Banner Portal
Educação patrimonial em espaços formais e informais no município de Santa Vitória do Palmar, RS, Brasil
PDF

Palavras-chave

Educação
Licenciamento
Patrimônio cultural
Campos Neutrais

Como Citar

CAMPOS, Juliano Bitencourt; TEIXEIRA, Claudia Adriana Rocha; OLIVEIRA, Osvaldo André; ZOCCHE, Jairo José; ZOCCHE, Caroline Magagnin; DAGOSTIM , Silvia Aline Pereira; PESTANA, Marlon Borges; MOTTIN , Viviane. Educação patrimonial em espaços formais e informais no município de Santa Vitória do Palmar, RS, Brasil. Revista Arqueologia Pública, Campinas, SP, v. 13, n. 2, p. 41–62, 2019. DOI: 10.20396/rap.v13i2.8655997. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8655997. Acesso em: 23 jun. 2024.

Resumo

O artigo se propõe a apresentar as experiências educativas relacionadas às atividades do Programa de Educação Patrimonial e Ambiental em espaços formais e informais de educação, vinculado ao projeto de implantação de um complexo eólico de energia, no município de Santa Vitória do Palmar, RS, Brasil. O projeto contemplou o desenvolvimento de atividades no espaço da sala de aula propiciando a interação entre educandos, educadores, comunidade e pesquisadores. Neste ambiente foi trabalhado um embasamento teórico sobre o conceito de Educação Patrimonial, assim como Patrimônio Cultural e Ambiental regional. Os debates acadêmicos sobre os temas demonstraram que a iniciativa é válida, profícua e tem o respaldo e o respeito das instituições oficiais que se dedicam a preservar, conservar e democratizar o uso, desfrute e conhecimento daquilo que é de toda a sociedade, sua identidade patrimonial.

https://doi.org/10.20396/rap.v13i2.8655997
PDF

Referências

ALMEIDA, M. B. Arqueologia e Educação. In: BARRETO, Éuder Arrais et al. Patrimônio Cultural e Educação: artigos e resultados. Goiânia: UFG, 2008, p. 57-65.

CAMPOS, J. B.; OLIVEIRA, A. O. Programa de Gestão, Proteção, Sinalização de Sítios, Peritagem, Monitoramento Arqueológicos e Educação Patrimonial na Área do Complexo Eólico Geribatu – Parques Eólicos Verace I ao X. Relatório Final. Criciúma: UNESC. Santa Vitória do Palmar, RS. 315p. 2016.

CAMPOS, J. B.; OLIVEIRA, A. O. Diagnóstico Arqueológico Interventivo e Prospecção Sistemática Interventiva na Área de Instalação do Complexo Eólico Geribatu I a X. PAC 2. Município de Santa Vitória do Palmar, Rio Grande do Sul. Relatório Final. Criciúma: UNESC. Santa Vitória do Palmar, RS. 316p. 2013.

CAMPOS, J. B.; RODRIGUES, M. H. S. G.; FUNARI, P. P. A. O patrimônio arqueológico no licenciamento cultural: legislação, políticas culturais e gestão integrada- v. 14, n. 2 (2017) pg 331-347 - Revista Oculum Ensaios - PUC-Campinas. Disponível em: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/oculum/index. Acesso em: 20 de junho de 2018.

CASCAIS, M. G. A.; TERÁN, A. F. Educação Formal, Informal e Não Formal na Educação em Ciências. Ciência em Tela – V. 7, nº 2, 2014.

DALLA VALLE, L. de L. Jogos, Recreação e Educação. Curitiba: Editora Fael, 2010.

DALLA VALLE, L. de L. Fundamentos da Educação Infantil. Curitiba: Editora Fael, 2011.

DÉLORS, J. Educação: Um Tesouro a Descobrir. Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FLORÊNCIO, S. R. R. Educação Patrimonial: algumas diretrizes conceituais. In: PINHEIRO. A. R. S. (Org). Cadernos do patrimônio cultural: educação patrimonial. Fortaleza: Editora Secultfor: Iphan, 2015.

FUNARI, P. P. Os Desafios da Destruição e Conservação do Património Cultural no Brasil. Trabalhos de Antropologia e Etnologia, Porto, 41, 2001, 23-32. Portugal.

