A formação de professores para a educação em direitos humanos analisada sob a ótica da organização do trabalho didático: tecendo algumas considerações

  • Andréia Laura de Moura Cristaldo UEMS- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Trabalho didático. Direitos humanos. Formação. Totalidade

Resumo

Este trabalho propõe-se a traçar uma breve discussão sobre a formação de professores para a educação em direitos humanos sob a ótica da organização do trabalho didático, discutindo a escola manufatureira que se consolidou no final do século XIX e início do século XX para atender às demandas do próprio capital, bem como os principais movimentos que influenciaram na organização do trabalho didático dessa escola.  E claro que não poderíamos deixar de iniciar nossa discussão apresentando a apropriação do direito no século XVIII pelos filósofos iluministas, para chegarmos à concepção de Estado que temos hoje: liberal, democrático e de direito.  Nossas considerações sobre as formações em educação em direitos humanos, deu-se através da análise do material didático utilizado na Capacitação de Educadores da Rede Básica em Educação em Direitos Humanos-REDH BRASIL, onde evidenciou-se que os discursos que adentram a escola hoje, embora primem pela igualdade, pela cidadania e pela co-responsabilidade social, não possibilitam a quem passa pelos seus bancos apreender os movimentos históricos e a organização da sociedade capitalista e, assim, o reconhecimento da real  dignidade humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Laura de Moura Cristaldo, UEMS- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Mestranda em educação pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul-UEMS. Membro do Instituto de Direitos Humanos do Estado de Mato Grosso do Sul-IDHMS. Especialista em Educação na Rede Municipal de Ensino de Campo Grande-MS, atualmente na função de diretora-adjunta na Escola Municipal Imaculada Conceição.

Referências

ALVES, Gilberto Luiz. O pensamento burguês no Seminário de Olinda:1800-1836. 2a ed. Campo Grande, MS: Ed UFMS; Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

ALVES, Gilberto Luiz. A produção da escola pública contemporânea. 4a ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

ALVES, Gilberto Luiz. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

ALVES, Gilberto Luiz. História da educação: a produção teórica sobre o trabalho didático. In: BRITO, Silvia Helena Andrade de; CENTENO, Carla Villamaina; LOMBARDI, José Caudinei. (orgs.). A organização do trabalho didático na história da educação. Campinas: SP: Autores Associados: HISTEDBR, 2010.

ARENDT, Hannah. Sobre a revolução. São Paulo: Companhia das letras, 2011. Tradução Denise Bottmann.

CASTANHO, Sérgio. Globalização, redefinição do Estado nacional e seus impactos. In: LOMBARDI, José Claudinei (org.). Globalização, pós-modernidade e educação: história, filosofia e temas transversais. 3a ed. Campinas, SP. Autores Associados. Coleção Educação Contemporânea.

COMPARATO, Fábio Konder. A afirmação histórica dos direitos humanos. 8a ed São Paulo: Saraiva, 2013.

CONDORCET. Escritos sobre a instrução pública. Tradução e notas do “Relatório e projeto de Decreto...” Maria Auxiliadora Cavazotti e Lígia Regina Klein. Reflexões e notas sobre a educação, seleção de textos e notas: Manuela Albertone. Tradução, introdução e notas: Fani Golfarb Figueira. Apresentação Gilberto Luiz Alves. Campinas: SP: Autores Associados, 2010. Clássicos da Educação.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Escola Pública brasileira na atualidade: lições da história. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval; NASCIMENTO, Maria Isabel Moura (orgs). A escola pública no Brasil: História e Historiografia. Campinas, SP: Autores Associados: HISTEDBR, 2005.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação, crise do trabalho assalariado e do desenvolvimento: teorias em conflito. In: Educação e crise do trabalho: perspectivas de final de século. 9a ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

GAMBOA, Sílvio Sánchez. A globalização e os desafios da educação no limiar do novo século: um olhar desde a América Latina. In: LOMBARDI, José Claudinei (org.). Globalização, pós-modernidade e educação: história, filosofia e temas transversais. 3a ed. Campinas, SP. Autores Associados. Coleção Educação Contemporânea.

