Reformulação curricular e espacial em um curso de arquitetura e urbanismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v12i00.8660009

Palavras-chave:

Reformulação curricular, Ensino, Arquitetura e Urbanismo, Tecnologia, Interdisciplinaridade

Resumo

O curso de Arquitetura e Urbanismo do Instituo Federal Fluminense (IFF) finalizou em 2020 a reformulação do seu Projeto Pedagógico do Curso (PPC). Entre os vários parâmetros avaliados, destaca-se a inserção de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), interdisciplinaridade, atualização de conteúdos e reformulação espacial. Diante desse desafio, o objetivo visa apresentar os produtos de duas pesquisas realizadas paralelamente que auxiliaram nessas reformulações. Os procedimentos metodológicos utilizados foram a revisão bibliográfica e pesquisa exploratória. A primeira pesquisa desenvolveu um método de análise das disciplinas.  A segunda pesquisa propôs uma nova distribuição espacial do pavimento utilizado pelo curso. Os resultados destes trabalhos se entrelaçaram ao processo oficial da reformulação curricular, sendo capaz de influenciar nas tomadas de decisões. As análises da primeira pesquisa colaboraram para a inserção do Building Information Modeling (BIM), Realidade Virtual, Realidade Aumentada, Design Generativo, Design Paramétrico, Programação Visual, Prototipagem Rápida e Fabricação Digital nas novas disciplinas de Expressão e Representação Gráfica. Contribuíram para a integração de disciplinas com maior relação interdisciplinar. Fizeram com que 31 disciplinas mudassem sua posição na matriz, 37 alterassem seus pré-requisitos, 74 revisassem suas ementas e que 25 se unisse a outras disciplinas, evitando conteúdos sobrepostos. 9 disciplinas se tornaram optativas e 74 atualizaram sua bibliografia. Os produtos da segunda pesquisa, influenciaram na reforma do pavimento do curso, realizadas para atender às novas demandas curriculares. Conclui-se que os produtos destas pesquisas se demonstraram significativos para a mudança curricular do referido curso, sendo capaz, também, de auxiliar em outras reformulações curriculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zander Ribeiro Pereira Filho, Instituto Federal Fluminense

Mestrado em Engenharia Ambiental Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor do Instituto Federal Fluminense.

Isabela Castilho Gomes de Souza, Instituto Federal Fluminense

Graduação em Arquitetura e Urbanismo Instituto Federal Fluminense.  Pesquisadora no  Instituto Federal Fluminense. 

Rodrigo Tannus Fonseca, Instituto Federal Fluminense

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pelo Instituto Federal Fluminense.

Referências

AGOGUÉ, M. et. al. The impacts of examples on creative design: explaining fixation and stimulation effects. Journal of Creative Behavior. v. 48, n. 1., p. 1-12. 2013. DOI: https://doi.org/10.1002/jocb.37

ALEXANDER, C. A pattern Language: town, buildings, construction. New York: Oxford University Press, 1977. 1171p.

ALLEN, J. B. Parametric Master Planning. Youtube, postador por “EvolveLAB”, 29 mar. 2018. (40min06s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=xq6yKyauu-o&t=181s. Acesso em: 26 mai. 2020.

BARAN, P. On Distributed Communications, Memorandum. Santa Monica, Calif.: RAND Corporation, 1964. DOI: https://doi.org/10.7249/RM3420

BARISON, M. B. Introdução de Modelagem da Informação da Construção (BIM) no Currículo: uma contribuição para a formação do projetista. 2015. 387 p. Tese (Doutorado em Engenharia da Construção Civil) – Escola Politécnica, Departamento de Engenharia de Construção Civil da Universidade de São Paulo, São Paulo. DOI: https://doi.org/10.11606/T.3.2016.tde-21032016-101815

BLANK, S. G. The four steps to the epiphany: successful strategies for products that win. K & S Ranch, 2013. Edição do Kindle.

BRAIDA, F. et al. (Organizadores). 101 conceitos de arquitetura e urbanismo na era digital. São Paulo: ProBooks, 2016.

CAPRA, F.; LUISI, P. L. A visão sistêmica da vida: uma concepção unificada e suas implicações filosóficas, políticas, sociais e econômicas. São Paulo: Cultrix, 2014. 615p.

CASTILHO, I. G. S. Ensino e Produção de Arquitetura Cibernética. 2019. 196 f.: il. color. Trabalho Final de Graduação - Arquitetura e Urbanismo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense.

CELANI, M. G. C. et al. A gramática da forma como metodologia de análise e síntese em arquitetura. In: Conexão - Comunicação e Cultura, UCS, Caxias do Sul, v. 5, n. 10, p. 180-197, jul./dez. 2006. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conexao/article/view/222/213. Acesso em: 3 jun. 2020.

CHECCUCCI, E. S; AMORIM, A. L. Método para análise de componentes curriculares: identificando interfaces entre um curso de graduação e BIM. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, v. 5, n. 1, p. 6-17, jan./jun. 2014graduação e BIM. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, v. 5, n. 1, p. 6-17, jan./jun. 2014. DOI: https://doi.org/10.20396/parc.v5i1.8634540

COLI, J. S. Alberti e suas igrejas: os caminhos da harmonia. Discurso, [S. l.], n. 14, p. 159-180, 1983. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.1983.37908

DE KESTELIER, X; BUSWELL, R. A Digital Design Environment for Large Scale Rapid Manufacturing. In: ACADIA 09: Building a Better Tomorrow. 2009. Anais... Illinois, Chicago: Proceedings of the 29th Annual Conference of the Association for Computer Aided Design in Architecture (ACADIA), 22-25 out. de 2009. p. 201-208.

FAROOQ, M. U. et al. A Review on Internet of Things. International Journal of Computer Applications. v. 113, n. 1, mar. 2015. DOI: https://doi.org/10.5120/19787-1571

GONSALES, P. Design thinking e a ritualização de boas práticas educativas. Revisão de Thatyane Furtado. São Paulo: Instituto Educadigital, 2017. 88p.

HANAFIN, S; PITTS, G; DATTA, S. Non-Deterministic Exploration through Parametric Design. International Journal of Architectural Computing. v. 7, n. 4, p. 605-622, 2009. DOI: https://doi.org/10.1260/1478-0771.7.4.605

HÖLLERER, T. H; FEINER, S. K. Mobile Augmented Reality. In: KARIMI, H; HAMMAD, A. Telegeoinformatics: Location-Based Computing and Services. Taylor & Francis, 2004.

JAPIASSÚ, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1974.

JOHNSON, S. De onde vêm as boas ideias: uma história natural da inovação. Rio de Janeiro: Zahar, 2011. Edição do Kindle.

KANG et al. A Roundtable Discussion: Defining Urban Data Science. Environment and Planning B: Urban Analytics and City Science. v. 46, n.9, p. 1756-1768, nov. 2019. DOI: https://doi.org/10.1177/2399808319882826

KOLAREVIC, B. Architecture in the Digital Age: Design and Manufacturing. Taylor & Francis, 2003, 320 p.

LEAL, B. M. F.; SALGADO, M. S. Propostas de incorporação de BIM no curso de Arquitetura e Urbanismo. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 10, p. e019025, 25 jul. 2019. DOI: https://doi.org/10.20396/parc.v10i0.8653676

LÉVY, P. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Editora 34, 2004.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 2010.

MATHEWS, S. The Fun Palace: Cedric Price’s experiment in architecture and technology. 2005. Technoetic Arts, v. 3, n. 2, p. 73–91. DOI: https://doi.org/10.1386/tear.3.2.73/1

MORI, L. Especialista: pensamento e colaboração são mais importantes que matemática. UOL Educação, 09 mar. 2019. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/noticias/bbc/2019/03/09/pensamento-critico-formulas-de-matematica-educacao-do-seculo-21.htm. Acesso em: 04 jun. 2021.

PIRES, J. de F.; PEREIRA, A. T. C.; GONÇALVES, A. TAXONOMIAS DE GEOMETRIA DA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA: UMA ABORDAGEM DIDÁTICA AO ENSINO DA MODELAGEM PARAMÉTRICA NA ARQUITETURA. Gestão & Tecnologia de Projetos, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 27-46, 2017. DOI: https://doi.org/10.11606/gtp.v12i3.133954

PUPO, R. T. Ensino da prototipagem rápida e fabricação digital para arquitetura e construção no Brasil: definições e estado da arte. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, v. 1, n. 3, p. 80-98, 1 nov. 2008. DOI: https://doi.org/10.20396/parc.v1i3.8634511

RIES, E. A startup enxuta: como os empreendedores atuais utilizam a inovação contínua para criar empresas extremamente bem-sucedidas. São Paulo: Lua de Papel, 2012. Edição do Kindle.

SEDREZ, M. One building, one detail: entrevista com o arquiteto Pieter Schreurs, Entrevista, São Paulo, ano 16, n. 064.04, Vitruvius, nov. 2015.

SENSEABLE CITY LAB (SCL). Position Opening. Massachusetts: MIT, 2020. Disponível em: < http://senseabledb.mit.edu/system/positions/pdfs/000/000/004/original/SCL_Data_Viz_UX_UI_Spec_Job_Description.pdf?1572550401>. Acesso em: 24 abr. 2020.

STEINHAEUSSER, T. et al. Management Cybernetics as a Theoretical Basis for Lean Construction Thinking. Lean Construction Jornal, 2015. p. 01-14. Disponível em: https://www.leanconstruction.org/media/docs/lcj/2015/LCJ_14_005.pdf. Acesso em: 25 jan. 2019.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

PEREIRA FILHO, Z. R. .; SOUZA, I. C. G. de .; FONSECA, R. T. . Reformulação curricular e espacial em um curso de arquitetura e urbanismo. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 12, n. 00, p. e021012, 2021. DOI: 10.20396/parc.v12i00.8660009. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8660009. Acesso em: 24 set. 2021.