O Pibid e a licenciatura

veredas de uma mesma formação

Autores

Palavras-chave:

Formação de professores, Estágio, Pibid, Práxis

Resumo

Este trabalho é resultado de pesquisa que teve como objetivo compreender o modo de constituição e funcionamento do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), em especial a formação de futuros professores promovida em quatro subprojetos do programa vinculados a licenciaturas de ciências, ciências biológicas, física e química de uma universidade pública, e discutir as contribuições, contradições e limites do programa para a formação de professores e para o currículo da licenciatura, enfocando o estágio supervisionado, locus formal de formação de todos os futuros professores. Os sujeitos entrevistados destacam a potencialidade do trabalho conjunto entre escola e universidade para a formação de professores, em que o encontro pedagogicamente guiado entre pessoas de diferentes contextos é capaz de produzir importantes experiências formativas. Todavia, não obstante o Pibid seja reconhecido por seus aspectos positivos, tal construção é possível sobretudo com a caracterização negativa dos cursos de formação inicial de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Itikawa Gimenes, Rede Municipal de Educação de São Paulo

Doutorado em Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade de São Paulo. Professora da Rede Municipal de Educação de São Paulo – SME-SP (São Paulo, SP, Brasil).

Referências

Bourdieu, P. (dir.) (2011). A miséria do mundo, 8a ed. (M. S. S. Azevedo et al., Trad.) Petrópolis: Vozes, 2011. (Obra original publicada em 1993).

Contreras, J. (2002). Aautonomia de professores (S. T. Valenzuela, Trad.). São Paulo: Cortez. (Obra original publicada em 1997).

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (2010). Decreto nº 7.219, de 24 de junho de 2010. (2010). Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – Pibid e dá outras providências. Brasília, 2010.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (2013). Portaria nº 096, de 18 de julho de 2013 Aperfeiçoa e atualizar as normas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência. Brasília. 2013.

Freitas, H. C. L. (2007). A (nova) política de formação de professores: a prioridade postergada. Educação & Sociedade, 28(100), 1203-1230.

Gramsci, A. (1999). Cadernos do cárcere (Vol. 1, C. N. Coutinho, Trad.). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013 (2013). Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Brasília. 2013. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12796.htm

Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014 (2014). Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília. 2014. Recuperado em 15 março, 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm

Lima, M. S. L. (2012, julho). A prática de ensino, o estágio supervisionado, e o Pibid: perspectivas e diretrizes para os cursos de licenciatura. Anais do Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, Livro 2, Araraquara: Junqueira, Campinas, SP, BRA, 16.

Lima, M. S. L. (2008). Reflexões sobre o Estágio/Prática de Ensino na formação de professores . Diálogo Educacional, 8(23), 195-205.

Marin, A. J. (2015). Ações políticas de formação inicial de professores – manutenção de desigualdades. In E. Pietri, V. M. Santos, M. C. Utsumi, & C. V. A. Galian (Org.) A cooperação universidade-escola para a formação inicial de professores: O Pibid na Universidade de São Paulo (2011-2014) São Paulo: Livraria da Física.

Netto, J. P. (2011). Introdução ao estudo do método de Marx São Paulo: Expressão Popular.

Montandon, M. I. (2012). Políticas públicas para a formação de professores no Brasil: os programas Pibid e Prodocência. Revista da ABEM, 20(28), 47-60.

Pietri, E., & Santos, V. M. (2015). Apresentação. In E. Pietri, V. M. Santos, M. C. Utsumi; & C. V. A. Galian (Orgs.) A cooperação universidade-escola para a formação inicial de professores: O Pibid na Universidade de São Paulo (2011-2014) São Paulo: Livraria da Física.

Pimenta, S. G., & Lima, M. S. L. (2004) Estágio e docência São Paulo: Cortez.

Schmied-Kowarzik, W. (1988). Pedagogia dialética: de Aristóteles a Paulo Freire (2. ed.). (W. L. Maar, Trad.). São Paulo: Brasiliense. (Obra original publicada em 1974).

Vázquez, A. S. (2011). Filosofia da práxis, 2. ed. (M. E. Moya, Trad.). Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociles – Clacso: São Paulo: Expressão Popular. (Obra original publicada em 1967).

Downloads

Publicado

2021-08-30

Como Citar

GIMENES, C. I. . O Pibid e a licenciatura: veredas de uma mesma formação. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 32, p. e20180096, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8666795. Acesso em: 25 out. 2021.