Banner Portal
Pensar sem pressupostos: condição para problematizar o ensino da filosofia
PDF

Palavras-chave

Ensino da filosofia. Filosofia francesa contemporânea. Filosofia da diferença. Gilles Deleuze

Como Citar

GELAMO, Rodrigo Pelloso. Pensar sem pressupostos: condição para problematizar o ensino da filosofia. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 19, n. 3, p. 161–174, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643459. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

Nossa proposta para este artigo é indicar, a partir da análise de alguns textos de Deleuze e Guattari, uma forma de escapar do modo tradicional de fazer filosofia, chamado pelos referidos autores de “modo maior”. Nossa intenção é pensar uma possibilidade de problematização do ensino da filosofia que não se vincule às linhas majoritárias de pensamento filosófico ou educacional. Nesse sentido, mapearemos os pressupostos que a filosofia utiliza para começar a pensar filosoficamente e para enunciar seu discurso. Para isso, fundamentaremos nossa proposta na obra Diferença e repetição, de Gilles Deleuze (1968), especialmente no capítulo em que ele desenvolve as questões sobre a “imagem do pensamento”.

Abstract:

Our proposal for this paper is to indicate, through the analysis of some of Deleuze’s and Guattari’s texts, an alternative to escape from the “traditional” way of doing philosophy, which these authors call a major mode. Our intention is to think of a possibility of questioning the teaching of philosophy that is not related to the majority trends of philosophical or educational thoughts. Thus, we will develop a study of the presuppositions used in philosophy to start thinking philosophically and to enunciate its speech. In order to do that, we will base our proposal on the book Difference and repetition, by Gilles Deleuze (1968), especially on the chapter in which he develops the issues concerning the images of thought.

Key words: Philosophy teaching. Contemporary French philosophy. Philosophy of difference. Gilles Deleuze

PDF

Referências

CARDOSO JR., Hélio Rebello. Pragmática menor: Deleuze, imanência e empirismo. 2006. (Livre docência). Universidade Estadual Paulista (Unesp). Campus de Assis.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992; Pourparlers. Paris: Minuit, 1990.

______. Différence et répétition. Paris: PUF, 1968.

______. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1988b.

______. Proust e os signos. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1987.

DELEUZE, Gilles; GUATARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995a. v. 1.

______. Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995b. v. 2.

______. Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996. v. 3.

______. Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1997a. v. 4.

______. Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1997b. v. 5.

______. Félix. O que é a Filosofia? 2. ed. Rio de Janeiro: Editora 34, 1997.

DESCARTES, René. Obra escolhida. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Discurso sobre educação. Lisboa: Edições Colibri, 1994.

______. Escritos pedagógicos. México: Fondo de Cultura Econômica, 1991.

HORN, Geraldo Balduino. Do ensino da filosofia à filosofia do ensino: contraposições entre Kant e Hegel. In: http://www.anped.org.br/reunioes/26/trabalhos/geraldobalduinohorn.rtf Acesso em: 10/dez./2006.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. Lisboa: Fundação Kalouste Gulbenkian, 1989.

______. Idéia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. São Paulo: Brasiliense, 1986.

______. O conflito das faculdades. Lisboa: Edições 70, 1993.

______. Que é o esclarecimento? (Aufkalärung). In: CARNEIRO LEÃO, E. (org). Immanuel Kant: textos seletos. Petrópolis: Vozes, 1985.

______. Sobre a pedagogia. Piracicaba: Editora da Unimep, 1996.

KOHAN, Walter Omar. Infância. Entre filosofia e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

NIETZSCHE, Friedrich. Além do bem e do mal. São Paulo: Companhia de Bolso, 2005.

______. Genealogia da moral: uma polêmica. São Paulo: Companhia das Letras. 1998.

NOVELLI, Pedro Geraldo Aparecido. O ensino da filosofia segundo Hegel: contribuições para a atualidade. Trans/Form/Ação, Marília, v. 28, n. 2, 2005. Disponível em: . Acesso em: 12 mar 2007. Pré-publicação. doi: 10.1590/S0101- 31732005000200009 PAGNI, Pedro Angelo. O ensino da filosofia nas obras de Kant, de Hegel e de Nietzsche: uma breve análise histórico-filosófica. In: Reflexão e Ação Revista do Departamento de Educação.

UNISC, Santa Cruz do Sul. v.10, n.2, p. 111-135, jul./dez. 2002.

Proposições utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.