GUIMARÃES, E.; MIRANDA, M. P. S. A Educação Patrimonial como Instrumento de Preservação. Portal do Ministério Público de Minas Gerais. Disponível em: http://www-antigo.mpmg.mp.br/portal/public/interno/repositorio/id/24667. Acesso em: 23 de março de 2017.

HORTA, M. L. P.; GRUNBERG, E.; MONTEIRO, A. Q. Guia básico de educação patrimonial. Brasília: IPHAN: Museu Imperial, 1999.

ITAQUI, J. Educação Patrimonial. A Experiência da 4ª Colônia. José Itaqui e María Angélica Villagrán. Santa Maria: Pallotti, 1998.

JURJO TORRES, S. As Origens da Modalidade de Currículo Integrado. In: JURJO TORRES, S. Globalização e Interdisciplinaridade: o Currículo Integrado. Porto Alegre: Editora Artes Médicas Sul Ltda, 1998.

MEDEIROS, M. C.; SURYA, L. A Importância da Educação Patrimonial para a Preservação do Patrimônio. ANPUH- XXV – Simpósio Nacional de História. Fortaleza, 2009.

MOREIRA, A. F.; SILVA, T. T. (Org.). Currículo, cultura e sociedade. 4º ed. São Paulo: Cortez, 2000.

MORIN, E. Os Sete Saberes Necessários a Educação do Futuro. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2000.

MORIN, E. Introducción al Pensamiento Complejo. Barcelona: Gedisa editorial, 2007.

MULTIMÍDIA, J. S. Meio Ambiente – Reciclagem. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=q0dJSM-Wjxk. Acesso em: 20 de junho de 2016.

PORTAL AMBIENTE E ENERGIA. Parque Eólico Geribatu: 258MW de Potência Instalada. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ljdU3Y7j75E. Acesso em: 07 de agosto de 2016.

REIGOTA, M. O que é Educação Ambiental?. São Paulo: Editora Brasiliense, 1994.

RODRIGUES, M. H. S. G. A temática do Patrimônio Cultural no projeto político-pedagógico: Caso da Unidade Escolar Elzair Rodrigues de Oliveira. [Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Patrimônio- PEP 2007/2009] Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 50p. Rio de Janeiro.

RODRIGUES, M. H. S. G. A Arqueologia Colaborativa no Tratamento de Acervos Patrimoniais Para a Sustentabilidade Cultural das Comunidades no Brasil. Teoria e Estudos de Caso. Tese (Doutorado em Quaternário, Materiais e Cultura) – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal, 2016.

SILVA, M. C. F. R. da et.al. Práxis Docente: o Sujeito, as Possibilidades e a Educação. Faculdade Educacional da Lapa (Org.). Curitiba: Editora Fael, 2011.

SILVERMAN, D. Interpretação de Dados Qualitativos: Métodos para a Análise de Entrevistas, Textos e Interações. 3º ed. Porto Alegre: Artmed,2009.

TEIXEIRA, A. C. Educação Ambiental: Caminhos para a Sustentabilidade. Revista Brasileira de Educação Ambiental. Brasília: Rede Brasileira de Educação Ambiental, 2007. p. 21-29.

TEIXEIRA, C. A. R. A Educação Patrimonial no Ensino de História. Revista Biblos. Rio Grande: Editora da FURG, 2008. p. 199-211.

TEIXEIRA, C. A. R.; OLIVEIRA, O. A. Viabilizando Possibilidades: A Educação Patrimonial na Formação de Futuros Professores. Ágora. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2009. p. 51-60

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL (UFRGS). O ofício do Arqueólogo. Vídeo produzido para integrar a exposição “12.000 Anos de História – Arqueologia e Pré-História do RS”. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nwBbti-T91s. Acesso em: 03 de março de 2016.

ÚNGARO, P.; SOUZA, J. G.; LEAL, A. C. Educação Ambiental e Educação Infantil: a criança e a percepção do espaço. Revista Brasileira de Educação Ambiental. Brasília: Rede Brasileira de Educação Ambiental, 2007. p. 51-59.

Revista Arqueologia Pública utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.