Banner Portal
As receitas de quitandas em perspectiva simbólica
Capa: Lygia Eluf (sem título, série Desenhos da Quarentena, técnica: nanquim/papel, 35x15cm, 2020) e Carlos Lamari.
PDF

Palavras-chave

Alimentação
Receitas culinárias
Quitandas

Como Citar

RIBEIRO, Isadora Moreira; DOULA, Sheila Maria. As receitas de quitandas em perspectiva simbólica. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, Campinas, SP, v. 31, n. 00, p. e023017, 2023. DOI: 10.20396/resgate.v31i00.8672985. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/resgate/article/view/8672985. Acesso em: 22 abr. 2024.

Resumo

Este artigo objetiva caracterizar as particularidades referentes à denominação, aos ingredientes e aos modos de fazer registrados em receitas de quitandas. O corpus compõe-se de 516 receitas selecionadas de quatro fontes documentais. Tendo um enfoque nas estruturas apreensíveis a partir dos conteúdos das receitas consideradas, os resultados se baseiam na descrição dos tópicos listados no objetivo, com ancoragem teórica nos estudos antropológicos da alimentação. Conclui-se que a localidade das matérias-primas, as peculiaridades dos processos técnicos e as distintas nomenclaturas das receitas se conjugam na demarcação dos aspectos simbólicos que perpassam a alimentação em perspectiva identitária.

https://doi.org/10.20396/resgate.v31i00.8672985
PDF

Referências

ABDALA, M. C. Receita da mineiridade: a cozinha e a construção da imagem do mineiro. Uberlândia: EDUFU, 2007.

ABDALA, M. C. Sabores da tradição. Revista do Arquivo Público Mineiro, v. 42, n. 2, p. 118-129, jul./dez. 2006.

ABRAHÃO, E. M. As senhoras campineiras e seus cadernos de receitas. ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, 21., Campinas, 2012. Anais [...] Campinas: ANPUH-SP, set. 2012. p. 1-15.

ARRUDA, M. A. N. Mitologia da mineiridade: o imaginário mineiro na vida política e

cultural do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1999.

BAUER, M. W. Análise de conteúdo clássica: uma revisão. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 189-217.

BEBER, A. M. C.; GASTAL, S. Cadernos de receitas e histórias de vida: consolidando memórias e saberes tradicionais. Movendo Ideias, n. 1, p. 6-14, 2017. Disponível em: http://revistas.unama.br/index.php/Movendo-Ideias/article/view/965/512. Acesso em: 02 maio 2021.

CASCUDO, L. C. História da alimentação no Brasil. 3. ed. São Paulo: Global, 2004.

CHRISTO, M. S. L. Fogão de lenha: quitandas e quitutes de Minas Gerais. Rio de Janeiro: Garamond, 2006.

DAMATTA, R. O que faz o brasil, Brasil? Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

FREYRE, G. Casa-grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 48. ed. rev. São Paulo: Global, 2003.

FRIEIRO, E. Feijão, angu e couve: ensaio sobre a comida dos mineiros. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: Ed. da USP, 1982.

GIMENES, M. H. S. G.; MORAIS, L. P. Vozes femininas, saberes culinários: o feminino e a dinâmica das identidades regionais por meio da culinária. Caderno Espaço Feminino, v. 19, n. 1, p. 353-368, jan./jul. 2008. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/neguem/article/view/2115. Acesso em: 02 maio 2021.

GOMES, L. G.; BARBOSA, L. Culinária de papel. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n. 33, p. 3-23, jan./jun. 2004. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2214/1353. Aceso em: 02 maio 2021.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Resultados definitivos – Minas Gerais. Disponível em: https://censoagro2017.ibge.gov.br/templates/censo_agro/resultadosagro/pdf/mg.pdf. Acesso em: 13 ago. 2021.

LEACH, E. R. Antropologia. São Paulo: Ática, 1983.

LÉVI-STRAUSS, C. A origem dos modos à mesa – Mitológicas III. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

LÉVI-STRAUSS, C. Do mel às cinzas – Mitológicas II. São Paulo: Cosac Naify, 2005.

LÉVI-STRAUSS, C. O cru e o cozido – Mitológicas I. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

LÉVI-STRAUSS, C. O pensamento selvagem. Campinas: Papirus, 2008.

LÉVI-STRAUSS, C. Totemismo hoje. Petrópolis: Vozes, 1975.

MAUSS, M. Ensaio sobre a dádiva – Forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In: MAUSS, M. Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003. p. 183-314.

MENESES, J. N. C. Minas e sua cozinha mais que tricentenária. In.: MENESES, J. N. C. (org.). Nossa comida tem história. Belo Horizonte: Scriptum, 2020. p. 11-14.

MENESES, J. N. C. (org.). Nossa comida tem história. Belo Horizonte: Scriptum, 2020.

MENESES, J. N. C. Pátio cercado por árvores de espinho e outras frutas, sem ordem e sem simetria: O quintal em vilas e arraiais de Minas Gerais (séculos XVIII e XIX). Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 23. n. 2. p. 69-92, jul./dez. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/anaismp/a/9qB7QKgQS4rvqtzhG93qWNJ/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 maio 2021.

MENESES, U. T. B.; CARNEIRO, H. A História da Alimentação: balizas historiográficas. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 5, p. 9-91, jan./dez. 1997. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/5349/6879. Acesso em: 24 out. 2019.

MINAS GERAIS. Plano Estadual de Desenvolvimento da Cozinha Mineira. 2021. Disponível em: https://www.secult.mg.gov.br/programas-e-acoes/cozinha-mineira. Acesso em: 09 set. 2021.

SAHLINS, M. D. Cultura e razão prática. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

SANTOS, L. A. S. A questão alimentar na trajetória do pensamento antropológico clássico. In: FREITAS, M. C. S.; FONTES, G. A. V.; OLIVEIRA, N. (orgs.). Escritas e narrativas sobre alimentação e cultura. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 277-303.

SENRA, R.; SENRA, I. Quitandas de Minas: receitas de família e histórias. v. 1, 2. ed. Belo

Horizonte: Editora Gutenberg, 2019.

SILVA, J. L. M. Transformações no espaço doméstico – o fogão a gás e a cozinha paulistana, 1870-1930. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 197-220, jul./dez. 2007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/5479. Acesso em: 02 maio 2021.

SILVEIRA, J. M. Mulheres inscritas em cadernos de receitas. Seminário Nacional de Arte e Educação, n. 23, p. 314-320, 2012.

VENTURELLI, J. L. Narrativas culinárias e cadernos de receitas do Sul de Minas: da memória oral à memória escrita. 2016. Dissertação (Mestrado em Memória Social) – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: http://www.repositorio-bc.unirio.br:8080/xmlui

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura

Downloads

Não há dados estatísticos.