Análise de três vilas de São Paulo por meio de conceitos convergentes

Autores

  • Geise Brizotti Pasquotto Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Estadual de Campinas
  • Ana Carla Fonseca Reis Garimpo de Soluções
  • Maria de Fátima Lourenço Nunes

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v2i7.8634586

Palavras-chave:

Cidades Criativas. Marketing Urbano. Visual merchandising. São Paulo.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo apresentar três conceitos complementares e contemporâneos: cidades criativas, marketing urbano e visual merchandising. De modo a ilustrar essas vertentes conceituais na prática, será analisado o grau de sua aplicação conjunta a três bairros da cidade de São Paulo, com características e momentos de desenvolvimento distintos: Vila Madalena, Vila Mariana e Vila Leopoldina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geise Brizotti Pasquotto, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Estadual de Campinas

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP e mestre em Engenharia Civil na área de Arquitetura e Construção pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.

Ana Carla Fonseca Reis, Garimpo de Soluções

Graduada em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas-FGV e em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo-USP, MBA pela Fundação Dom Cabral, mestre em Administração de Empresas e Doutora em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade de São Paulo – USP.

Maria de Fátima Lourenço Nunes

Graduada em Educação Artística e pós-graduada em Artes Plásticas pela Faculdade Santa Marcelina-FASM e mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Downloads

Publicado

2011-10-31

Como Citar

PASQUOTTO, G. B.; REIS, A. C. F.; NUNES, M. de F. L. Análise de três vilas de São Paulo por meio de conceitos convergentes. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 2, n. 7, p. 114–143, 2011. DOI: 10.20396/parc.v2i7.8634586. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8634586. Acesso em: 14 ago. 2022.