Interdisciplinaridade e Matemática

Autores

  • Nílson José Machado Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Interdisciplinaridade. Abordagem interdisciplinar. Transdisciplinaridade. Interdisciplinaridade Matemática. Matemática

Resumo

Em tempos recentes, inesumo terdisciplinaridade tem sido uma palavra-chave na discussão da forma de organização do trabalho escolar ou acadêmico. Existem, no entanto, dificuldades renitentes que explicam em' parte resultados tão pouco expressivos na ação docente. No texto, são examinados alguns desses obstáculos, destacando-se a desconsideração sobre o fato de que toda organização disciplinar é resultante de uma reflexão mais abrangente, de natureza epistemológica, no interior de uma sistematização filosófica que prefigura, em grandes linhas, o tom e a cor de cada componente curricular. O lugar de destaque que ocupa em todas as sistematizações desse tipo confere à Matemática uma importância espe- cial no tratamento do tema.

Abstract

The interdiSClplinaryapproach has been constantly presented as a desirable pattem in the discussion of academic research or school organization. However, there are persistent difficulties which can partially explain such inexpressive results in the teachingpractice. In this paper some ofthese obstades are examined, especially the fact sometimes forgotten that all disciplinary organization results from a philosophical system, and this generally determines the main characteristics of the curricular components. The relevant place occupied by mathematics in every philosophical system suggests that this discipline has an important role to play in discussing the interdisciplinary approach.

Descriptors: Interdisciplinary approach, interdisciplinarity, transdisciplinary approach, interdisciplinarity.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nílson José Machado, Universidade de São Paulo

Leciona na Universidade de São Paulo desde 1972, inicialmente no Instituto de Matemática e Estatística, e posteriormente, a partir de 1984, na Faculdade de Educação. É graduado em Matemática pela Universidade de São Paulo, mestre em História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1981), doutor em Filosofia da Educação pela Universidade de São Paulo (1989) e Livre-Docente na área de Epistemologia e Didática, na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (1994). No biênio 1993-1994, foi Professor Visitante no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, no Programa Educação para a Cidadania. 

Referências

BARTHES, R. o Rumor da L(ngua. São Paulo, Brasiliense, 1988.

CARVALHO,AD. Epistemologia das Ciências da Educação. Porto, Afrontamento, 1976.

COMTE, A Discurso sobre o Esp(rito Positivo. Porto Alegre, Globo/EDUSP, 1976.

DESCARTES, R. Discurso sobre o Método. São Paulo, Hemus, 1978.

GUSDORF, G. Para uma pesquisa interdisciplinar. In: Diógenes Antologia, Brasília, Editora da UnB, 1984, v. 7.

PIAGET, J. lntroducción a Ia Epistemolog(a Genética. Buenos Aires, Paidós, 1978, 3 v.

PIATELLI-PALMARINI, M. Teorias da Linguagem/Teorias da Aprendizagem. São Paulo, Cultrix/EDUSP, 1983.

SERRES, M. A Comunicação. Porto, Rés, s.d.

Downloads

Publicado

2016-10-10

Como Citar

MACHADO, N. J. Interdisciplinaridade e Matemática. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 4, n. 1, p. 24–34, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8644380. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos