Banner Portal
Teses e dissertações brasileiras sobre BIM: uma análise do período de 2013 a 2018
PDF

Palavras-chave

Modelagem dainformação da construção. BIM. Teses e dissertações. Ensino-aprendizagem.

Como Citar

CHECCUCCI, Érica de S. Teses e dissertações brasileiras sobre BIM: uma análise do período de 2013 a 2018. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 10, p. e019008, 2019. DOI: 10.20396/parc.v10i0.8653708. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8653708. Acesso em: 29 mar. 2023.

Resumo

Este trabalho identifica e analisa teses e dissertações disponíveis no Catálogo de teses e dissertações da CAPES que foram defendidas no Brasil entre 2013 e 2018 e tratam da Modelagem da Informação da Construção ou Building Information Modelling (BIM). Objetiva apresentar um panorama sobre os principais temas abordados nestas pesquisas, assim como identificar onde foram realizadas. Ainda, é feito um recorte sobre aqueles trabalhos que discutem questões sobre o ensino de BIM buscando contribuir com a implantação desta modelagem nos cursos relacionados com a Arquitetura, Engenharia, Construção e Operação de edificações (AECO). A Análise de Conteúdo foi o método de pesquisa qualitativa adotado para realizar tanto a seleção quanto a análise dos trabalhos. Dentre os resultados obtidos, destaca-se que: (a) já existem trabalhos sobre BIM nas diversas fases do ciclo de vida da edificação, mas a maioria deles trata da etapa de projetação; (b) 78,3% das pesquisas encontradas foram produzidas no eixo sul-sudeste do país e em instituições de ensino sediadas nas capitais e grandes cidades, indicando a necessidade de interiorização e difusão do BIM em outras regiões; (c) existe uma diversidade de temas já pesquisados relacionados com o BIM que encaminham questões sobre a modelagem e podem auxiliar na sua adoção tanto em instituições de ensino quanto no mercado de trabalho. Finalmente, este artigo contribui para adoção desta modelagem no país, na medida em que sistematiza informações já disponíveis, auxiliando tanto aqueles que buscam se capacitar quanto aqueles que promovem formações ou pretendem trabalhar com BIM.

https://doi.org/10.20396/parc.v10i0.8653708
PDF

Referências

ANDRADE, M. L. V. X; RUSCHEL, R. C. BIM: conceitos, cenários das pesquisas publicadas no Brasil e tendências. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE QUALIDADE DE PROJETOS, 1., 2009, São Carlos. Anais [...]. São Carlos: RiMa, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; Persona, 1979. 229 p.

BARISON, M. B. Introdução de modelagem da informação da construção (BIM) no currículo: uma contribuição para a formação do projetista. 2015. 390 f. Tese (Doutorado em engenharia civil) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

BERNSTEIN, H. M. et al. The Business Value of BIM for Construction in Major Global Markets. Bedford: McGraw Hill Construction, 2014.

BRASIL. Decreto n. 9.377, de 17 de maio de 2018. Institui a Estratégia de Disseminação do Building Information Modelling. Diário Oficial da União, Brasília, Edição 95, Seção 1, p. 3, mai. 2018. Atos do Poder Executivo. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/Decreto/D9377.htm. Acesso em: 5 out. 2018.

CAIXETA, Luciano Mendes. Estudo crítico sobre o uso de ferramentas de modelagens tridimensionais de informações digitais BIM no ensino contemporâneo da arquitetura. 2013. 175 f. Tese (Doutorado em arquitetura e urbanismo) - Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

CBIC. Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Encontro Nacional sobre o Ensino de BIM impacta participantes com discussões e experiências compartilhadas. Disponível em: https://cbic.org.br/encontro-nacional-sobre-o-ensino-de-bim-impacta-participantes-com-discussoes-e-experiencias-compartilhadas/. Acesso em: 15 out. 2018.

CHECCUCCI, E. S. Ensino-aprendizagem de BIM nos cursos de graduação em Engenharia Civil e o papel da Expressão Gráfica neste contexto. 2014. 11 f. il. Tese (Doutorado em Difusão do Conhecimento) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.

