Banner Portal
O Livro de Hilda (1902), a cartilha do método analítico, por João Köpke
Remote

Palavras-chave

Manuscrito. João Köpke. Método analítico. Cartilha

Como Citar

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida; SANTOS, Maria Lygia Cardoso Köpke. O Livro de Hilda (1902), a cartilha do método analítico, por João Köpke. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 25, n. 3, p. 185–209, 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8642442. Acesso em: 25 maio. 2024.

Resumo

Este artigo toma como fonte e objeto de pesquisa a cartilha O Livro de Hilda – ensino da leitura pelo processo analítico, com data de 1902 e autoria de João Köpke (1852-1926). Esse livro manuscrito é a prova material da existência de uma cartilha produzida por esse autor para o ensino da leitura pelo método analítico – encontrada apenas em sua versão original. A obra é composta por três partes: “o livro de hilda”, “o livro das bonecas”, “O livro de Hilda – Instrucções para seu uso”.1 Descreve-se, neste texto, o modo composicional dessa cartilha e analisam-se seus aspectos visuais e textuais quanto ao “mé- todo analítico da palavração”, tal como ele se apresenta nesta obra. Ao mesmo tempo, situa-se João Köpke em sua época, fazendo algumas comparações com outras cartilhas publicadas por educadores adeptos do método analítico, dialogando com estudos recentes de pesquisadores da cultura escolar

Abstract

This article discusses variations in the analytical method of literacy by examining the handwritten booklet “‘O Livro de Hilda’- the teaching of reading by using the analytical method”, written by João Köpke and diffused in 1902. The booklet in exam is the original first edition and documents the author’s investment in this literacy method. The analysis shows the particularities of the textual and visual aspects of the booklet in comparison with other similar teaching materials produced at the time in the light of recent findings in the field of school culture.

Keywords Manuscript, João Köpke, analytical method, spelling book.

Remote

Referências

ANDRADE, Maria. Guilhermina. Loureiro de. Primeiro livro de leitura. New York: American Book Company, 1894.

BARRETO, Arnaldo. Cartilha analytica. 32. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1930.

BERNARDES, Vanessa. Cuba. Um estudo sobre a Cartilha Analytica, de Arnaldo de Oliveira Barreto (1869 – 1925). Revista de Iniciação Científica da FFC, Marília- SP, v. 8, n. 1, p. 8-17, 2008.

CARVALHO, Silvia. Ap. Santos de. O ensino da leitura e escrita: o imaginário republicano (1890-1920). 1998. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP.

DORDAL, Ramon Roca. Pedagogia Prática - Métodos de leitura – Cartilha Moderna – Aos Mestres progressistas. Revista de Ensino, São Paulo, n. 2, anno I, p. 213-225, 1902.

FRADE, Isabel. Cristina Alves da Silva. Arnaldo de Oliveira Barreto: um autor entre livros para alfabetizar e para desenvolvimento da leitura. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 6., 2011, São Luís, Maranhão. Texto cedido pela autora.

FRADE, Isabel. Cristina Alves da Silva. Livros para ensinar a ler e a escrever: uma pequena análise da visualidade de livros produzidos no Brasil, em Portugal e na França, entre séculos XIX e XX. In: BRAGANÇA, A. R.; ABREU, Márcia. (Org.). Impresso no Brasil: dois séculos de livros brasileiros. São Paulo: Editora Unesp, 2010. p. 171- 190.

KÖPKE, João. A leitura analytica (1ª. parte - Conferência proferida em 01 de março de 1896). Revista de Ensino, São Paulo, v. 9, n.1, p. 13-16, 1910.

KÖPKE, João. Crítica sobre os trabalhos escolares. Revista de Ensino, São Paulo, anno II, 2, n. 6, p. 589-596, fev. 1904.

KÖPKE, João. Ensino da leitura. Carta aos professores J. de Brito e R. Roca Dordal. Revista de Ensino, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 773-793, 1902a.

KÖPKE, João. Ensino da leitura. Revista de Ensino, São Paulo, n. 6, anno I, p. 1.175- 1.196, fev. 1903.

KÖPKE, João. O Livro de Hilda pelo processo analytico. 1902b. (Manuscrito).

KÖPKE, João. Tres conferencias: Educação Moral e Cívica; A Idea de Patria; O Ensino da Leitura. São Paulo: O Estado. (Secção de Obras), 1916. 115 p.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. João Köpke. In: FÁVERO, M. de L. de A; BRITO, J. de M. (Org.). Dicionário de educadores no Brasil: da colônia aos dias atuais. Rio de Janeiro: UFRJ, 2002.

MORTATTI, Maria Rosário Longo. Os sentidos da alfabetização (São Paulo – 1876/1994).

São Paulo: Editora da Unesp; Brasília: MEC/Inep/Conped, 2000.

PANIZZOLO, Cláudia. João Köpke e a escola republicana: criador de leituras, escritor da modernidade. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC, São Paulo, 2006.

RIBEIRO, Neucinéia Rizzato Um estudo sobre a Leitura Analytica (1896), de João Köpke. 2001. 66f. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista - Unesp, Marília.

SANTOS, Maria Lygia Cardoso Köpke. Lendo com Hilda: João Köpke – 1902. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas – SP, 2013.

VALDEMARIN, Vera Teresa. O método intuitivo: os sentidos como janelas e portas que se abrem para um mundo interpretado. In: SAVIANI, Dermeval et al. O legado educacional do século XX. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.