Teoria crítica e educação política em Theodor Adorno

Autores

  • Luiz Roberto Gomes UFSCar

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v10i39.8639731

Palavras-chave:

Teoria Crítica. Educação Política. Theodor Adorno

Resumo

No atual cenário de complexidade das sociedades contemporâneas, vários são os fatores que contribuem para o agravamento da crise social. O esvaziamento da esfera pública e o conseqüente distanciamento da sociedade civil dos temas eminentemente sociais e humanos são sintomas que evidenciam a crise de uma das dimensões vitais da sociedade, a política. A esse respeito, as reflexões de Theodor Adorno sobre a educação, pensadas no contexto mais amplo de uma sociedade em que prevalece a racionalidade instrumental, o poder ideológico da indústria cultural e a conversão da Bildung (formação cultural) em Halbbildung (semiformação), não deixam dúvidas quanto aos limites do processo formativo atual. A dimensão crítica da cultura, que deveria garantir a emancipação, se desvincula da ação social e acaba cedendo lugar a forma dominante da consciência social voltada para a adaptação e o conformismo. Daí a necessidade, em termos políticos, de uma educação que privilegie a auto-reflexão crítica sobre o processo de semiformação da sociedade, em que ela necessariamente se converteu, já que a determinação política da educação decorre exatamente da necessidade de formação de sujeitos emancipados e livres da condição de alienação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Roberto Gomes, UFSCar

Professor do Departamento de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação da UFSCar.

Referências

ADORNO, Theodor W. Prismas: crítica cultural e sociedade. Trad. Augustin Wernet e Jorge Mattos Brito de Almeida. São Paulo: Editora Ática, 1998.

ADORNO, Theodor W. Teoria da Semicultura. Trad. Newton Ramos de Oliveira, Bruno Pucci e Cláudia B. M. de Abreu. Educação e Sociedade: revista quadrimestral de ciência da educação, ano XVII, No. 56, dezembro/96. Campinas: Editora Papirus, 1996.

ADORNO, Theodor W. Educação e Emancipação. Trad. Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1995a.

ADORNO, Theodor W. Tempo Livre. ADORNO, Theodor W. Palavras e Sinais: modelos críticos 2. Trad. Maria Helena Ruschel. Petrópolis: Editora Vozes, 1995b.

ADORNO, Theodor W. Dialética Negativa. Trad. José Maria Ripalda. Madrid: Editora Taurus, 1975.

ADORNO, Theodor W; FRENKEL-BRUNSWIK, Else; LEVINSON, Daniel J; SANFORD, R. Nevitt. La Personalidad Autoritária. Trad. Dora Aída Cymbler. Buenos Aires: Ed. Proyección, 1965.

ADORNO, Theodor W e HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Editora Jorge Zahar, 1985.

ARENDT, Hannah. A Dignidade da Política. Trad. Helena Martins e outros. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2002.

BAUMAN, Zygmunt. Em Busca da Política. Trad. Marcus Penchel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

BRONNER, Stephen Eric. Da Teoria Crítica e seus Teóricos. Campinas: Papirus, 1997.

CULLEN, Carlos. Perfiles ético-políticos de La educación. Buenos Aires: Paidós, 2008.

FREIRE, Paulo. A Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1980.

JAY, Martin. As idéias de Adorno. Trad. Adail Ubirajara Sobral. São Paulo: Cultrix/Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

JAY, Martin. La Imaginacion Dialectica. Trad. Juan Carlos Curutchet. Madrid: Taurus, 1996.

KANT, Immanuel. Resposta à pergunta: que é esclarecimento? In: Textos Seletos (edição bilíngüe). Trad. Francisco de Sousa Fernandes. Petrópolis: Editora Vozes, 1985.

LUKÁCS, Georg. Historia y consciencia de clase. Trad. Manuel Sacristán. Barcelona: Ediciones Grijalbo, 1975.

MAAR, Wofgang Leo. À guisa de introdução: Adorno e a experiência formativa. In:

ADORNO, Theodor W. Educação e Emancipação. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1995.

MAAR, Wofgang Leo. Adorno, Semiformação e Educação. In: Revista Educação e Sociedade. V. 4, n.83. Campinas, agosto de 2003.

NOBRE, Marcos. Curso Livre de Teoria Crítica. Campinas: Papirus, 2008.

NOBRE, Marcos. A Teoria Crítica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004. PUCCI, Bruno; ALMEIDA, Jorge; LASTÓRIA, Luiz A. Calmon Nabuco. Experiência Formativa e Emancipação. São Paulo: Nankin Editorial, 2009.

PUCCI, Bruno. Filosofia Negativa e Educação: Adorno. In: Filosofia, Sociedade e Educação. Marília: UNESP, ano 1, n° 1, 1997.

ZUIM, Antônio Álvaro Soares; PUCCI, Bruno; RAMOS DE OLIVEIRA, Newton. Adorno: o poder educativo do pensamento crítico. Petrópolis: Vozes, 2000.

Downloads

Como Citar

GOMES, L. R. Teoria crítica e educação política em Theodor Adorno. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 10, n. 39, p. 286–296, 2012. DOI: 10.20396/rho.v10i39.8639731. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639731. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos