Banner Portal
Educação e ontologia marxiana
PDF

Palavras-chave

Educação. Ontologia marxiana

Como Citar

TONET, Ivo. Educação e ontologia marxiana. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 11, n. 41e, p. 135–145, 2012. DOI: 10.20396/rho.v11i41e.8639900. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639900. Acesso em: 27 maio. 2024.

Resumo

Esse texto pressupõe que o pensamento de Marx tem uma impostação ontológica. Por isso mesmo, defende a ideia de que uma teoria geral do ser social (ontologia) deve preceder e embasar a reflexão sobre a problemática da educação.  Isto porque a educação é apenas uma das dimensões do ser social, de modo que o seu sentido mais pleno só pode ser evidenciado na medida em que for apreendida sua função na reprodução deste ser.

https://doi.org/10.20396/rho.v11i41e.8639900
PDF

Referências

CHASIN, J. Marx: estatuto ontológico e resolução metodológica. In: TEIXEIRA, J. F. S. Pensando com Marx. São Paulo, Ensaio, 1995.

KANT, I. Immanuel Kant – Textos Seletos. Petrópolis, Vozes, 1985.

LUKÁCS, G. Ontologia dell ́Essere Sociale. Roma, Riuniti, 1981, v. II.

MARX, K. e ENGELS, F. A Ideologia alemã. São Paulo, Hucitec, 1984.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. Lisboa, 1989.

TONET, I. Educação, cidadania e emancipação humana. Ijuí, Unijuí, 2005

TONET, I. Marxismo para o século XXI. In: Em defesa do futuro. Maceió, Edufal, 2005.

TONET, I. Educação contra o capital. Maceió, Edufal, 2007.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.