Intervenções arquitetônicas no centro histórico de Belém: a prática projetual contemporânea

Autores

  • Márcia Teixeira Filgueira Forte Universidade Federal do Pará
  • Thais Bastos Caminha Sanjad Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v6i3.8640703

Palavras-chave:

Patrimônio arquitetônico. Construir no construído. Centro Histórico de Belém. Intervenção. Prática projetual.

Resumo

A discussão acerca da produção arquitetônica contemporânea como intervenção no patrimônio construído é tema que precisa ser mais abordado nas universidades brasileiras, e alvo de muita polêmica entre os profissionais. Considerando que a demanda de nossos centros urbanos impõe cotidianamente o desafio de projetar em espaços de memória, este artigo tem como objetivo discutir a prática projetual contemporânea dentro desse contexto, e estabelece como universo o Centro Histórico de Belém. A escolha dos objetos de análise se fundamentou em alguns aspectos primordiais a uma discussão mais ampla, por envolver três edificações tombadas, com projetos desenvolvidos após a legislação de proteção e que representam propostas transformadoras no cenário local: o Ver-o-Peso, representante da identidade cultural da capital; o Sesc Boulevard, que faz parte do skyline frontal da cidade; e o edifício Bechara Mattar, que rompe de forma ostensiva com a tipologia do núcleo primitivo do Centro Histórico. Merece destaque nessa reflexão a observação dos parâmetros que vieram a subsidiar a tomada de decisões dos arquitetos, dos elementos de referência utilizados, das dificuldades encontradas, e da influência das discussões teórico-acadêmicas no processo projetual. Busca-se ampliar o debate acerca da “liberdade” projetual em áreas históricas e estimular um olhar profissional mais sensível, em prol de atitudes contemporâneas conscientes do valor das preexistências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Teixeira Filgueira Forte, Universidade Federal do Pará

Arquiteta e Urbanista, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Pará – PPGAU/UFPA.

Thais Bastos Caminha Sanjad, Universidade Federal do Pará

Arquiteta e Urbanista, Doutora em Ciências pela Universidade Federal do Pará e professora do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Pará – PPGAU/UFPA.

Referências

ARENDT, Hanna. Entre o passado e o futuro. Trad. Mauro Almeira. São Paulo, Perspectiva, 2000.

ARGAN, Giulio Carlo. História da Arte como História da Cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

ARQUITETURAS – Mercado Ver-o-Peso. Paulo Markun (direção); Sergio Roizenblit (direção); Ana Roxo (roteiro); Larissa Nogueira (produção); Denise Resende (produção); Carime Franco (produção). Revanche Produções. Miração Filmes. Realização Sesc Tv, 2013. Duração: 51’13’’. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=y4UPeyMyKpw. Acesso em 22 fev. 2015.

BELÉM (Município). Lei 7.709 de 18 de maio de 1994. Dispõe sobre a preservação do patrimônio histórico, artístico, cultural e paisagístico do município de Belém. Diário Oficial do Município de Belém. Belém, 1994. Disponível em: http://www.belem.pa.gov.br/planodiretor/legislacao/municipal. Acesso em 27/02/2014.

BRANDI, Cesare. Teoria da restauração. Tradução: Beatriz Mugayar Kühl. 3. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2008.

DOURADO, Odete. Para sempre, memória. Revista RUA, v. 2, n. 2, 1989, p. 65-74.

DOURADO, Odete. Por um Restauro Urbano: Novas Edificações que Restauram Cidades Monumentais. Revista RUA, v. 6, n. 1, nº 8, 2003, p. 08-13.

GIOVANNONI, Gustavo. Questioni di Architettura nella storia e nella vita: Edilizia, estética architettonica, restauri, ambienti dei monumenti. Roma: Società Editrice d’Arte Illustrata, 1929. 227p.

GRACIA, Francisco de. Construir en lo Construído. Guipuzcoa, Espanha: NEREA, 1991.

GRAMMONT, Anna Maria de. Hotel Pilão: um incêndio no coração de Ouro Preto. São Paulo, SP: Giordanus, 2006. 249p.

MORENO-NAVARRO, Antoní González. La Restauración objetiva (método SCCM de restauración monumental): memoria SPAL 1993-1998. Barcelona: Diputación de Barcelona. Área de Cooperación. Servicio de Patrimonio Arquitectónico Local, 1999. v. 3.

MUÑOZ-VIÑAS, Salvador. Teoria Contemporanea de la Restauración. Madrid: Editorial Síntesis, 2004.

RIEGL, Alois. O culto moderno dos monumentos e outros ensaios estéticos. Coimbra, Portugal: Edições 70, 2013.

ROSSI, Aldo. A Arquitetura da Cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

Downloads

Publicado

2015-09-30

Como Citar

FORTE, M. T. F.; SANJAD, T. B. C. Intervenções arquitetônicas no centro histórico de Belém: a prática projetual contemporânea. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 6, n. 3, p. 188–204, 2015. DOI: 10.20396/parc.v6i3.8640703. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8640703. Acesso em: 29 nov. 2022.