Educação e trabalho: é possível uma leitura marxista sobre os discursos e práticas educacionais no campo?

  • Elianeide Nascimento Lima Universidade Federal de São Carlos
  • Luiz Bezerra Neto Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Educação e trabalho. Pedagogia socialista. Práticas educacionais do campo. Materialismo histórico dialético

Resumo

O presente texto resulta de reflexões e discussões em torno das bases filosóficas e políticas presentes e inspiradoras dos discursos, práticas e propostas educacionais para o campo. O pano de fundo que sustenta as reflexões aqui apresentadas é constituído pela discussão sobre os fundamentos de uma pedagogia socialista, articulado às categorias educação, trabalho e movimento social. Assim, discute-se se é possível uma leitura marxista sobre os discursos e práticas educacionais no campo como possibilidade de uma pedagogia socialista a partir das experiências implementadas no seio da revolução russa de 1917 que é resgatada como forma de oferecer subsídios à discussão em torno de propostas alternativas de educação do campo, no Brasil. No texto, discutimos a necessidade de se revitalizar a discussão em torno dessas práticas a partir de questões fundamentais e necessárias que remetem aos ideais originais do socialismo. Ao final discutimos a tendência ao ecletismo teórico e metodológico assumido pelo “movimento por uma educação do campo”, bem como a concepção pragmática da realidade, que se encontra nas propostas educacionais vigentes e a necessidade de revisitar os postulados das pedagogias socialistas iniciais como forma de identificar a pauta necessária que deverá compor a agenda de qualquer forma de educação popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elianeide Nascimento Lima, Universidade Federal de São Carlos

Bolsista CAPES. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, área de Fundamentos da Educação, sob orientação do Prof. Dr. Luiz Bezerra.

Luiz Bezerra Neto, Universidade Federal de São Carlos

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos, área de Fundamentos da Educação.

Referências

ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos de Estado. (Trad. Walter Jose Evangelista). 6 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1992. (Biblioteca de Ciências Sociais; v.25).

BOURDIEU, P. J.; PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. (Trad. Reynaldo Bairao). 2 ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982. (Serie Educacão em Questão).

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo: Editora da UNESP, 1999.

ENGELS, Friedrich. Anti-Dühring. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979 (2a. ed.).

FÉLIX, C. E; MOREIRA, R. C.; SANTOS, C. R. Pistrak e o sistema do complexo na escola do trabalho. Revista Práxis Educacional, n. 3, 2007, pp. 211-229.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 9. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FRIGOTTO, G. Trabalho, conhecimento, consciência e a educação do trabalhador: impasses teóricos e práticos. Em M. Gomez, G. Frigotto, M. Arruda, M. Arroyo e P. Nosella, Trabalho e Conhecimento: dilemas na educação do trabalhador (pp. 13-26). São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1987.

LENINE, V.I.. Obras Escolhidas - Volume 1. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1982.

LOMBARDI, José Claudinei. Reflexões Sobre Educação e Ensino na Obra de Marx e Engels, Unicamp – Faculdade de Educação - 2010

MARX, K.. "Crítica ao Programa de Gotha". In: MARX, K. e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 2. São Paulo: Alfa-Omega, s/d., p. 203-225.

MARX, K.. "Prefácio da 1a. Edição". In: MARX, K.. O Capital - Livro 1, Volume 1, São Paulo: DIFEL, 1982 (7a. ed.), p. 3-7.

MARX, K.. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo: Martins Fontes, 1983 (2a. ed.).

MARX, K.. Teses sobre Feuerbach. In: MARX, K. e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 3. São Paulo: Alfa-Omega, s/d., p. 208-210.

MARX, Karl e Engels, Friedrich. A Ideologia Alemã.... Lisboa: Editorial Presença; Brasil: Livraria Martins Fontes. [s.d.]. Volume I (311 p.) e Volume II (457 p.).

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 1. São Paulo: Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 2. São Paulo: Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 3. São Paulo: Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl e F. Engels. Obras Escolhidas - Volume 3. São Paulo: Alfa-Omega, s/d.

MARX, Karl. O capital. Crítica da Economia Política. Livro Primeiro. VOLUME I. O Processo de Produção do Capital. TOMO 2 (Capítulos XIII a XXV). São Paulo, Editora Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

PISTRAK, M. Fundamentos da escola do trabalho. (Trad. Daniel Aarão Reis Filho). São Paulo: Expressão popular, 2005.

RIBEIRO, M. Trabalho e educação no movimento camponês: liberdade ou emancipação? Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 42, 2009, pp. 423-439.

SOARES, R. D. A concepção socialista da educação e os atuais paradigmas da qualificação para o trabalho: notas introdutórias. Educação & Sociedade, n. 58, 1997, pp. 142-155.

TRAGTENBERG, M. Pistrak: uma pedagogia socialista. In: M. M. PISTRAK, Fundamentos da Escola do Trabalho. São Paulo: Brasiliense, 1981. p. 7-24

Como Citar
Lima, E. N., & Bezerra Neto, L. (1). Educação e trabalho: é possível uma leitura marxista sobre os discursos e práticas educacionais no campo?. Revista HISTEDBR On-Line, 11(41e), 295-308. https://doi.org/10.20396/rho.v11i41e.8639911
Seção
Artigos