Poesia e infância: o corpo em viva voz

Autores

  • Ângela Fronckowiak Universidade de Santa Cruz do Sul

Palavras-chave:

Infância. Experiência poética. Educação infantil. Poesia. Literatura

Resumo

Neste artigo busco problematizar a possibilidade desafiadora, colocada à escola da infância, de perceber o vínculo da leitura de poemas com sua potência enquanto experiência poética que pode ser conquistada em viva voz por um corpo que sente. No momento em que, no cenário educacional brasileiro, discute-se o currículo das escolas de Educação Infantil, o texto defende, a partir dos aportes teóricos da imaginação criadora em Gaston Bachelard; da pedagogia poética em Georges Jean; da performance vocal em Paul Zumthor; e da experiência em Walter Benjamin, a abordagem da literatura não como área do conhecimento ou campo disciplinar, mas como linguagem que emerge da corporeidade.

Abstract:

This article seeks to discuss the challenging possibility, placed to the childhood school, of perceiving the bond of the poems reading with its strength as a poetic experience that can be conquered in live voice by a body that feels. At the moment in which, at the Brazilian educational scenario, the organization of the elementary schools curriculum has been discussed, the text defends, based onthe theoretical framework of Gaston Bachelard’s creative imagination; on the poetic pedagogy in Georges Jean; on Paul Zumthor’s vocal performance and on Walter Benjamin’s experience, the approach to literature not as a knowledge area or a subject matter, but as language that emerges from corporeality.

Key words: Childhood. Poetic experience. Childhood education. Poetry. Literature

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângela Fronckowiak, Universidade de Santa Cruz do Sul

Possui graduação em Letras pela UFRGS (1994), mestrado em Teoria da Literatura pela PUCRS (1997) e doutorado em Educação (2013) pela Faculdade de Educação/UFRGS. É professora assistente da Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC desde 1997, ministrando, nos cursos de Letras e Pedagogia, as disciplinas de Literatura Infantil e Infantojuvenil. Atua principalmente nos seguintes temas: literatura, infância, experiência poética, leitura, letramento, vocalização poética.

Referências

AGUIAR, V. T. de. O verbal e o não verbal. São Paulo: Unesp, 2004.

AGUIAR, V. T. (Coord.) Era uma vez... na escola: formando educadores para formar leitores. Belo Horizonte: Formato, 2001.

AGUIAR, V. T. de; BORDINI, M. G. Literatura – a formação do leitor: alternativas metodológicas. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.

BACHELARD, G. A poética do devaneio. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

BACHELARD, G. O ar e os sonhos: ensaio sobre a imaginação do movimento. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

BACHELARD, G. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BARBOSA, M. C. Práticas cotidianas na educação infantil – bases para a reflexão sobre as orientações curriculares. Brasília: Ministério da Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/relat_seb_ praticas_cotidianas.pdf. Acesso em: 4 ago. 2010.

BARROS, M. de. Livro sobre nada. Rio de Janeiro: Record, 1997.

BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985. (Obras escolhidas, v.1).

BENJAMIN, W. Rua de mão única. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987. (Obras escolhidas, v. 2).

BOJUNGA, L. Livro, um encontro com Lygia Bojunga. 4. ed. Rio de Janeiro: Agir, 1998.

BORDINI, M. G. Poesia infantil. 2. ed. São Paulo: Ática, 1991.

CAPPARELLI, S. Tigres no quintal. Porto Alegre: Kuarup, 1989.

FOERSTER, H. von. Visão e conhecimento: disfunções de segunda ordem. In: SCHNITMAN, D. F. (Org.). Novos paradigmas, cultura e subjetividade. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996, p. 59-74.

P JEAN, G. Na escola da poesia. Lisboa: Instituto Piaget, [199-].

KRAMER, S. Leitura e escrita como experiência – seu papel na formação de sujeitos sociais. Presença Pedagógica. v. 6, n. 31, jan./fev. 2000. Disponível em: http://www. presencapedagogica.com.br/capa6/artigos/31.pdf . Acesso em: 10 maio 2010.

LAJOLO, M. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática, 1993.

LAROSSA, J. La experiencia de la lectura: estudios sobre literatura y formación. Barcelona: Laertes, 1996.

LAROSSA, J. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Tradução João Wanderley Geraldi. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, jan./fev./mar./abr. 2002.

LAROSSA, J. Linguagem e educação depois de Babel. Tradução Cynthia Farina. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MEIRELES, C. Problemas da literatura infantil. 2. ed. São Paulo: Summus, 1979.

MELO, V. de. Folclore infantil. Rio de Janeiro: Cátedra, Brasília: INL, 1981.

NÓBREGA, T. P. da. Qual o lugar do corpo na educação? Notas sobre conhecimento, processos cognitivos e currículo. Educação & Sociedade. Campinas, v. 26, n. 91, p. 599- 615, maio/ago. 2005.

PALMER, R. Hermenêutica. Lisboa: Edições 70, 1989.

PAULINO, G. et al. Tipos de textos, modos de leitura: Belo Horizonte: Formato, 2001.

PERROTTI, E. Confinamento cultural, infância e leitura. São Paulo: Summus, 1990.

PONDÉ, G. M. F. Poesia para crianças: a mágica da eterna infância. Tigre Albino. v. 2, n. 2, mar. 2009. ISSN 1982-9434. Disponível em: http://www.tigrealbino.com.br/texto.

Acesso em: 15 maio 2010.

POUND, E. A arte da poesia: ensaios escolhidos. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 1988.

POUND, E. Abc da literatura. São Paulo: Cultrix, [198-].

RICHTER, S.; FRONCKOWIAK, A. Alfabetização, letramento e experiência poética: a seriedade da alegria. In: FERREIRA, V. S. (Org.). Infância e linguagem escrita: práticas docentes. Itajaí: Universidade do Vale do Itajaí, 2007.

SOARES, M. A escolarização da leitura infantil e juvenil. In: BRANDÃO, M. B.; EVANGELISTA, A. A. M.; MACHADO, M. Z. V. (Org.) A escolarização da leitura literária: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SOARES, M. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação, n. 25, p. 5-17, jan./fev./mar./abr. 2004.

TREVISAN, A. A poesia: uma iniciação à leitura poética. 2. ed. Porto Alegre: Secretaria Municipal da Educação, Secretaria Municipal da Cultura, Uniprom, 2001.

ZILBE ZILBERMAN, R.; CADEMARTORI, L. Literatura infantil: autoritarismo e emancipação. São Paulo: Ática, 1982.

ZUMTHOR, P. A letra e a voz: a literatura medieval. Companhia das Letras, 1993.

ZUMTHOR, P. Performance, recepção, leitura. São Paulo: Cosac Naify, 2007RMAN, R. A literatura infantil na escola. 2. ed. São Paulo: Global, 1982

Downloads

Publicado

2016-02-12

Como Citar

FRONCKOWIAK, Ângela. Poesia e infância: o corpo em viva voz. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 93–107, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643336. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê