A educação superior sob vigilância: o caso do DOPS/PR (1964-1988)

Autores

  • Jaime Valim Mansan Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul / Universidad Complutense de Madrid

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v13i51.8640260

Palavras-chave:

Vigilância. Educação superior. Controle social. Ditadura Civil-Militar

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão sobre a vigilância do campo da educação superior exercida por órgãos e agentes do sistema de controle social constituído no Brasil a partir do golpe de 1964. Para tanto, aborda o caso específico da Delegacia de Ordem Política e Social do Estado do Paraná (DOPS/PR), analisando sua atuação e sua relação com colaboradores externos e outros órgãos de controle entre 1964 e 1988. Tal análise inscreve-se no âmbito de uma pesquisa de doutorado que tem por objeto de estudo o controle do campo da educação superior durante a Ditadura Civil-Militar, realizado através de ações coercitivas (vigilância, punição/recompensa e normatização) e ideológicas (propaganda/censura, educação moral e cívica, cursos de formação promovidos pela Escola Superior de Guerra e pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, palestras e materiais de divulgação distribuídos pelo Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais, dentre outros). A DOPS/PR fazia parte de uma estrutura de vigilância composta pelos vários departamentos e delegacias de ordem política e social e pela Polícia Federal. Além dessa estrutura, outras quatro (a do Sistema Nacional de Informações, a dos órgãos militares de informação, a do sistema CODI/DOI - Centro de Operações de Defesa Interna/Destacamento de Operações de Informações - e a do Ministério da Educação e Cultura) compunham o setor de vigilância daquele complexo sistema de controle social.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaime Valim Mansan, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul / Universidad Complutense de Madrid

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, com bolsa do CNPq. Atualmente em período de doutorado sanduíche na Universidad Complutense de Madrid, com bolsa da CAPES.

Referências

ALVAREZ, Marcos César. Controle social: notas em torno de uma noção polêmica. São Paulo em Perspectiva, v. 18, n. 1, p. 168-176, 2004.

BRASIL. Estado-Maior das Forças Armadas. Escola Superior de Guerra. Departamento de Estudos. MB-75 – Manual Básico. Rio de Janeiro: APEX, 1975.

COHEN, Stanley; SCULL, Andrew (ed.). Social Control and the State: historical and comparative essays. Oxford: M. Robertson, 1983.

COMBLIN, Joseph. A ideologia da Segurança Nacional: o poder militar na América Latina. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

DEFLEM, Mathieu. The concept of social control: theories and applications. International Conference on Charities as Instruments of Social Control in Nineteenth-Century Britain, Université de Haute Bretagne (Rennes 2), Rennes, France, Nov. 2007. Disponível em: www.mathieudeflem.net. Acesso em: 10 dez. 2012.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. V. 3 – Maquiavel. Notas sobre o Estado e a política. 3. ed. Trad. C. N. Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

MAGALHÃES, Marionilde Dias Brepohl de. A lógica da suspeição: sobre os aparelhos repressivos à época da ditadura militar no Brasil. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 17, n. 34, 1997.

MANSAN, Jaime Valim. O estigma do cassado: efeitos simbólicos da aplicação de políticas públicas de controle social durante a Ditadura Civil-Militar (1964-1988). In: Anais do II Seminário Políticas Públicas e Educação: constituindo a cidadania? Fundação Universidade Federal do Rio Grande (FURG): Rio Grande/RS 2011.

MANSAN, Jaime Valim. O Ministério da Educação e Cultura e o controle do campo do ensino superior durante o governo Costa e Silva (1967-1969). Militares e política, Rio de Janeiro, 2010, v. 7, p. 76-99.

SERBIN, Kenneth. Diálogos na sombra: bispos e militares, tortura e justiça social na ditadura. Trad. C. E. Lins da Silva. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

UEL - Universidade Estadual de Londrina. Pró-Reitoria de Planejamento. Diretoria de Avaliação e Acompanhamento Institucional. UEL em dados. 2011. Disponível em http://www.uel.br. Acesso em: 19 abr. 2012.

Downloads

Publicado

2013-09-20

Como Citar

MANSAN, J. V. A educação superior sob vigilância: o caso do DOPS/PR (1964-1988). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 51, p. 14–26, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i51.8640260. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640260. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos