Apresentação do dossiê Formação docente para a diversidade: dilemas, desafios e perspectivas no diálogo entre Antropologia e Educação

  • Neusa M. Mendes Gusmão Universidade Estadual de Campinas

Resumo

O presente Dossiê coloca em diálogo a Antropologia e seu método no campo educacional. Tal diálogo implica o ter que reconhecer a heterogeneidade do social, com múltiplas experiências, e assumir a teoria e a prática como elementos inseparáveis na construção do conhecimento, marcas do método antropológico diante de sujeitos diversos – da realidade indígena à realidade étnica e cultural presente na sociedade brasileira. Em questão, as Ciências Sociais e, em particular, a Antropologia, diante de campos distintos, com tradições também distintas e elementos em comum, como é o caso da Educação. Nesse sentido, dois autores – Amurabi Oliveira e Rodrigo Rosistolato – apresentam um debate que cobre a tradição antropológica num longo espectro temporal e teórico: do século XIX ao século XXI. Para ambos, ainda hoje, o que há é o desconhecimento da Antropologia e do fazer antropológico no campo educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neusa M. Mendes Gusmão, Universidade Estadual de Campinas
Graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1973), mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1977) e doutorado em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (1990). Pós-doc no Instituto de Ciências Sociais - ICS - da Universidade de Lisboa em 1998 e 2002. Livre-Docente na Área de Antropologia e Educação em 2003, FE/UNICAMP e Titular na Área de Antropologia e Educação, FE/UNICAMP em 2009. Professora titular, MS-6 da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. 

Referências

FERRARI, M. A Antropologia não é ciência? Debate coloca fundamentos da disciplina em cheque. Revista FAPESP, São Paulo, n. 18, p. 78-81, mar. 2011.

ITURRA, R. O pior inimigo da Antropologia é o antropólogo. A Página, Arquivo Vivo, ano 0, n. 1, [s.d.]. Entrevista concedida a Maria José Margarido. Disponível em: http:/ www.apagina.pt. Acesso em: 10 set. 2010.

KUPER, A. Cultura. A visão dos antropólogos. Bauru, SP: EDUSC, 2002.

SILVA, A. L. Uma “antropologia da educação” no Brasil? Reflexões a partir da escolarização indígena. In: SILVA, A. L.; FERREIRA, M. K. L. (Org.). Antropologia, história e educação. A questão indígena na escola. São Paulo: Global, 2001. p. 29-25.

Publicado
2016-01-04
Como Citar
Gusmão, N. M. M. (2016). Apresentação do dossiê Formação docente para a diversidade: dilemas, desafios e perspectivas no diálogo entre Antropologia e Educação. Pro-Posições, 24(2), 17-25. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8642531
Seção
Dossiê