Banner Portal
Spinoza, la filosofía en la escuela, y la alegría del pensar
PDF

Palavras-chave

Pensar. Alegría. Spinoza.

Como Citar

PAC, Andrea. Spinoza, la filosofía en la escuela, y la alegría del pensar. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 5, n. 1, p. 184–197, 2013. DOI: 10.20396/rfe.v5i1.8635415. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8635415. Acesso em: 20 jun. 2024.

Resumo

O artigo aborda o ponto de vista do pensar como uma ‘virtude’ em vez de habilidade cognitiva. A noção do pensamento e da alegria em Espinosa é o fulcro de uma concepção não-instrumental da filosofia. A comunidade de investigaçâo da Filosofia com as Crianças é uma prática na que pode-se ver refletida esta inspiração espinosana. Partindo da noção do pensamento como uma expressão da potência essencial de cada indivíduo, são exploradas aqui as noções de diversão e tédio para argumentar que, embora sem garantias, a experiência da filosofia é uma forma de virtude e auto-afirmação do que chamamos espinosamente de alegria do pensar na escola.

https://doi.org/10.20396/rfe.v5i1.8635415
PDF

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.