Entre o trabalho e a escola

a infância suprimida na produção de semi-jóias e bijoterias

  • Marcia Cristina da Silva Vendramin Universidade Estadual de Campinas
  • Sandra Francisca Bezerra Gemma Universidade Estadual de Campinas
  • Andreia Silva Mata Centro Universitário UniFaccamp http://orcid.org/0000-0002-2327-0455
Palavras-chave: Trabalho Infantil, Tercerização, Semi-jóias

Resumo

O artigo discute a problemática na produção de semijoias e bijuterias em Limeira-SP. A pesquisa descritiva foi realizada com crianças e adolescentes em idade escolar.Foi aplicado um questionário contendo 41 perguntas objetivas que investigaram o perfil do estudante, da família, do trabalho, dos estudos e aspectos da saúde. Entre os principais resultados foi detectado que 569 participantes possuíam idades entre 7 a 13 anos e destes 37,43% (n=213) informaram que precisam trabalhar para ajudar seus familiares.Quando questionado sobre o tipo de atividade que realizam 28,18% (n=51) estudantes indicaram que estão envolvidos com a produção de semijoias e bijuterias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcia Cristina da Silva Vendramin, Universidade Estadual de Campinas

Mestra em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas pela Faculdade de Ciências Aplicadas da Universidade Estadual de Campinas. Integrante do Laboratório de Ergonomia, Saúde e Trabalho ERGOLAB (FCA-UNICAMP).

Sandra Francisca Bezerra Gemma, Universidade Estadual de Campinas

Professora plena do Curso de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas da FCA-Universidade Estadual de Campinas na temática da Ergonomia, inserida na linha de pesquisa Sustentabilidade e Proteção Social.

Andreia Silva Mata, Centro Universitário UniFaccamp

Doutora em Educação pela Unicamp.

Referências

ABRINQ. O cenário da infância e adolescente. http://observatoriocrianca.org.br/cenario-infancia/temas/trabalho-infantil (acessado em 20/Fev/2017).

ANTUNES, Ricardo; ALVES, Giovanni. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. São Paulo: Educação e Sociedade, 2004.

ANTUNES, Ricardo. A. dialética do trabalho: escritos de Marx e Engels. São Paulo: Expressão Popular; 2004.

ANTUNES, Ricardo; DRUCK Graça. A terceirização como regra? Brasília: Revista TST, 2013.

BRASIL. Lei federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Estatuto da criança e adolescente: Rio de Janeiro: Imprensa oficial, 2002.

CARELLI, Rodrigo L. A terceirização no século XXI. Brasília: Revista TST, 2013.

CRESWELL, John. W. Projeto de pesquisa. Métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DANCEY, Christine P.; REIDY, John. Estatística sem matemática para psicologia usando o SPSS para Windows. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ETULAIN, Carlos R; BIN, Adriana; PEREIRA, Amanda L; BRASIL, Evandro R. A; LEÃO, Gabriela A.; MIALICH, Guilherme A. S.; HADDAD, Isadora; HOOGERBRUGE, Lucas F.; RIGUEIRA, Luis P.; CARNEIRO, Pedro, M.V.; GANZAROLLI, Ramon; REIS, Thamires F.; FERREIRA, Yuri C. Perfil econômico da Microrregião da Limeira. In: Baeninger Rosana; Peres, Roberta G.; D'antona Alvaro O., Etulain, Carlos R. Por Dentro do Estado de São Paulo: Região de Limeira. São Paulo: Traço Publicações e Design, 2012. p. 33-62.

FÁVERO, Luiz P.L.; BELFIORE, Patricia; SILVA, Fabiana L; CHAN, Betty L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FERREIRA, Marco Antonio L. Estudo de Riscos à Saúde dos Trabalhadores ao Meio Ambiente na Produção de Joias e Bijuterias de Limeira - SP [Dissertação Mestrado]. Piracicaba - SP: Programa de pós-graduação em engenharia de produção, UNIMEP, 2005.

HIRATA, Helena; KERGOAT, Danièle. Novas configurações da divisão social do trabalho. Cadernos de Pesquisa, 2007.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa nacional por amostra de domicílios - PNAD, 2014. http:∕∕ www.ibge.gov.br (acessado em 20/Fev/2015).

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico, 2016. http://www.ibge.gov.br (acessado em 10/Dez/2016).

JACOMINI, Márcia A. Educar sem reprovar: desafio de uma escola para todos. São Paulo: Educação e Pesquisa, 2009.

KASSOUF, Ana Lúcia. O que conhecemos sobre trabalho infantil. Belo Horizonte: Nova Economia, 2007.

LACORTE, Luis E.C.; VILELA, Rodolfo, A.G.; SILVA, Reginalice C.; CHIESA, Anna M.; TULIO, Elisa S.; FRANCO, Robson R.; BRAVO, Ecléa S. Os nós da rede para erradicação do trabalho infanto-juvenil na produção de joias e bijuterias em Limeira. São Paulo: Rev. Bras. Saúde Ocupacional, 2013.

LIMEIRA. Decreto 399. Institui a Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do trabalho do Adolescente no Município de Limeira. Jornal oficial do munícipio; 2016; p. 10.

LOCALI, Tammy T. Um estudo sobre trabalho e educação das crianças no setor de joias e bijuterias em Limeira [Dissertação mestrado]. Programa de pós graduação em educação, UFSCAR, 2011.

MARÔCO, João. Análise Estatística com o SPSS Statistics. Ed. Reporter Number, 2011.

MENDES, R. Organização Internacional do Trabalho - OIT. Entrevista concedida a Maria Lúcia Leal e Vicente de Paula Faleiros. Brasília: SER Social, 2012.

NETO, Luiz B; SILVA, Eduardo P; BEZERRA, Maria C. S.; LOCALI, Tammy T. Trabalho infantil na indústria de semi jóias e suas repercussões nos processos de escolarização. Revista HISTEDBR, mai, 2009, p.264-284.

OLIVEIRA, Denize C; FISCHER, Frida M; TEIXEIRA, Maria Cristina T.V.; DE SÁ, Celso P.; GOMES, Antonio M.T. Representações sociais do trabalho: uma análise comparativa entre jovens trabalhadores e não trabalhadores. Ciência & Saúde Coletiva, 2010.

OIT, Organização Internacional do Trabalho. OIT Notícias Brasil 2007-2014, Brasília, 2015.

VILELA, Rodolfo A.G.; FERREIRA, Marco Antonio L. Nem tudo brilha na produção de joias de Limeira - SP: São Paulo: Produção, 2008.
Publicado
2019-12-31
Como Citar
Vendramin, M. C. da S., Gemma, S. F. B., & Mata, A. S. (2019). Entre o trabalho e a escola. Filosofia E Educação, 11(2), 302-323. https://doi.org/10.20396/rfe.v11i2.8657845