline. Gênero nos currículos de formação docente em Educação Física no Brasil. In: PARAÍSO, Marlucy Alves; CALDEIRA, Maria Carolina da Silva (Org.). Pesquisas sobre currículos, gêneros e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2018. p. 73-91.

OLIVEIRA, Valleria Araujo de. Periguetes, sapatões e mulherzinhas: (des) construindo o que é “ser mulher” no campo de futebol. 2014. 184 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.

PEREIRA, Zilene Moreira. Gênero e sexualidade na pesquisa na área de ensino: análise da produção acadêmica. In: XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino. Campinas: UNICAMP, 2012.

PORTELA, Thalita Regina de Oliveira. Construção de gênero nas aulas de Educação Física: análises a partir de relatos de experiência apresentados no CONBRACE. 2020. 151 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais, 2020.

RABELO, Leandro De Oliveira; DIAS, Valéria Silva; CARVALHO, Fernando Luiz De Campos. Mudanças no PIBID e na preparação de professores para o início da docência: análise em multiníveis baseada na THCA. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.36, 2020.

RAMOS, Michelle Rodrigues Ferraz; DEVIDE, Fabiano Pries. O discurso docente sobre as relações entre conteúdos de ensino e identidades de gênero. In: DORNELES, Priscila Gomes; WENETZ, Ileana; SCHWENGBER, Maria Simone Vione (Org.). Educação Física e Gênero: desafios educacionais. Ijuí: Unijuí, 2013. p. 170-192.

SARAIVA, Maria do Carmo; KLEINUBING, Neusa Dendena. Estereótipos de movimento e gênero na dança no ensino médio. In: DORNELES, Priscila Gomes; WENETZ, Ileana; SCHWENGBER, Maria Simone Vione (Org.). Educação Física e Gênero: desafios educacionais. Ijuí: Unijuí, 2013. p.121-147.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99, 1995.

SOUZA, Eustáquia Salvadora de; ALTMANN, Helena. Meninos e meninas: expectativas corporais e implicações na educação física escolar. Caderno. CEDES, v. 19, n. 48, p. 52-68. 1999. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/WmskFBM75bMM855MZYhYvgb/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 jul. 2023.

WENETZ, Ileana, DORNELLES, Priscila Gomes. Um convite para generificar o estágio na formação de professores/as e Educação Física. Cadernos De Formação RBCE, p. 71-80, set. 2020. Disponível em: http://www.rbce.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/view/2421/1352. Acesso em: 12 jul. 2023.

WILLIG, Carla. Introducing qualitative research in psychology. 3. ed. New York, NY: Two Penn Plaza, 2013.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Conexões

Downloads

Não há dados estatísticos.