Trabalho e educação infantil em Marx e Engels

Autores

  • José Claudinei Lombardi FE / HISTEDBR / Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v10i39.8639722

Palavras-chave:

Trabalho infantil. Educação da criança. Marx e Engels e a Infância

Resumo

A problemática do trabalho e da educação infantil não tem sido objeto de minhas pesquisas e preocupações. Entretando acabei me debruçando sobre o tema em minha recente tese de livre-docência, motivado pelas críticas recebidas por Marx e Engels sobre o modo como trataram o trabalho infantil. A crítica recebida pelos fundadores do marxismo era quanto a defesa que fizeram do trabalho infantil e da articulação do trabalho com a escolarização. Fui adentrando no tema, buscando entendê-lo historicamente, buscando seguir um duplo e contraditório fio condutor: por um lado buscando verificar historicamente a contibuidade do uso do trabalho infantil, como uma característica da exploração capitalista, e que chega com significância ainda aos dias atuais; acabei buscando informações que demonstravam que ainda hoje pode-se constatar o uso do trabalho infantil, nos mais diferentes setores da economia e nos mais diferentes países; por outro lado, tendo em vista que o trabalho é característica fundamental para a existência do homem, sendo alçada inclusive como um princípio dos principios fundamentais da educação, na perspectiva marxista, busquei entender mais profundamentamente como Marx e Engels trataram do tema em suas obras. Essa é a problemática que buscarei tratar no presente artigo que, para efeitos expositivos, encontra-se dividido em quatro partes articuladas, sucessivamente buscando entender como contemporaneamente coloca-se a questão do trabalho infantil, em seguida situando a crítica feita a Marx e Engels e, depois, nas duas outras partes, adentrando na discussão feita por esses dois clássicos sobre esse tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Claudinei Lombardi, FE / HISTEDBR / Unicamp

Professor livre-docente do Departamento de Filosofia e História da Educação da Unicamp. Coordenador executivo do HISTEDBR. Pesquisador bolsista do CNPq.

Referências

ARCE, Alessandra. A pedagogia na “Era das Revoluções”. Campinas, SP : Autores Associados, 2002.

ARIÈS, P. História social da criança e da família. 2a. Ed.. Rio de Janeiro : Zahar, 1981.

BOTTOMORE, Tom (editor) e outros. Dicionário do Pensamento Marxista. Rio de Janeiro : Jorge Zahar Editor, 1988.

ENGELS, F.. A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra. São Paulo : Global, 1985.

FREITAS, M.C. de e KUHLMANN JR., Moysés (orgs.). Os intelectuais na história da infância. São Paulo : Cortez, 2002.

FREITAS, Marcos Cezar de (org.). História social da infância no Brasil. São Paulo: Cortez, 1997.

KASSOUF, Ana Lúcia. O que conhecemos sobre o trabalho infantil?. Nova Economia. vol.17 no.2 Belo Horizonte May/Aug. 2007. Versão eletrônica disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-63512007000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

KUHLMANN JR., Moysés. Infância e educação infantil. Porto Alegre : Mediação, 1998.

MARX e Engels. A Ideologia Alemã: crítica da filosofia alemã mais recente na pessoa dos seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirnes, e do socialismo alemão na dos seus diferentes profetas. Volume I e II. Lisboa : Editorial Presença; Brasil : Livraria Martins Fontes. [s.d.]

MARX, K.. "Crítica ao Programa de Gotha". In: MARX, K. e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 2. São Paulo : Alfa-Omega, s/d., p. 203-225.

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 1. São Paulo : Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 2. São Paulo : Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 3. São Paulo : Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl. Instruções para os Delegados do Conselho Geral Provisório. As Diferentes Questões. Agosto de 1866. Texto eletrônico disponível em: [http://www.marxists.org/portugues/marx/1866/08/instrucoes.htm].

MARX, Karl. O capital. Crítica da Economia Política. Livro Primeiro. VOLUME I. O Processo de Produção do Capital. TOMO 1 (Prefácios e Capítulos I a XII). São Paulo : Editora Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

MARX, Karl. O capital. Crítica da Economia Política. Livro Primeiro. VOLUME I. O Processo de Produção do Capital. TOMO 2 (Capítulos XIII a XXV). São Paulo : Editora Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

NOGUEIRA, Maria Alice. Educação, saber, produção em Marx e Engels. São Paulo : Cortez : Autores Associados, 1990.

NOSELLA, Paolo. A linha vermelha do planeta infância: o socialismo e a educação da criança. In: FREITAS, M.C. de e KUHLMANN JR., Moysés (orgs.). Os intelectuais na história da infância. São Paulo : Cortez, 2002, p. 129-166.

Downloads

Como Citar

LOMBARDI, J. C. Trabalho e educação infantil em Marx e Engels. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 10, n. 39, p. 136–152, 2012. DOI: 10.20396/rho.v10i39.8639722. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639722. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>