CHECCUCCI, E. S. Pesquisas de pós-graduação brasileiras sobre ensino e aprendizagem de BIM. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE O ENSINO DE BIM, 1., Campinas, 2018. Anais [...] Campinas: ANTAC, 2018.Disponível em: https://www.antaceventos.net.br/index.php/enebim/2018/paper/view/68. Acesso em: 5 out. 2018.

CHECCUCCI, E. de S.; AMORIM, A. L. Método para análise de componentes curriculares: identificando interfaces entre um curso de graduação e BIM. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, v. 5, n. 1, p. 6-17, jan./jun. 2014. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8634540/2461. Acesso em: 15 ago. 2016.

CHECCUCCI, E. S.; PEREIRA, A. P. C.; AMORIM, A. L. A Difusão das Tecnologias BIM por Pesquisadores do Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL, 5., Salvador, 2011. Anais [...]. Salvador: LCAD/PPGAU - UFBA, 2011.

CHECCUCCI, E. S.; PEREIRA, A. P. C.; AMORIM, A. L. Uma visão da difusão e apropriação do paradigma BIM no Brasil – TIC 2011. Gestão e Tecnologia de Projetos, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 19-39, jan.-jun. 2013. doi: http://dx.doi.org/10.4237/gtp.v8i1.232. Acesso em: 15 ago. 2016.

CRUZ, M. O.; CUPERSCHMID, A.; RUSCHEL, R. C. A incorporação de BIM no ensino do curso Técnico em Edificações. Gestão & Tecnologia de Projetos, São Carlos, v. 12, n. 2, p. 117-134. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.11606/gtp.v12i2.131498. Acesso em: 15 out. 2018.

DELATORRE, V. Potencialidades e limites do BIM no ensino de arquitetura: uma proposta de implementação. 2014. 293 f. Dissertação (Mestrado em arquitetura e urbanismo) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

ENEBIM. ENCONTRO NACIONAL SOBRE O ENSINO DE BIM, 1., Campinas. Anais [...]. Campinas: ANTAC, 2018. Disponível em: http://www.antaceventos.net.br/index.php/enebim/2018/schedConf/presentations. Acesso em: 5 out. 2018.

ITO, A. L. Y.; SCHEER, S. Um levantamento em Curitiba das percepções do potencial do BIM no ensino em cursos de arquitetura. SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO, 1., SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 10., 2017, Fortaleza, Brasil. Anais [...]. Fortaleza, CE: Marketing Aumentado, 2017. Disponível em: https://marketingaumentado.com.br/sbtic/files/2017/paper_135.pdf. Acesso em: 27 set. 2018.

KIM, J. Use of BIM for effective visualization teaching approach in construction education. Journal of professional issues in engineering education and practice. ASCE, v. 138, n. 3, p. 214-223, 2012. Disponível em: http://www.ascelibrary.org. Acesso em: 20 set. 2018.

KYMMELL, W. Building information modeling: Planning and managing construction projects with 4D CAD and simulations. Nova York: McGraw Hill, 2008. 270 p.

LEAL, B. M. F. Propostas para o ensino dos conteúdos de arquitetura e urbanismo através de ferramentas digitais. 2018. 174 f. Dissertação (Mestrado em arquitetura) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

MACEDO, R. S. Outras Luzes: um rigor intercrítico para uma etnopesquisa política. In: MACEDO, R. S.; GALEFFI, D. A; PIMENTEL, A. Um rigor outro. Sobre a questão da qualidade na pesquisa qualitativa. Salvador: EDUFBA, 2009. p. 75-126.

MACHADO, F.; RUSCHEL, R. C.; SCHEER, S. Análise da produção científica brasileira sobre a Modelagem da Informação da Construção. Ambient. constr. [online]. Porto Alegre, v. 17, n. 4, p. 359-384, out. /dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1678-86212. Acesso em: 5 out. 2018.

KASSEM, M. Assessing and improving Market BIM Maturity: Conceptual Constructs and Practical Tools. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE O ENSINO DE BIM, 1., 2018, Campinas. Anais [...]. Campinas: ANTAC, 2018. Disponível em: http://www.antaceventos.net.br/index.php/ enebim/2018/paper/view 017000400202. Acesso em: 2 fev. 2019.

MARCONI, M. de A.; LAKATO, E. M. Fundamento de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Editora Atlas S. A., 2003.

