Banner Portal
Deveriam os cortadores de cana-de-açúcar se qualificar? Modificações e permanências no trabalho agroindustrial no triângulo mineiro
PDF

Palavras-chave

Trabalhadores. Cana-de-açúcar. Qualificação. Movimento sócio-espacial. Mecanização

Como Citar

MORAIS, Sérgio Paulo; SORDI, Denise Nunes De. Deveriam os cortadores de cana-de-açúcar se qualificar? Modificações e permanências no trabalho agroindustrial no triângulo mineiro. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 50, p. 140–160, 2013. DOI: 10.20396/rho.v13i50.8640299. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640299. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

O artigo aborda problemáticas referentes à qualificação de trabalhadores das lavourassucroalcooleiras em contraponto com mudanças e transformações no trabalho agrícola,Tem por objetivo propor alguns caminhos para lidar com a temática, ao abordar aspectosconjunturais e as experiências vividas pelos sujeitos. O procedimento de investigação foimediado por fontes oficiais, jornais de circulação regional e nacional e entrevistasrealizadas com trabalhadores.
https://doi.org/10.20396/rho.v13i50.8640299
PDF

Referências

ALMEIDA, Paulo Roberto de; MORAIS, Sérgio Paulo. Em movimento: trabalho em canaviais e trajetórias de trabalhadores no Triângulo Mineiro nas últimas décadas. Revista Mundos do Trabalho, v.4, 2012, pp. 146-162

ALMEIDA, Paulo Roberto de; MORAIS, Sérgio Paulo; BARBOSA, Tulio. Histórias, memórias e cidadania: notas de pesquisa sobre os fluxos migratórios de trabalhadores para o Triângulo Mineiro. In: BOSI, A. P.; VARUSSA, R. J.. (Org.). Trabalho e Trabalhadores na contemporaneidade: diálogos historiográficos. 1ed.Cacavel: Edunioeste, v.1, 2011, pp. 143-166.

ALMEIDA, Paulo Roberto de; MORAIS, Sérgio Paulo; RESENDE, Renata. Entrevista com Eurípedes Batista Ferreira Presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Centralina e Araporã. Revista Historia & Perspectivas (UFU), v. 41, 2009, pp. 213-227.

ALVES, Francisco. Por que morrem os cortadores de cana? Revista Saúde e Sociedade. v.15, n.3, set.-dez. 2006, pp. 90-98.

CLIVONEI, R. Programas de formação CAPACITAM E TRANSFORMAM VIDAS na agroindústria do açúcar e etanol. In: IDEA News. ANO 11- N°123, janeiro de 2011, pp. 8-9.

ENGELS, Friedrich. Carta de Friedrich Engels a Bloch, 21-22 set. 1890. In: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Obras Escolhidas. São Paulo: Alfa-Ômega, v. 3. 1986.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Educar o trabalhador cidadão produtivo ou o ser humano emancipado?. Trab. educ. saúde [online]. vol.1, n.1, 2003, pp. 45-60.

GENTILI, Pablo. Neoliberalismo e educação: manual do usuário. In: SILVA, Tomaz Tadeu da; GENTILI, Pablo. (Org.) Escola S. A. Quem ganha e quem perde no mercado educacional do neoliberalismo. Brasília: CNTE. 1996, pp. 09-49.

HADDAD, Sérgio; GRACIANO, Mariângela. Educação: direito universal ou mercado em expansão. São Paulo Perspec., São Paulo, v. 18, n. 3, Set. 2004, pp.67-71. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-88392004000300008 Acessado em 26 de maio de 2012.

HOBSBAWM, Eric. Deveriam os pobres se organizar? Mundos do trabalho. 3aed, Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2000, pp. 399-416.

JANTSCH, Ari Paulo. Pequeno (ainda) agricultor e racionalidade educativa. 1o. ed. Florianópolis: Núcleo de Publicações (UFSC/CED), 2001.

LIMA NETO, Newton (org.). Avaliação do Plano Nacional de Formação Profissional: Relatório de Análise das Avaliações dos PEQs/97. São Carlos: FAI/UFSCar. 1998.

MARTINS, José de Souza. A escravidão na sociedade contemporânea: A reprodução ampliada anômala do capital e a degradação das relações de trabalho. In: ______. A sociedade vista do abismo: novos estudos sobre exclusão, pobreza e classes sociais. Petrópolis: Vozes. 2002, p. 151-162.

MARTINS, José de Souza. Fronteira. A degradação do outro nos confins do humano. São Paulo. Hucitec, 1997.

MARX, Karl. O Capital (livro 1, vol. 1) São Paulo. Didel, 7a edição, 1982.

MORAIS, Sérgio Paulo. Trabalhadores agroindustriais: estrutura e processo histórico no Triângulo Mineiro (1980-2012). SÆCULUM - REVISTA DE HISTÓRIA [26]; João Pessoa, jan./jun. 2012.

MORAIS, Sérgio Paulo. (b). Incluídos? Pobreza e políticas compensatórias em um Brasil rico. Saarbrücken. Editorial Académica Española, 2012. 297p

NEIVA, I. E. G. Os escravos no Brasil. In: CPT – COMISSÃO PASTORAL DA TERRA. Conflitos no campo: Brasil 1994. Goiânia: CPT, 1994, pp.22-30.

PREVITALI , Fabiane Santana. ; MORAIS, Sérgio Paulo; FAGIANI, Cílson. Ethanol Workers in Brazil: the other side of wealth. In:. Workers of the world – International Journal on Strokes and Social Conflicts / Special Issue – Global labour history. Vol. I, n ̊ 3. May 2013, pp. 227-244. Disponível em: http://www.workersoftheworldjournal.net/images/WW_3.pdf. Acesso em 14 maio de 2013.

SEGNINI, Liliana Rolfesen Petrlli. Educação e Trabalho: uma relação tão necessária quanto insuficiente. São Paulo em Perspectiva. São Paulo, v. 14, 2000, p. 72-81.

SOUZA, A.G.; CLEPS JR., J. O desenvolvimento da agroindústria canavieira no Triângulo Mineiro e seus impactos sobre a mão-de-obra e a produção de alimentos. In: Anais do XIX Encontro Nacional de Geografia Agrária, São Paulo, 2009, p. 1-16. Apud, CLEPS JR., J. Concentração de poder no agronegócio e (des)territorialização: os impactos da expansão recente do capital sucroalcooleiro no Triângulo Mineiro. Caminhos de Geografia. Edufu. Uberlândia v. 10, n. 31.Set/2009, p. 249 – 264.

TEIXEIRA, Éber Mariano. "Amanhã é outro dia: falas, memórias e outras histórias de trabalhadores cortadores de cana na região Noroeste do Estado de São Paulo. In: MOREIRA, Vagner José; NARDOQUE, Sedeval; PERINELLI NETO, Humberto (Org.) Noroeste Paulista: práticas e movimentos sociais, trabalhadores e experiências. 1. ed. São Paulo: Outras Expressões. v. 1, 2013, pp. 217-228

VENDRAMINI, Célia Regina. Pesquisa e movimentos sociais. Educação e Sociedade, Campinas, vol.28, n. 101 set./dez. 2007. pp. 1395-1409.Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br acesso em: 25 abril de 2013.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.