Análise da prática pedagógica na perspectiva da autonomia em Sartre e Freire

Autores

  • Maria José Moreira Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.20396/rfe.v7i1.1745

Palavras-chave:

Autonomia. Prática Pedagógica. Liberdade

Resumo

Este texto faz parte de pesquisa de doutoramento em Filosofia em andamento que procura investigar e analisar estes dois conceitos: Autonomia e Prática Pedagógica. A tentativa é mostrar que o conceito de autonomia poderá ser construído de acordo com a teoria da Liberdade em Jean Paul Sartre e o conceito de Prática Pedagógica a partir dos princípios e saberes apresentados por Paulo Freire. Assim, será possível analisar a Prática Pedagógica à luz do conceito de Autonomia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José Moreira, Universidade Nova de Lisboa

Doutoranda em Filosofia Moral e Politica pela UNL. Mestre em Educação pela UIT. Especialista em Filosofia pela UFOP. Graduada em Filosofia pela UEMG. Departamento de Filosofia, Filosofia Moral e Politica

Referências

ARAÚJO, Luís de. Sartre: uma exigência ética. In: Cassiano Reimão (coord.). Colóquio no centenário do nascimento de Sartre. Lisboa: 2005, p. 223-230.

BORNHEIM, Gerd Alberto. Sartre: Metafísica e Existencialismo. São Paulo: Perspectiva, 1984. 319 p.

BURSTOW, Bonnie. A filosofia sartreana como fundamento da educação. Educação e Sociedade. Centro de Estudos Educação e Sociedade (Cedes). Campinas, SP. n. 70. p. 103 –126, abril de 2000.

DANELON, Márcio. Educação e subjetividade: uma interpretação à luz de Sartre. 2003.258f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, São Paulo, 2003.

FIORI, Ernani Maria. Prefácio. In: FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970. 107 p.

FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967. 157 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1997. 54 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970. 107 p.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação; uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Moraes, 1980. 53 p.

JAEGGI, Rhael. Vivre sa propre vie comme un vie étrangère: L’a auto-alièntation comme obstacle à l’autonomie. In: JOUAN, Marlène. LAUGIER, Sandra. Comment penser l'autonomie ? - Entre compétences et dépendances. Paris : Puf, 2009. 461 p.

JOUAN, Marlène. LAUGIER, Sandra. Comment penser l'autonomie ? - Entre compétences et dépendances. Paris : Puf, 2009. 461 p.

LALANDE, ANDRÉ. Vocabulário Técnico e Crítico da Filosofia. 3a ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. 1336 p.

LÉVY, Bernard-Henri. O século de Sartre. Tradução de Jorge Bastos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001. 570 p.

LIMA, Walter Matias. Liberdade e dialética em Jean-Paul Sartre. Maceió: EDUFAL, 1998. 107 p.

MAILLARD, Nathalie. Autonomie et vulnérabilité. In: MAILLARD, Nathalie. La Vulnerabilité; une nouvelle catégorie morale? Paris: Labor et fides, 2001. 379 p.

MARQUES, Cássio Donizete. Do individual ao coletivo na crítica da razão dialética em Sartre: perspectivas educacionais. 117 páginas. (Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação.) Campinas: 2007.

MÉSZÁROS, István. A obra de Sartre: busca da liberdade. Tradução de Lólio Lourenço de Oliveira. São Paulo: Ensaio, 1991. 258 p.

MORAVIA, Sergio. Sartre. trad. José Eduardo Rodil. Lisboa: Edições 70, 1985.

MOREIRA, Janine. Conscientização freireana e liberdade sartreana. Disponível em: www.bvseps.icict.fiocruz.br/lildbi/docsonline/get.php?id=2405. Acesso em 10/04/14. 15 p.

MOREIRA, Maria José. Raízes filosóficas na leitura do pensamento de Paulo Freire. Curitiba: CRV, 2013. 130 p.

OLIVEIRA, Edna Castro. Prefácio. In: FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996. 56 p.

PERDIGÃO. Paulo. Existência e Liberdade: uma introdução à filosofia de Sartre. Porto Alegre: L&PM, 1995. 94 p.

PIRES, Marília Freitas de Campos. O materialismo histórico-dialético e a educação. In: Interface – Comunicação, Saúde, Educação, v. 1, n. 1. Botucatu: 1997. 12 p.

PRESTES, Nadja Mara Hermann. A educação, a razão e a autonomia. In: Educação e filosofia. Uberlândia, MG Vol. 7, n. 13 (jan./jun. 1993), p. 61-70.

ROSAS, Paulo. Germinação do pensamento de Paulo Freire. In: In: GADOTTI, Moacir. Paulo Freire: uma bibliografia. São Paulo: Cortez, 1996. 765 p.

ROSAS, Paulo. Paulo Freire: aprendendo com sua própria história. Recife: 2001. Disponível em: http://www.fundaj.gov.br/observanordeste/obex06.pdf. Acesso em 12/12/09. 17 p.

SANTANA, Marcos R. Esboços de uma ética da educação em Sartre. Filosofia e Educação (Online) – Revista Digital do Paideia. Vol. 3, No 1, Abril de 2011 – Setembro de 2011. 51 p.

SARTRE, Jean-Paul. L'être et le Néant: essai d'ontologie phénoménologique. Paris: Gallimard, 1955.782 p.

SARTRE, Jean-Paul. O Ser e o Nada: Ensaio de ontologia fenomenológica. 20.ed. Tradução de Paulo Perdigão. Petrópolis: Vozes, 2001. 782 p.

SARTRE, Jean-Paul. Critica da Razão Dialética: precedido por Questão de método. Tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. 900 p.

SARTRE, Jean-Paul. Critique de La raison dialectique. Precede de Questions de méthode. Paris: Éditions Gallimard, 1985. 900 p.

SCHNEIDER, Daniela Ribeiro. Sartre, existencialismo e educação. In: OLIVEIRA, Paulo Eduardo (org.) Filosofia e Educação: aproximações e convergências. Curitiba: Círculo de estudos bandeirantes, 2012. 389-404 p.

SCOCUGLIA, Afonso Celso. A progressão do pensamento político-pedagógico de Paulo Freire. In: As histórias das ideias pedagógicas de Paulo Freire e a atual crise de paradigmas. João Pessoa: Ed. Universitária- UFPB, 1999. 205 p.

SCOCUGLIA, Afonso Celso. A construção da história das idéias de Paulo Freire. In: STRECK, Danilo R. (org.) Paulo Freire: Ética, Utopia e Educação. Rio de Janeiro: Vozes, 2008. 152 p.

SOTELO, Ignacio. Sartre y la razon dialectique. Madri: Tecnos, D. L. 1967. 161 p.

VASCONCELLOS, Celso dos S. Para onde vai o professor? Resgate do professor como sujeito de transformação. São Paulo: Libertad, 2003. 208 p.

ZATTI, Vicente. Autonomia e Educação em Immanuel Kant e Paulo Freire. 83 páginas, Dissertação (Mestrado em Educação da Universidade Católica do Rio Grande do Sul). Porto Alegre, 2007.

Downloads

Publicado

2014-08-21

Como Citar

MOREIRA, M. J. Análise da prática pedagógica na perspectiva da autonomia em Sartre e Freire. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 7, n. 1, p. 127–158, 2014. DOI: 10.20396/rfe.v7i1.1745. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/1745. Acesso em: 1 dez. 2021.