MEDEIROS, S. C. S. Integração de Projeto de Arquitetura e Estruturas no ensino através de BIM: uma abordagem dos cursos de arquitetura e urbanismo da UFRN e da UFPB. 2015. 95 f. Dissertação (Mestrado em arquitetura e urbanismo) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.

MATTANA, L. Contribuição para o ensino de orçamentação com uso de BIM no levantamento de quantitativos. 2017. 279 f. Dissertação (Mestrado em arquitetura e urbanismo) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

MOTA, P. P.; RUSCHEL, R. C. Identificação do conhecimento acadêmico de BIM integrado ao gerenciamento de facilities. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 16., 2016. São Paulo, Brasil. Anais [...]. Disponível em: http://www.infohab.org.br/entac/2016/ENTAC2016_paper_272.pdf. Acesso em: 28 set. 2018 p.4951–4962.

MOTA, P. P.; RUSCHEL, R. C. Caracterização de modelos BIM com foco em gestão de ativos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO, 1., SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 10., 2017, Fortaleza, Brasil. Anais [...]. Fortaleza, CE: Marketing Aumentado, 2017.

NATUMI, Y. O ensino de informática aplicada nos cursos de graduação em arquitetura e urbanismo no Brasil. 2013. 282 f. Dissertação (Mestrado em arquitetura e urbanismo) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

RODRIGUES; LIMA, 2017. Mapeamento de interfaces entre disciplinas de Engenharia Civil e o paradigma BIM. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO, 1.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 10., 2017, Ceará, Brasil. Anais [...]. Fortaleza: UFC, 2017.

ROMCY, N. M. S. Abordagem paramétrica e ensino de projeto: Proposição de diretrizes metodológicas, considerando estratégias curriculares e o atelier de projeto. 2017. 317 f. Tese (Doutorados em arquitetura e urbanismo) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

RUSCHEL, R. C.; ANDRADE, M. L. V. X.; SALES, A. A.; MORAIS, M. O ensino de BIM: exemplos de implantação em cursos de engenharia e arquitetura. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO, 1., SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 10., 2017, Fortaleza, Brasil. Anais [...]. Fortaleza, CE: Marketing Aumentado, 2017.

RUSCHEL, R. C.; ANDRADE, M. L. V. X.; MORAIS, M. O ensino de BIM no Brasil: onde estamos? Ambient. constr. [online]. Porto Alegre, 2013, vol. 13, n. 2, pp. 151-165. ISSN 1678-8621. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-86212013000200012. Acesso em: 20 mar. 2014.

SANTOS, D. V.; LIMA, M. M. X.; CAMPOS, V. R. Análise da percepção do uso do BIM em diferentes implantações: estudo de caso. In: ENCONTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO, 5., 2011, Salvador, Brasil. Anais [...]. Salvador: UFBA, 2011. 1 CD-ROM.

SANTOS, L. A. Building information modeling no ensino de arquitetura e urbanismo: Percepção e disseminação do BIM nas Instituições de Ensino Superior do Estado de São Paulo. 2017. 138 f. Dissertação (Mestrado em arquitetura e urbanismo) - Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2017.

SCHEER, S.; AYRES FILHO, C. Abordando a BIM em níveis de modelagem. In: WORKSHOP BRASILEIRO DE GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETO NA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS, 9., São Carlos, Brasil. Anais [...]. São Paulo: USP, 2009. 1 CD-ROM.

SIQUEIRA, L. S. R. Aplicação das metodologias building information modeling (BIM) e aprendizagem baseada em problemas (ABP) no curso de graduação em engenharia civil / UFES: diagnóstico e recomendações. 2017. 138 f. Dissertação (Mestrado em engenharia civil) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.

SUCCAR, B. Building information modeling framework: A research and delivery foundation for industry stakeholders. Automation in Construction. [S.I.], v. 18, p. 357-375, 2009. doi: https://doi.org/10.1016/j.autcon.2008.10.003. Acesso em: 6 fev. 2010.

SUCCAR, B.; KASSEM, M. Macro-BIM adoption: Conceptual structures. Automation in Construction, [S.I.], v. 57, p. 64–79, 2015. doi: https://doi.org/10.1016/j.autcon.2015.04.018. Acesso em: 5 out. 2018.

A PARC Pesquida em Arquitetura e Construção utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.