Banner Portal
Histórias de leituras: produzindo sentidos sobre Ciência e Tecnologia
Remote

Palavras-chave

Educação em ciência e tecnologia. Formação de professores. Leitura

Como Citar

CASSIANI, Suzani; LINSINGEN, Irlan; GIRALDI, Patricia Montanari. Histórias de leituras: produzindo sentidos sobre Ciência e Tecnologia. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 22, n. 1, p. 59–70, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643279. Acesso em: 23 maio. 2024.

Resumo

A preocupação com o funcionamento da linguagem na educação científica e tecnológica tem-nos levado a percorrer caminhos que procuram desfazer a ilusão da transparência da linguagem. Trazemos uma reflexão sobre as atividades desenvolvidas no âmbito de uma disciplina na qual privilegiamos discussões sobre a noção de discurso e aprofundamentos acerca dos sentidos construídos sobre as relações entre ciência, tecnologia e sociedade (CTS). Entendemos que esses discursos não apenas comunicam sobre tais conteúdos, mas que aquilo que se fala e como se fala da/sobre ciência e tecnologia produz efeitos de sentidos. Além disso, compreendemos que aquilo que não é dito também contribui para a produção de sentidos. Dessa forma, enfatizamos o trabalho com as histórias de leituras de estudantes como uma forma pertinente de abordar a heterogeneidade de formações discursivas, estas pautadas em experiências, conhecimentos e expectativas, construídos ao longo de suas vidas, culminando em diferentes entendimentos sobre ciência e tecnologia.

Abstract:

The concern with the functioning of language in science and technology education has led us to ways that question the illusion of language transparency. In this work we present a reflection on the activities developed within a discipline in which we prioritize discussions on the concept of discourse and on meanings about Science, Technology and Society (STS) relations. We understand that these discourses do not only communicate about such content, but also what and how is spoken about science and technology produces effects of meaning. Moreover, we understand that what is not said also contributes to meaning build up. In this regard, we emphasize the work with the stories of students’ readings as an adequate way to understand the heterogeneity of discursive formations based on experiences, knowledge and experients build along their lives, , culminating in different understandings about science and technology.

Key words: Science and technolog. Education. Teacher education reading

Remote

Referências

ALMEIDA, M. J. P. M. Discursos da ciência e da escola: ideologias e leituras possíveis. Campinas: Mercado de Letras, 2004.

ATKINSON, D. Scientific discourse in sociohistorical context. Philosophical transactions of the Royal Society of London, 1675-1975. Mahwah, New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, Publishers, 1999.

AUTHIER-REVUZ, J. et al. Palavras incertas: as não-coincidências do dizer. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1998.

CASSIANI DE SOUZA, S. C.; ALMEIDA, M. J. P. M. Leituras na mediação escolar em aulas de Ciências: a fotossíntese em textos originais de cientistas. Pro-Posições — FE/Unicamp, v. 12, n. 1 (34), p. 110-125, 2001.

CASSIANI DE SOUZA, S. C.; NASCIMENTO, T. G. Um diálogo com as histórias de leituras de futuros professores de ciências. Pro-Posições — FE/Unicamp, v. 17, p. 105-136, 2006.

DAGNINO, R. Neutralidade da ciência e determinismo tecnológico: um debate sobre a tecnociência. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2008.

FLOR, C.; CASSIANI DE SOUZA, S. Condições de produção de leituras de estudantes em aulas de química no ensino médio. In: CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACION EM DIDACTICA DE LAS CIENCIAS, 7., 2009, Barcelona. Atas...

FREIRE, A. M. A. Paulo Freire: uma história de vida. Indaiatuba: Villa das Letras, 2006.

LINSINGEN, I. von. A educação tecnológica numa perspectiva CTS: convergências curriculares. Revista de Ensino de Engenharia – ABENGE, Brasília, v. 22, n. 2, p. 21-30, 2003.

LINSINGEN, I. von. Perspectiva educacional CTS: aspectos de um campo em consolidação na América Latina. Ciência & Ensino — Unicamp, Campinas, v. 1, p. 1-16, 2007. Disponível em: <http://www.ige.unicamp.br/ojs/index.php/cienciaeensino/article/view/150/108>. Acesso em: março de 2010.

LINSINGEN, I. von; CASSIANI de SOUZA; PEREIRA, P. Repensando a formação de professores de ciências numa perspectiva CTS: algumas intervenções. In: CONGRESSO ARGENTINO DE ESTUDOS SOCIAIS DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA, 1., 2007, Buenos Aires.

MARQUES, L. R. Democracia radical e democracia participativa: contribuições teóricas à análise da democracia na educação. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 29, n. 102, p. 55-78, jan./abr., 2008. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br>. Acesso em: junho de 2009.

NASCIMENTO, T. G.; VON LINSINGEN, I. Articulações entre o enfoque CTS e a pedagogia de Paulo Freire como base para o Ensino de Ciências. In: Revista Convergencia,Toluca, v. 13, p. 95-116, 2006.

ORLANDI, E. P. A linguagem e seu funcionamento. Campinas: Pontes, 1996.

ORLANDI, E. P. Colonização, globalização, tradução e autoria científica. In: GUIMARÃES, E. (Org.). Produção e circulação do conhecimento. Política, ciência, divulgação. Campinas, SP: Pontes, 2003. v. 2.

SILVA, H. C.; BAENA, C. R.; BAENA, J. R. O dado empírico de linguagem na perspectiva da análise de discurso francesa: um exemplo sobre as relações discursivas entre ciência, cotidiano e leitura. Ciência e Educação — UNESP, Bauru, v. 12, p. 347-364, 2006.

SOUZA, O.; BOHN, H. Escrita e cidadania. Florianópolis: Insular, 2003.

SUTTON, C. Los professores de ciencias como professores de lenguaje. Enseñanza de las Ciências, v. 21, n. 1. p. 21-25, 2003.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.