GOMES, Marco Antonio de Oliveira; MACIEL, Antônio Carlos. O liberalismo e a privatização da educação: a impossibilidade da democracia. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.48, p. 153-167 Dez.2012 - ISSN: 1676-2584.

HOBSBAWM, Eric. A era das revoluções. 9a ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

KUENZER, Acácia Zeneida. Desafios teórico-metodológicos da relação trabalho-educação e o papel social da escola. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). Educação e Crise do trabalho: perspectivas de final de século. 9a ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008. (Coleção Estudos Culturais em educação).

LEONEL, Zélia. Tendência atual da história da educação. In: Educação em debate: perspectivas, abordagens e historiografia. SCHELBAUER, Analete Regina; LOMBARDI, José Claudinei; MACHADO, Maria Cristina Gomes (orgs). Campinas, SP: Autores Associados, 2006. (Coleção Memórias da educação).

LOMBARDI, José Claudinei. Apresentação. In: LOMBARDI, José Claudinei (org.). Globalização, pós-modernidade e educação: história, filosofia e temas transversais. 3a ed. Campinas, SP. Autores Associados. Coleção Educação Contemporânea.

LINS, Ana Maria Moura. Educação moderna: contradições entre o projeto civilizatório burguês e as lições do capital. Campinas SP: Autores Associados, 2003.

LUKÁCS, Georg. Teses de Blum: (Extrato) A Ditadura Democrática. Disponível em: http://www.marxists.org/portugues/lukacs/1928/mes/teses.htm. Acesso em: 10 de setembro de 2014.

MARX & ENGELS. A Ideologia Alemã. São Paulo: Martin Claret, 2006.

MARX, Karl. Sobre a questão judaica. Tradução de Daniel Bensaïd e Wanda Caldeira Brant. São Paulo: Boitempo, 2010.

MASCARO, Alysson Leandro. Estado e forma política. São Paulo, SP: Boitempo, 2013.

MESZÁROS, Istvan. O Desafio e o fardo do tempo histórico: o socialismo no século XXI. São Paulo: Boitempo, 2007. Trad. Ana Cotrim e Vera Cotrim.

MIAILLE, Michel. Introdução crítica ao direito. 2a ed. Lisboa: Editorial Estampa, 1994.

ROSAR, Maria de Fátima Felix. Articulações entre a globalização e a descentralização. In: LOMBARDI, José Claudinei (org.). Globalização, pós-modernidade e educação: história, filosofia e temas transversais. 3a ed. Campinas, SP. Autores Associados, 2009. Coleção Educação Contemporânea.

SAVIANI, Dermeval. Perspectiva marxiana do problema subjetividade-intersubjetividade. In: DUARTE, Newton (org), Crítica ao fetichismo da individualidade. 2a ed. rev. Campinas: SP: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. A Formação humana na perspectiva histórico-ontológica. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton (orgs). Pedagogia histórico crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas, SP: Autores Associados, 2012. Coleção Polêmicas de nosso tempo. (p. 13-35).

SHILLING, Flávia. O direito à educação: um longo caminho. In: BITTAR, Eduardo C. B. (Coord.). Educação e Metodologia para os Direitos Humanos. São Paulo: Quartier Latin, 2008. p. 273-284.

TRINDADE, José Damião de Lima. História social dos direitos humanos. 3a ed. São Paulo: Pereirópolis, 2011.(a)

TRINDADE, José Damião de Lima. Os direitos humanos na perspectiva de Marx e Engels: Emancipação política e emancipação humana. São Paulo: Alfa-Omega, 2011.(b)

Publicado
2015-04-24
Como Citar
Cristaldo, A. L. de M. (2015). A formação de professores para a educação em direitos humanos analisada sob a ótica da organização do trabalho didático: tecendo algumas considerações. Revista HISTEDBR On-Line, 14(60), 158-180. https://doi.org/10.20396/rho.v14i60.8640553
Seção
Dossiê