Banner Portal
Apresentação Nove teses sobre a “infância como um fenômeno social” Jens Qvortrup
Remote

Palavras-chave

Infância. Sociedade. Estrutura social. Pesquisa. Sociologia

Como Citar

NASCIMENTO, Maria Letícia. Apresentação Nove teses sobre a “infância como um fenômeno social” Jens Qvortrup. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 22, n. 1, p. 199–211, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643291. Acesso em: 23 maio. 2024.

Resumo

O artigo apresenta teses que sustentam que as crianças são parte da sociedade e do mundo e que é possível e necessário conectar a infância às forças estruturais maiores, ampliando as condições para a pesquisa sociológica dessa categoria social. Argumenta, a partir de eventos e estudos que tendem a excluir as crianças de suas análises, que o foco no desenvolvimento infantil e na socialização tradicional dificultou o reconhecimento da infância como fenômeno social. Como conclusão, indica a necessidade de uma abordagem interdisciplinar para estabelecer relações entre a infância, como categoria, e as crianças, em suas vivências cotidianas; e para prover um quadro positivo ou negativo das condições de vida das crianças em geral, com vistas a compreendê-las como cidadãs.

Abstract

The article presents theses that claim that children are a part of society and the world and that it is possible and necessary to connect childhood with major structural forces, expanding the conditions for sociological research of this social category. There is an argumentation, from events and studies that excluded children from their analysis, that the traditional focus on child development and socialization has hindered childhood’s recognition as a social phenomenon. To conclude, the text indicates the need for an interdisciplinary approach to establish relationships between childhood as a category and the children in their everyday experiences, in order to understand children as citizens.

Key words: Childhood. Society. Social structure. Research. Sociology

Remote

Referências

BRADSHAW, Y. W.; NOONAN, R.; GASH, L.; BUCHMANN SERSHEN, C. Borrowing against the future – children and the Third World indebtedness. Social Forces. University of North Carolina Press, v. 71, n. 3, p. 629-656, mar. 1993.

DUMON, W. (Ed.). Families and policies. EC-Observatory-Report on National Family Policies. Bruxelas: EC, 1990.

KAUFMANN, F-X. Zukunft der Familie. München: Beck, 1990.

LUHMAN, N. Das Kind als Medium der Erziehung. Zeitschrift für Pädagogik. Ulm, Deutschland, v. 37, n. 1, p. 19-40, 1991.

WARTOFSKI, M. The child’s construction of the world and world’s construction of the child: From historical Epistemology to historical Psychology. In: KESSEL, F. S.; SIEGEL, A. W. (Ed.) The child and other cultural invenctions. New York: Praeger, 1981.

WIRTH, L. The problem of minority groups. In: LINTON, R. (Ed.). The science of main in the world crisis. New York: Columbia University Press, 1945.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.