A renovação escolar: ditos e significados em João Craveiro Costa

  • Iane Campos Martins Universidade federal de Alagoas
  • Elione Maria Nogueira Diógenes Universidade federal de Alagoas
Palavras-chave: João Craveiro Costa. Renovação Escolar. História da Educação Alagoana

Resumo

Abordamos aqui, a concepção pedagógica de João Craveiro Costa, intelectual alagoano, que tem como fonte histórica o livro “Instrução Pública e Instituições Culturais de Alagoas” (1931), organizado para atender a solicitação do ministro da Educação e Saúde Pública, Francisco Campos, no período compreendido entre 1930 a 1934 (efervescência política no Brasil). Depois de realizada a pesquisa, destacamos como narrativa conclusiva [que: 1) a adoção de novos métodos por João Craveiro Costa, baseados nos princípios da Escola Nova para o ensino da escola primária, foi mais acentuado no Grupo Escolar Pedro II; 2) esse intelectual revelou-se um estudioso crítico e atuante contra a escolarização livresca e bacharelesca porque esta se dirigia em prepara a elite dirigente para exercer o “mando”; 3) a escolarização elitista contrapunha-se aos anseios das classes subalternizadas, a saber: cortadores de cana, cozinheiras, carroceiros, pescadores, artífices, camponeses, soldados, enfim, o povo pobre alagoano; 4) João Craveiro Costa defendia uma escola pública, gratuita e democrática, com foco no trabalho, e, 5) a escola precisava romper com o ensino de conteúdos vazios e sem relação com o trabalho. Em suma: precisava formar o indivíduo para as funções práticas da vida moderna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iane Campos Martins, Universidade federal de Alagoas
Aluna de mestrado do curso de Educação do PPGE/CEDU/UFAL.
Elione Maria Nogueira Diógenes, Universidade federal de Alagoas

Professora Adjunta II do Centro de Educação da UFAL e orientadora da pesquisa em questão.

Referências

AZEVEDO, Fernando de. A transmissão da Cultura. São Paulo, Companhia Melhoramentos de São Paulo, 1976.

BLOCH, Marc Leolpold Benjamim. Apologia da História ou O ofício de historiador. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2001.

COSTA, João Craveiro. Instrução Pública e Instituições Culturais de Alagoas & Outros Ensaios. Maceió, Edufal, 2011.

COSTA, João Craveiro. O Visconde de Sinibu- sua vida e sua atuação na política nacional. Disponível em: http://www.brasiliana.com.br/obras/o-visconde-de-sinimbu-sua-vida-e-sua-atuacao-na-politica-nacional/pagina/11. Acesso em 26 de janeiro de 2013.

COSTA, João Craveiro. A moderna concepção da escola. Jornal de Alagoas, Maceió, 29 de janeiro de 1930.

COSTA, João Craveiro. Caça ao diploma. A Notícia. Maceió, 19 de maio de 1931.

COSTA, João Craveiro. Escola Mista, Revista de Ensino. Maceió, anno V, n. 25 p.77-78, abril-maio, 1931.

CLAPARÈD, Edouard. A Escola sob Medida e estudos complementares sobre Claparèd e sua doutrina, por Jean Piaget- Louis Meylan – Pierre Bovet. Rio de Janeiro. Editora Fundo de Cultura, 1959.

DANTAS, Mercedes. A Escola Activa. Revista de Ensino. Maceió, anno IV, p.4, março-abril, 1930.

DURKHEIM, Emile. A Evolução Pedagógica. Porto Alegre, Artes Médicas, 1995.

FERNANDES, Florestan. A Revolução Burguesa no Brasil. Ensaio de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

HOBSHAWM, Eric. ERA DOS EXTREMOS: o breve século XX - 1914-1991. Tradução Marcos Santarrita; revisão técnica Maria Célia Paoli. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

MACIEL, Aurino. A Educação em Alagoas. A Notícia. Maceió, 1931.

MELO, Isaac. O legado de Craveiro Costa ao Acre antigo. Disponível em: http://almaacreana.blogspot.com. Acesso em: 02 de janeiro de 2013.

SILVEIRA, Paulo de Castro. Craveiro Costa. Maceió, Sergasa, 1983.

VEIGA, Cynthia Greive. História da Educação. São Paulo, Ática, 2007.

Publicado
2014-02-20
Como Citar
Martins, I. C., & Diógenes, E. M. N. (2014). A renovação escolar: ditos e significados em João Craveiro Costa. Revista HISTEDBR On-Line, 13(53), 414-425. https://doi.org/10.20396/rho.v13i53.8640213
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)