Banner Portal
Maurice Tardif - trajetória de um pesquisador
REMOTO

Palavras-chave

Saberes docentes
Formação de professores
Profissionalização do ensino

Como Citar

SOUZA NETO, Samuel de; AYOUB, Eliana. Maurice Tardif - trajetória de um pesquisador: entre profissionalização do ensino, pensamento crítico e riscos contemporâneos. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 32, p. e20200145, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8666817. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

Este texto apresenta a trajetória acadêmica do professor, intelectual e pesquisador Maurice Tardif, da Université de Montréal (Universidade de Montreal) no Canadá, por meio da realização de uma entrevista, realizada por Samuel de Souza Neto e Eliana Ayoub em maio de 2017. Maurice Tardif vem dedicando suas reflexões e pesquisas a temáticas educacionais relacionadas aos saberes docentes, à formação profissional, à divisão do trabalho na escola, bem como à inserção profissional e às profissões do ensino no contexto escolar. Ele discute a profissionalização do ensino, questionando o fato desse processo não emergir dos professores, mas de induções do estado ou de movimentos de valorização do magistério, desafiando os professores a lutarem pela sua própria identidade profissional. Além da criação de centros de pesquisa, como o Centre de Recherche Interuniversitaire sur la Formation et la Profession Enseignante (Crifpe – Centro de Pesquisa Interuniversitário sobre a Formação e a Profissão Docente), o que se observa é o nascimento de uma escola de pensamento, a Escola Quebequense sobre a Formação e a Profissão Docente.

REMOTO

Referências

Borges, C., & Tardif, M. (2001). (Orgs.). Dossiê: os saberes dos docentes e sua formação. Educação & Sociedade, 22(74). Recuperado de: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=0101-733020010001

Hobold, M. S. (2004). Saberes docentes e formação profissional. Contrapontos, 4(2), 407-410. Recuperado de: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/791/636

Souza Neto, S. (2014). Le Crifpe, un centre de recherche, une école de pensée: “l´École québécoise sur la formation et la profession d’enseignant”. Formation et Profession, 22(2), 82-89. Recuperado de: https://formation-profession.org/files/numeros/8/v22_n02_a42.pdf

Tardif, M. (2000). Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas conseqüências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, (13), 5-24. Recuperado de: http://anped.tempsite.ws/novo_portal/rbe/rbedigital/RBDE13/RBDE13_05_MAURICE_TARDIF.pdf

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional Petrópolis: Vozes.

Tardif, M. (2013). A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para a frente, três para trás. Educação & Sociedade, 34(123), 551-571. Recuperado de: https://doi.org/10.1590/S0101-73302013000200013

Tardif, M. (2020, 1 de julho). Pénurie d’enseignants: raccourcir la formation est-il la solution ? La Presse Recuperado de: https://www.lapresse.ca/debats/opinions/2020-07-01/penurie-d-enseignants-raccourcir-la-formation-est-il-la-bonne-solution.php

Tardif, M., & Lessard, C. (2005). O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas Petrópolis: Vozes.

Tardif, M., Lessard, C., & Lahaye, L. (1991). Os professores face ao saber: esboço de uma problemática do saber docente. Teoria & Educação, (4), 215-233.

Tardif, M., & Raymond, D. (2000). Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade, 21(73), 209-244.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Samuel de Souza Neto, Eliana Ayoub

Downloads

Não há dados estatísticos.