Banner Portal
O clube de leitura: vigilâncias da escola nova em Santa Catarina (1944–1946)
PDF

Palavras-chave

Clubes de Leitura – Escola Nova. Aspectos hierárquicos escola nova. História da educação – Santa Catarina.

Como Citar

SILVA NETO, J. A. da; STEINDEL, G. E. O clube de leitura: vigilâncias da escola nova em Santa Catarina (1944–1946). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 70, p. 271–287, 2017. DOI: 10.20396/rho.v16i70.8644524. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8644524. Acesso em: 27 set. 2023.

Resumo

O objeto deste estudo são as associações auxiliares da escola, com o foco nos Clubes de Leitura e Bibliotecas nos Grupos Escolares em Santa Catarina a partir de 1944, pautados Decreto Lei nº2.991. Analisa-se os mecanismos de vigilância presentes na cultura escolar no período da Escola Nova. A investigação tem aporte na História Cultural tendo Roger Chartier como um dos interlocutores. Já a questão da hierarquização das diretrizes escolares têm como aporte teórico os escritos de Michael Foucault. Os resultados apontam para o caráter nacionalista, hierárquico e vigilante das diretrizes analisadas com o objetivo de expandir através de decretos oficiais a pedagogia da Escola Nova.

https://doi.org/10.20396/rho.v16i70.8644524
PDF

Referências

AZEVEDO, Fernando de. Manifesto dos pioneiros da educação nova (1932) e dos educadores (1959). Recife: FUNDAJ, Ed. Massangana, 2010. 137 p. (Coleção Educadores).

BOURDIEU, Pierre; CHARTIER, Roger. A leitura: uma prática cultural. In: CHARTIER, Roger. Práticas de leitura. São Paulo: Estação Liberdade, 1996.

CALDAS, Graça. Mídia, escola e leitura crítica do mundo. Educ. Soc., Campinas, vol. 27, n. 94, p. 117-130, jan./abr. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v27n94/a06v27n94.pdf. Acesso em 01 fev. 2015.

FIORI, Neide Almeida. Aspectos da evolução do ensino público: ensino público e política de assimilação cultural no Estado de Santa Catarina – períodos imperial e republicano. 2 ed. Rev. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1991.

FOUCAULT, Michael. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, Michael. Vigiar e punir. Rio de Janeiro: Vozes, 1984.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 48. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra. 2009.

GONÇALVES, Rita de Cássia. A arquitetura como uma dimensão material das culturas escolares. In: GASPAR da SILVA, Vera Lucia; PETRY, Marilia Gabriela (ORG). Objetos da escola: espaços e lugares de constituição de uma cultura material escolar (Santa Catarona – Século XIX e XX). 2012.

MACHADO, Alzemi. A implantação de bibliotecas escolares na rede de ensino de Santa Catarina (30/40). 2002. 132 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciência Humanas e da Educação, Mestrado em Educação e Cultura, Florianópolis, 2002.

OTTO, Franciele. As associações auxiliares da escola e a forma de transmissão das dimensões valorativa e moral da sociedade catarinense: o caso das Ligas da Bondade (1935-1950). São Paulo: USP, 2012. 213f. Dissertação (mestrado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo.

PENSAVENTO, Sandra Jatahy. Escrita, linguagem, objetos: leituras de história cultural. Baurú: EDUSC, 2004. 281 p.

PETRY, Marília Gabriela. Da recolha à exposição: a constituição de museus escolares em escolas públicas primárias de Santa Catarina (Brasil - 1911 a 1952). 2013. 222 p. : Dissertação (mestrado) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Mestrado em Educação, Florianópolis, 2013. Disponível em : http://www.tede.udesc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=3185. Acesso em : 08 maio 2015.

SANTA CATARINA. Decreto nº3.735, de 17 de dezembro de 1946. Estabelece o regulamento para os estabelecimentos de ensino primário no Estado de Santa Catarina. Secretaria da Justiça, Educação e Saúde. Departamento de Educação. Imprensa Oficial do Estado: Florianópolis, 1947. 146p.

SERRA, Carlos Henrique Aguiar. Controle, vigilância e punição: contradições e permanências na sociedade contemporânea. XIII Congresso brasileiro de sociologia, UFPE, 2007. 14 p.

SILVA, Cristiani Bereta da. Cultura escolar e cultura política: projeto de nacionalização e o jornal escolar A Criança Brasileira (Santa Catarina, 1942-1945). História da Educação, V.17, n.40, 2013.

VIÑAO FRAGO, Antônio. El espacio escolar: viejascuestiones, nuevosescenarios. In: BENITO, AgustinEscolano. História Ilustrada de La Escuela em España: dos sigloes de perspectiva histórica. Madrid: FundaciónGermánSánchesRuipérez, 2006.

VIÑAO FRAGO, Antônio. Sistemas educativos, culturas escolares y reformas: continuidades y câmbios. Madri: Editora Morata, 2002.

VINÃO FRAGO, Antônio. Tempos de La pátria, templos Del saber. Los espacios de La escuela y La arquitectura escolar. In: BENNITO, Agustín Escolano. História Ilustrada de La Escuela em España: dos siglos de perscpectiva histórica (p.47-71). Madrid: FundaciónGermánSánchesRuipérez. 2006.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni; DALLABRIDA, Norberto. A escola da república: os grupos escolares e a modernização do ensino primário em Santa Catarina (1911-1918). Campinas: Mercado de Letras, 2011.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni; TOCCHETO DE OLIVEIRA, Julia Vieira; PRATES, Fernanda Ramos Oliveira. Associações auxiliares da escola: vestígios de sua incorporação à cultura dos grupos escolares Lauro Muller e Alberto Torres (1946 E 1956). Seminário de pesquisa em educação da região sul. 2012. 14 p.

ZEN, Mariane Werner. Brasileiros pelas letras: a ação educativa presente nos clubes de leitura e bibliotecas escolares de Santa Catarina O caso do Grupo Escolar Alberto Torres, Brusque, SC (1938-1950). 2007. 144p. Dissertação (mestrado) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciência Humanas e da Educação, Mestrado em Educação, Florianópolis, 2007.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.