Banner Portal
Educação escolar brasileira e suas possibilidades latentes de contribuição à educação omnilateral
PDF

Palavras-chave

Educação escolar. Formação humana. Omnilateralidade

Como Citar

BACZINSKI, Alexandra Vanessa de Moura. Educação escolar brasileira e suas possibilidades latentes de contribuição à educação omnilateral. Filosofia e Educação, Campinas, SP, v. 8, n. 2, p. 219–253, 2016. DOI: 10.20396/rfe.v8i2.8645960. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rfe/article/view/8645960. Acesso em: 19 jun. 2024.

Resumo

O desafio deste trabalho será provocar o debate em torno da defesa de que a educação escolar tem possibilidades latentes para contribuir com a formação omnilateral, ainda que submetida aos ideais e condutas do sistema capitalista. Propõe-se identificar as possibilidades de se ampliar o papel da educação escolar brasileira, superando a condição inerente de reprodutora social e tornando-se promotora de uma formação omnilateral dos sujeitos. Objetivo deste trabalho é analisar o contexto atual da escola brasileira a fim de destacar os espaços contraditórios que permitam uma formação omnilateral. A metodologia utilizada contempla os pressupostos de uma pesquisa qualitativa e bibliográfica.
https://doi.org/10.20396/rfe.v8i2.8645960
PDF

Referências

BARBOSA, Ricardo José Corrêa. Schiller & a cultura estética. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.

DUARTE JR., João Francisco. Fundamentos estéticos da educação. São Paulo: Cortez: Autores Associados; [Uberlandia, MG]: Universidade de Uberlândia, 1981.

HERMANN, Nadja. Ética: a aprendizagem da arte de viver. Educ.Soc., Campinas, vol. 29, n. 102, p. 15-32, jan./abr. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v29n102/a0229102.pdf Acessado em: 10/06/2015.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. A educação e os desafios das novas tecnologias. In: FERRETI, Celso João. [et al.]. Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. – 16.ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

MANACORDA, Mário Alighiero. Marx e a pedagogia moderna. – 2.ed. – Campinas, SP: Editora Alínea, 2010.

MANACORDA, Mário Alighiero. Marx e a liberdade: aquele velho liberal do comunista Karl Marx. Campinas, SP: Editora Alínea, 2012.

MARCUSE, Herbert. A ideologia da sociedade industrial. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967.

MARX, Karl & ENGELS, Friedrich. Crítica da educação e do ensino. Lisboa: Moraes, 1978.

MARX, Karl & ENGELS, Friedrich. Textos sobre educação e ensino. – 4ª.ed. – São Paulo: Centauro, 2004.

NOGUEIRA, Maria Alice. Bourdieu & a Educação. – 3.ed. – Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

OLIVEIRA, Avelino da Rosa; e OLIVEIRA, Neiva Afonso. Modelos de formação humana: paideia, Bildung e formação omnilateral. In: BOMBASSARO, Luiz Carlos; DALBOSCO, Claudio A.; HERMANN, Nadja (Org.). Percursos hermenêuticos e políticos: homenagem a Hans-Georg Flickinger. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo; Porto Alegre: Ed. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Caxias do Sul: Ed. Universidade de Caxias do Sul, 2014.

PAULINO, Robério. Socialismo no século XX: o que deu errado? – 2ª.ed. – São Paulo: Letras do Brasil, 2010.

SAVIANI, Dermeval. O lunar de Sepé: dilemas e perspectivas na educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2014.

SUCHODOLSKI, Bogdan. La educación humana del hombre: de la filosofia del hombre y la civilizacón a los nuevos fundamentos pedagógicos de la época de las revoluciones. Barcelona: Laia, 1977.

O periódico Filosofia e Educaçãoutiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.