A reorientação marxiana do método

  • Itsvan Mészáros Universidade de Sussex
Palavras-chave: Marxismo. Ciência. Ideologia. Luta de classes. Socialismo

Resumo

Este artigo é parte das reflexões presentes no livro “Estrutura Social e Formas deconsciência: a determinação social do método” publicado pela Editora Boitempo Editorial noano de 2009. Debate a dimensão do método científico e seus desdobramentos sociais,desenvolvendo crítica radical à concepção da ciência expressa pressupostos teóricosdesvinculada dos interesses de classe e grupos sociais. A produção da atividade científica édeterminada pelos interesses do capital e a superação dessa condição implica na superaçãodo próprio capital. Como bem afirma Marx a problematização da sociedade capitalistaimplica na recuperação da sua historicidade e, consequentemente, a necessidade de suasuperação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Itsvan Mészáros, Universidade de Sussex
Filósofo. Professor Emérito de Filosofia na Universidade de Sussex, Inglaterra

Referências

Hegel, G.W.F. Princípios da filosofia do direito. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

Marx, Karl. O capital: crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. V. 2, livro primeiro, parte 7, cap. XXIV, seção 7.

Marx, Karl. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Martins Fontes, 1983

Marx, Karl. Grundrisse: Foundations of the Critique of Political Economy. Londres: Penguin, 1973.

Marx, Karl; Engels, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007

Mészáros, Itsvan. A teoria da alienação em Marx. São Paulo: Boitempo, 2006.

Mészáros, Itsvan. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2002.

Smith, Adam, A riqueza das nações. São Paulo: Nova Cultural, 1996

Como Citar
Mészáros, I. (1). A reorientação marxiana do método. Revista HISTEDBR On-Line, 10(38e), 5-20. https://doi.org/10.20396/rho.v10i38e.8639747
Seção
Artigos