Educação e cinema: formação política e prática pedagógica junto aos movimentos sociais populares do campo

  • Fabiane Santana Previtali Universidade Federal de Uberlândia
  • Cílson César Fagiani Universidade Federal de Uberlândia
  • Aldo Duran Gil Universidade Federal de Uberlândia
  • Carlos Alberto Lucena Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Cinema e educação. Movimentos sociais populares. Movimento Popular pela Reforma Agrária - MPRA

Resumo

O presente trabalho aborda alguns aspectos da relação entre cinema e educação, tomando-acomo expressão relevante de uma prática pedagógica junto aos movimentos sociaispopulares, particularmente aqueles do campo no sentido de pensar-se uma educação docampo fundada na valorização da trajetória de luta da população camponesa em suadiversidade e em uma sociedade dividida em classes. O objeto específico de análise é aexperiência dessa prática junto ao Movimento Popular pela Reforma Agrária - MPRA,localizado em Uberlândia, estado de Minas Gerais desde os anos 2000 de forma aapresentar ao movimento uma realidade que lhe é próxima, construindo assim, a partir dasimagens e do debate uma análise política acerca da organização social, dos direitos civis ede cidadania no contexto de uma sociedade dividida em classes sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiane Santana Previtali, Universidade Federal de Uberlândia

Docente da Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Atua no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – PPGCS/INCIS/UFU e no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGED/FACED/UFU. Coordena o Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Sociedade – GPTES. Pesquisadora Fapemig e CNPq.

Cílson César Fagiani, Universidade Federal de Uberlândia
Mestre em Agronomia – ESALq/USP. Doutorando em Educação no PPGED/FACED/UFU.
Aldo Duran Gil, Universidade Federal de Uberlândia

Docente da Docente da Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Atua no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – PPGCS/INCIS/UFU. É pesquisador no Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Sociedade – GPTES.

Carlos Alberto Lucena, Universidade Federal de Uberlândia

Docente da Docente da Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Atua no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGED/FACED/UFU. É pesquisador no Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Sociedade – GPTES. Pesquisador CNPq. É pesquisador no Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Sociedade – GPTES.

Referências

ALVES, G. O Novo e Precário Mundo do Trabalho. São Paulo: Boitempo. 2000.

ALVES, G.; BATISTA, R. L (Orgs) Trabalho e Educação: contradições do capitalismo global. Ed. Práxis. 2006.

ALVES, M. P.; TAVARES, M. A. “A Dupla Face da Informalidade do Trabalho: autonomia ou precarização”, IN: ANTURES, R. (Org). Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil. São Paulo: Boitempo. p. 425-446.

ANDRÉ, M. A abordagem qualitativa de pesquisa. In: Etnografia da prática escolar. Campinas, Editora Papirus, 1995, p. 15-25.

ANDRÉ, M. Estudo de caso do tipo etnográfico. In: Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Líber Livro Editora, 2008a, p. 23-32.

ANDRÉ, M. Vantagens do estudo de caso e qualidades do pesquisador. In: Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Líber Livro Editora, 2008b, p. 33-46.

ANDRÉ, M. Validade, fidedignidade e generalização nos estudos de caso. In: Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Líber Livro Editora, 2008c, p. 59-67.

ANDRÊZA, A. G.; CLEPS JR. J. O Desenvolvimento Da Agroindústria Canavieira No Triângulo Mineiro e seus Impactos sobre Mão-De-Obra e a Produção de Alimentos. Anais do XIX Encontro Nacional de Geografia Agrária, São Paulo, 2009. p. 1-16.

BARBIER, R. Pesquisa-ação. Série Pesquisa v. 3. Brasília: Líber Livro Editora, 2007.

BENJAMIN, W. Obras Escolhidas; Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo: Brasiliense. 1996.

BESERRA, B.; DAMASCENO, M. N. Estudos sobre educação rural no Brasil: estado da arte e perspectivas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 1, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151797022004000100005&lng=pt&nrm=iso. (acesso em 10/11/ 2010).

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. A ética. IN: Investigação qualitativa em educação. Porto Editora. 1994. p. 75-78.

COMISSÃO PASTORAL DA TERRA. Conflitos no Campo Brasil 2011. Organização: Antônio Canuto, Cássia Regina da Silva Luz, Isolete Wichinieski – Goiânia: CPT Nacional Brasil, 2012.

DAGNINO, E. “Citizenship in Latin America: an introduction”. Latin American Perspectives. March. 30 (2). 2003. p. 211- 225.

DUARTE, R. A. Cinema e Educação. Belo Horizonte: Autêntica. 2002.

FERNANDES, F. Anotações sobre o capitalismo agrário e a mudança social no Brasil. IN: SZMRECSÁNYI, T.; QUEDA, O. (Orgs.). Vida rural e mudança social. São Paulo: Cia. Ed. Nacional, 1979. p. 105 – 120.

FREIRE, P. Educação como Prática da Liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 2011.

GALVÃO A. “O Movimento Sindical frente ao Governo Lula: dilemas, desafios e paradoxos”, IN: Outubro. N. 14. 2006. p. 131-150.

GANDOLFI, M.R.C. Uma análise sobre o emprego formal no município de Uberlândia, Minas Gerais. Programa de Mestrado em Desenvolvimento Econômico: Instituto de Economia, Universidade Federal de Uberlândia. Dissertação de Mestrado. 2001.

GATTI, B. A. A análise dos dados obtidos com o grupo focal. In: Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília: Liber Livro Editora, 2005, p. 43-56.

GATTI, B. A. Introdução. IN: A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Liber Livro Editora, 2007, p. 09-14.

GRAZIANO DA SILVA, J. O Novo Rural Brasilieiro. Campinas, SP: Unicamp. 1999.

HOLSTON, J.; CALDEIRA, T. “Democracy, law, and violence: disjunctions of Brazilian citizenship”. IN: AGÜERO, F.; STARK, J. (Org.). Fault Lines of Democracy in Post-transition Latin America. Florida: North-South Center Press. 1998. p. 263-96.

AGEYAMA, A. et alii. O Novo Padrão Agrícola Brasileiro: do Complexo Rural aos Complexos Agroindustriais. Campinas; UNICAMP, 1987. 121 p. (mimeo).

KEMMIS, S.; WILKINSON, M. A pesquisa ação participativa e o estudo da prática. IN: PEREIRA, J. E. D.; ZEICHENER, K. M.(Orgs) A pesquisa na formação e no trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2002, p. 43-66.

MARX,K; ENGELS, F. O Manifesto Comunista. São Paulo: Ática. 1989.

MIRANDA, S. A. de. Educação Quilombola em Minas Gerais: entre ausências e emergências. Revista Brasileira de Educação – RBE, v. 17, n. 50, p. 369-383.

MORAN, J. M. et alli. Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica. Campinas: Papirus. 2000.

ORTEGA, A.C. Territórios Deprimidos: Desafios para as políticas de desenvolvimento rural. Campinas, SP: Editora Alínea/ Uberlândia: Edufu. 2008.

PORTELLI, A. Conferências: Tentando aprender um pouquinho – Algumas reflexões sobre a ética na História Oral. In: Revista do Programa de Estudos Pós-graduandos em História e do Departamento de História. PUC-SP, n. 15. Abril. 1997. p. 13-49.

RIBEIRO, M.. Políticas Públicas em trabalho, educação e tecnologia: uma história em movimento. Trabalho, Educação e Saúde. V. 4 N. 2. 2006. p. 259-290

RODRIGUES, N. Adeus Meninos: um discurso contra o esquecimento, IN: TEIXEIRA, I. A. C; LOPES, J. S. (Orgs). A Escola vai ao Cinema. Belo Horizonte: Autêntica. 2003. p. 27- 48.

SALES, T. “Raízes da desigualdade social na cultura política brasileira”. IN: Revista Brasileira de Ciências Sociais - RBCS. 25. 1994. p. 26-37.

SAVIANI, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos Revista Brasileira de Educação – RBE, v. 12 n. 34. jan./abr. 2007. p. 152 – 180.

SOARES, L. T. “Desigualdade Social e Pobreza no Brasil no Contexto Latino-Americano: transição ou retrocesso”. Trabalho apresentado no Seminário A Questão Social em 500 anos. Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nov/dez. 2000. (mimeo).

STÉDILE, J. P. (Org.) A questão agrária no Brasil. São Paulo: Atual. 1997.

THIOLLENT, M. Crítica Metodológica, Investigação Social e Enquete Operária. Coleção Teoria e História. Ed. Polis. São Paulo.1982.

VENDRAMINI, C. R. Educação E Trabalho: Reflexões Em Torno Dos Movimentos Sociais Do Campo. Cadernos Cedes, Campinas, vol. 27, n. 72, p. 121-135, maio/ago. 2007. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br (acesso em 10/04/2013).

Como Citar
Previtali, F. S., Fagiani, C. C., Gil, A. D., & Lucena, C. A. (1). Educação e cinema: formação política e prática pedagógica junto aos movimentos sociais populares do campo. Revista HISTEDBR On-Line, 13(50), 161-178. https://doi.org/10.20396/rho.v13i50.8640300
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)