A categoria gênero no GT história da educação da ANPED: um exercício de crítica marxista

  • André Luiz Sena Mariano Universidade Federal de Alfenas
  • Romeu Adriano da Silva Universidade Federal de Alfenas
Palavras-chave: Relações de gênero. Historiografia. Materialismo histórico

Resumo

O presente artigo busca problematizar a forma como a categoria gênero tem sido empregada na história da educação. Para tanto, foram levantados os trabalhos apresentados no GT História da Educação da ANPEd, que focalizavam as discussões sobre as relações de gênero. Em incursão nos dados, verificou-se a prevalência de um hiato entre os estudiosos da história e os da história da educação; além disso, constatou-se que os estudos, em sua grande maioria, fundamentam-se em paradigmas da nova história cultural, privilegiando a análise de aspectos pontuais em detrimento de explicações mais gerais. Este texto problematiza esse uso, advogando a importância e necessidade de que as explicações do fenômeno educacional em perspectiva histórica estejam balizadas na ciência da história e permitam, a partir disso, análises que levem em conta o fato dessas relações pertencerem a uma totalidade. Portanto, advoga o termo relações sociais de gênero, pois entende que, para além de disputa acerca do melhor termo a ser empregado, o que se propõe é que essas relações sejam vistas como históricas e sociais e, mormente, inserida nos modos de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz Sena Mariano, Universidade Federal de Alfenas
Professor Adjunto do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL) da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL/MG).
Romeu Adriano da Silva, Universidade Federal de Alfenas
Professor da Universidade Federal de Alfenas e atua nas áreas de História da Educação, Marxismo e Educação e Teoria e Filosofia da História.

Referências

BITTAR, Marisa. A pesquisa em História da Educação no século XX: uma aproximação com o campo da História. In: BITTAR, Marisa et. al. (orgs.) Pesquisa em educação no Brasil: balanços e perspectivas. São Carlos – SP: EdUFSCar, 2012, p. 87-116.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 11a ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

D’ALESSIO, Márcia M. Reflexões sobre o saber histórico – entrevistas com Pierre Vilar, Michel Vovelle e Madeleine Rebérioux. São Paulo: Editora da Unesp, 1998.

ENGELS, Friedrich. “Carta a Joseph Bloch”. In: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Obras Escolhidas. São Paulo: Alfa-Omega, s/d. p. 284-286, v.3.

HAUG, Frigga. Para uma teoria das relações de gênero. IN: BORON, Atilio; AMADEO, Javier; GONZALES, Sabrina. A teoria marxista hoje: problemas e perspectivas. FLACSO, 2007, p. 1-14 (texto mimeografado).

HOBSBAWM, Eric. Sobre a história. 2a ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

HOBSBAWM, Eric. “O desafio da razão: manifesto para a renovação da história”. Disponível em www.cartamaior.com.br (2008)

LOMBARDI, José Claudinei. Marxismo e história da educação: algumas reflexões sobre a historiografia educacional brasileira recente. Tese de doutorado. Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 1993.

LOMBARDI, José Claudinei. “Historiografia educacional brasileira e os fundamentos teórico-metodológicos da história”. In: LOMBARDI, José Claudinei. (org.) Pesquisa em educação: história, filosofia e temas transversais. 2a ed. Campinas – SP: Autores Associados, 2000, p. 7-32.

LOMBARDI, José Claudinei. Embates marxistas: apontamentos sobre a crise pós-modernidade e a crise terminal do capitalismo. Campinas – SP: Navegando/Librum, 2012.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira 2007.

PERROT, Michelle. Os excluídos da história: operários, mulheres, prisioneiros. São Paulo: Paz e Terra, 2010.

SANFELICE, José Luis. A pesquisa histórico-educacional: impasses e desafios. IN: LOMBARDI, José Claudinei. (org.) Pesquisa em educação: história, filosofia e temas transversais. 2a ed. Campinas – SP: Autores Associados, 2000, p. 33-42.

SANFELICE, José Luis. Apontamentos sobre a pesquisa em História da Educação no Brasil do século XX. In: BITTAR, Marisa et. al. (orgs.) Pesquisa em educação no Brasil: balanços e perspectivas. São Carlos – SP: EdUFSCar, 2012, p. 55-86.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 36a ed. Campinas – SP: Autores Associados, 2003.

THOMPSON, Edward P. A miséria da teoria ou um planetário de erros: uma crítica ao pensamento de Althusser. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

WARDE, Mirian J. Contribuições da história para a educação. Em aberto. Brasília – DF: 1990, p. 2-11.

Como Citar
Mariano, A. L. S., & Silva, R. A. da. (1). A categoria gênero no GT história da educação da ANPED: um exercício de crítica marxista. Revista HISTEDBR On-Line, 14(59), 272-284. https://doi.org/10.20396/rho.v14i59.8640362
Seção
Artigos