Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer

Autores

  • Alex Barreiro Grupo Interdisciplinar em Sexualidade Humana / Universidade Estadual de Campinas

Resumo

Desenvolvida a partir dos estudos teóricos franceses, comumente denominados “pós-estruturalistas1 ”, a Teoria Queer, elaborada no final dos anos 1980, por intelectuais norte-americanos, ganha notoriedade e relevância social no que se refere aos estudos sobre lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, etc., ao buscar problematizar aquele que está intimamente ligado ao significado de seu termo, ou seja, o esquisito, o estranho, aquele que habita o “entre lugares”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BUTLER, Judith. Meramente cultural. Trad. Alicia de Santos. El Rodaballo.

Buenos Aires, ano 5, n.9, 1998-99.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho – ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 1. ed. 1. reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

MISKOLCI, Richard. Do desvio às diferenças. Teoria & Pesquisa, v. 9, p. 9-41, 2005.

Downloads

Publicado

2016-01-06

Como Citar

BARREIRO, A. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 24, n. 1, p. 269–274, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8642672. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Leituras e Resenhas