Arquivos escolares e pesquisa histórica:fontes para o estudo da educação brasileira

Autores

  • Carmen Sylvia Vidigal Moraes Universidade de São Paulo
  • Iornar Barbosa Zaia Universidade de São Paulo
  • Maria Cristina Vendrameto Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

História da educação. Ensino técnico. Memória institucionaI. Arquivos escolares. Fontes e práticas pedagógicas

Resumo

O artigo apresenta os procedimentos e os resultados de pesquisa realizada entre 1998 e 2003, com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo/FAPESP. O projeto consistiu na instalação de Centros de Memória em oito escolas técnicas estaduais - com acervo documental organizado, banco de dados informatizados, espaço para exposição de fotos e de objetos museológicos, salas de consulta e pesquisa - e a viabilização de acesso pÚblico aos seus documentos textuais, iconográficos, museológicos, às entrevistas/depoimentos de ex-alunos, ex-professores e funcionários. O trabalho de organização das fontes provenientes dos diferentes conjuntos documentais das escolas técnicas fi)irealizado com o envolvimento de alunos, professores, funcionários e população local, promovendo o contato desses agentes sociais com questões referentes à preservação da memória institucional e o desenvolvimento de ações de preservação do patrimônio histórico e cultural. Nesta direção, o texto a ser apresentado apresenta dupla perspectiva: relatar o processo de desenvolvimento da pesquisa e seus resultados pedagógicos, assim como indicar a relevância das fontes instirucionais para o estudo da educação brasileira e a renovação da pesquisa histórica.

Abstract: This article presents the procedures and results of a research carried Ollt between 19')8 and 2003, with the financial support from Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo/FAPESP (São Paulo Research Support Foundation/FAPESP). The project involved the installation of Memory Centers in 8 technical public schools with organized documental heaps, computarized databases, exhibition spaces for museum objects and photos, research and reference rooms, and the viabiliry of public access for textual, iconographic and museum documents and also iterviews and declarations from former teachers, stUdents and employees. The organization ofsources from the different document sets frum the technical schools was done with the involvement of stUdents, teachers, employees and local population, fostering the contact betWeen these social agents and issues related to institUtional memory preservation and the development of cultural and historical patrimony preservation acrions. Thus, this rext presents a double perspective: to reporr the research development process and its pedagogical results, and also ro indicate the imporrance of the institutional sources to the study of Brazilian education and the renovarion of history research.

Key words: History of education. Technical teaching. InstitUtional memory. School files. Sources and pedagogical practices

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Sylvia Vidigal Moraes, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Psicologia [Licenciatura e Bacharelado] pela Universidade de São Paulo (1973), mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (1978) e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1990). Atualmente é professor associado, ref. ms-5 da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação e Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: educação , educação do trabalhador, história da educação, educação profissional e políticas públicas.

Iornar Barbosa Zaia, Universidade de São Paulo

Possui graduação (bacharelado e licenciatura) em História pela Universidade de São Paulo (FFLCHUSP- 2000), mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (FEUSP/FAPESP- 2003), doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (FEUSP/CNPq- 2010) e pós doutorado em Educação (FEUSP/FAPESP-2013). É especialista em educação patrimonial, com formação em arquivos pelo Instituto de Estudos Brasileiros (IEBUSP- 2001).

Maria Cristina Vendrameto, Universidade de São Paulo

Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (2001) e mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (2005), doutorado em andamento na Pontificial Universidade Catabólica de São Paulo - PUC/SP. Foi coordenador pedagógico curso Logística e Transporte até 2012 e professor titular na FATEC CARAPICUÍBA Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza . Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Historia e Historiografia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: fontes documentais, arquivologia, história da educação, educação profissional e memória. Pesquisa atualmente áreas de Políticas Públicas, Sociologia do Trabalho, Economia, Formação Tecnológica.

Referências

ANUÁRIODO ENSINO DO ESTADODE SÃO PAULO. Diretoria Geralda Instrução. Governo do Estado de São Paulo,s/d e anos 1891 e 1917.

ASPECTOS DAS EXPOSIÇ6ES de Trabalhos realizadas na Escola Carlos de Campos. Jornal O Estado de S. Paulo, 23/11/1938.

CHARTIER, Anne-Marie. Fazeres Ordinários da classe: uma aposta para a pesquisa e para a formação. Educação e Pesquisa. Revista da Faculdade de Educação da USP. São Paulo: FEUSP, v.26. n.2, jul./dez. 2000.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. A legislação escolar como fome para a História da Educação: uma tentativa de imerpretação. In: FARIA FILHO, Luciano (org.). Educação, Modenzidade e Civilização. Belo Horizonre: Autênrica, 1998.

MORAES, Carmen Sylvia Vidigal. A Socializaçãodaforça-de-trabalho: instruçãopopular e qualificaçãoprofissional no Estado de São Paulo - 1873 aI 934. Bragança Paulista: EDUSF, 2003.

MORAES, Carmen SylviaVidigal. Insrrução Popular e Ensino Profissional: uma perspectiva histórica. In: VIDAL, Diana G.; HISLDORF, Maria Lúcia S. (orgs.). Tópicosem História da Educação. São Paulo: EDUSP, 2001.

MORAES, Carmen Sylvia Vidigal; ALVES, Júlia Falivene (orgs). /nventdrio de Fontes DoCltmentais. Contribuição à Pesquisasobre o Ensino Técnico no Estado de São Paulo. São Paulo: Cenrro "Paula Souza" e Imprensa Oficial do Estado, 2002.

NUNES, C/arice. O Processo de Elaboração do Guia: Merodologia e Diagnóstico dos Acervos Arquivísticos e Bibliográficos. In: NUNES, Clarice (coord.). Guia Preliminar de Fontespara a História da Educação Brasileira. Brasília: INEP, 1992.

NUNES, Clarice. Pesquisa Histórica: um desafio. CadernosANPED - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Direrrizes e Basesda Educação: o nacional e o rc::gionalna história da educação brasileira. Nova Fase, n. 2, 1989.

NUNES, Clarice;CARVALHO,Marta M. Chagasde.HistoriografiadaEducaçãoeFontes.

ANPED, 15' Reunião Anual. Caxambu, MG, 1992.

RIBEIRO, Marcus Vinício Toledo. Os Arquivos das Escolas. In: NUNES, Clarice (coord.). Guia Preliminar de Fontespara a História da Educação Brasileira. Brasília: INEp, 1992.

VIDAL, Diana G.; ZAIA, Iomar Barbosa. De arquivo morto a permanenre: o arquivo escolar e a consrrução da cidadania. In: MO RAES, Carmen SylviaV.;ALVES,Julia Falivene (orgs.). /nventdrio de FontesDoCltmentais. Contribuição li PesquisasobreoEnsino Técnico no Estadode São Paulo. São Paulo: Cenrro "Paula Souza" e Imprensa Oficial do Estado, 2002

Downloads

Publicado

2016-03-01

Como Citar

MORAES, C. S. V.; ZAIA, I. B.; VENDRAMETO, M. C. Arquivos escolares e pesquisa histórica:fontes para o estudo da educação brasileira. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 16, n. 1, p. 117–133, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643758. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê