Nos rastros de uma moeda grega

sobre Los diarios de Emilio Renzi

Palavras-chave: Ricardo Piglia, Autobiografia, Diários

Resumo

Os três tomos de Los diarios de Emilio Renzi, publicados por Ricardo Piglia entre 2015 e 2017, configuram uma rede com várias camadas temporais costuradas.  Neste ensaio, proponho estudar as aparições de um elemento narrativo que perpassa alguns textos do primeiro tomo dos diários, Años de formación: uma moeda grega. Seguindo os rastros da dracma, que também aparece de relance em outras obras do autor argentino, pretendo investigar a experiência simbólica que esse objeto evoca na poética de Piglia e como ele possibilita que se construa um sistema cifrado de correspondência entre a vida e a escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisela Bergonzoni, Universidade Estadual de Campinas

Pesquisadora bolsista de pós-doutorado (Capes-PNPD) do Programa de Pós-graduação em Teoria e História Literária do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp

Referências

BERGONZONI, Gisela. Autobiografias alheias: sobre Barthes e Piglia. In: FELIPPE, Eduardo Ferraz; PINTO, Júlio Pimentel (Org.). Só se perde o que realmente não se teve: leituras e diálogos com Ricardo Piglia. Rio de Janeiro: Metanoia, 2019, pp. 247-265.

BARTHES, Roland. La préparation du roman. Cours au Collège de France (1978-79 et 1979-80). Notas de Nathalie Léger e Éric Marty. Paris: Seuil, 2015.

BLANCHOT, Maurice. O livro por vir. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2005[1959].

BORGES, Jorge Luis. Obras completas: 1923-1972. Buenos Aires: Emecé, 1974.

BORGES, Jorge Luis. Antologia pessoal. Trad. Davi Arriguci Jr., Heloisa Jahn e Josely Vianna Baptista. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

JIMÉNEZ, José (Org.). El final del eclipse: el arte de América Latina en la transición al siglo XXI. Madrid: Fundación Telefónica, 2001.

PAULS, Alan. El factor Borges. Barcelona: Anagrama, 2004[2000].

PAVESE, Cesare. La letteratura americana e altri saggi. Turim: Einaudi, 1990.

PIGLIA, Ricardo. Formas breves. Trad. José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Companhia das Letras, 2004[1999].

PIGLIA, Ricardo. A cidade ausente. Trad. Sérgio Molina. São Paulo: Iluminuras, 1997[1992].

PIGLIA, Ricardo. O último leitor. Trad. Heloisa Jahn. São Paulo: Companhia das letras, 2006[2005].

PIGLIA, Ricardo. The greek coin. Trad. Sergio Waisman. Translation Review, v. 77-78, 2009, pp. 72-76.

PIGLIA, Ricardo. Prisión perpetua. Buenos Aires: Debolsillo, 2014[1988].

PIGLIA, Ricardo. Los diarios de Emilio Renzi, t. I: Años de formación. Barcelona: Anagrama, 2015.

PIGLIA, Ricardo. Os diários de Emilio Renzi. t. I: Anos de formação. Trad. Sérgio Molina. São Paulo: Todavia, 2017.

PIGLIA, Ricardo. La ciudad ausente. 2. ed. Buenos Aires: Debolsillo, 2017b[1993].

PÉRSICO, Adriana Rodriguez (Org.). Ricardo Piglia: una poética sin límites. Pittsburgh, PA: Instituto Internacional de Literatura Iberoamericana, Universidad de Pittsburgh, 2004.

WAISMAN, Sergio. La obra invisible de Emilio Renzi: lugar incierto, tradición clandestina. Revista Iberoamericana, v. LXXXIII, n. 258, jan.-mar. 2017, pp. 73-86.

Publicado
2019-09-12
Como Citar
Bergonzoni, G. (2019). Nos rastros de uma moeda grega. Remate De Males, 39(2), 610-626. https://doi.org/10.20396/remate.v39i2.8648714