Banner Portal
Uma instituição de ensino superior na formação de professores: uma metáfora construída por dentro
PDF

Palavras-chave

Metáfora. Organizações educativas. Formação de professores.

Como Citar

DUARTE, P.; DIOGO, F. Uma instituição de ensino superior na formação de professores: uma metáfora construída por dentro. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 4, n. 1, p. 197–220, 2018. DOI: 10.22348/riesup.v4i1.8650897. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650897. Acesso em: 4 mar. 2024.

Resumo

O presente trabalho visa, através da análise de 32 inquéritos, verificar a possibilidade de construir uma metáfora explicativa, tendo por base a perspetiva dos inquiridos. Pretende-se, mais do que dar uma visão externa da Instituição do Ensino Superior de Formação de Professores em análise, perceber qual é a perspetiva dos diferentes elementos que a compõem. Deste modo, na fase inicial, optou-se por, sumariamente, explorar as várias perspetivas e visões possíveis da escola e das organizações educativas. Para desenvolver esse processo, utilizaram-se os modelos/ metáforas tradicionais de análise das organizações. Numa fase posterior, exploram-se os dados resultantes dos inquéritos para verificar que tendências significativas poderiam servir de base para a (re)construção de uma metáfora explicativa do funcionamento da Instituição do Ensino Superior de Formação de Professores estudada. A análise, tendo em conta o número de elementos da amostra e o instrumento de recolha de dados utilizado, foi, no seu essencial, sustentada numa perspetiva quantitativa. Na fase final, e face aos dois aspetos anteriores, propõe-se uma metáfora que seja capaz de explicar, tomando por base a perspetiva dos inquiridos, a forma como a Instituição de Ensino Superior de Formação de Professores se estrutura, organiza e funciona: A Escola como Casa na Árvore.

https://doi.org/10.22348/riesup.v4i1.8650897
PDF

Referências

ALPERSTEDT, G. D.; MARTIGNAGO, G.; FIATES, G. G. S. O processo de adaptação estratégica em uma Instituição de Ensino Superior sob a ótica da teoria institucional. Revista de Ciências da Administração, v. 8, n. 15, p. 114-137, 2006. Disponivel em: < http://dx.doi.org/10.5007/1675>.

BASSEY, M. Case study research. In: SWANN, J.; PRATT, J. Educational research in practice: making sense of methodology. London: Continuum, 2003. p. 111-123.

BASTOS, A. V. B. et al. Teoria implícita de organização e padrões de inovação nos processos de gestão. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 20, n. 1, p. 157-166, 2007.

BERTALANFFY, L. V. General system theory: foundations, development, applications. New York: George Braziller, 1969. Disponivel em: < http://monoskop.org/images/7/77/Von_Bertalanffy_Ludwig_General_System_Theory_1968.pdf>.

BRANDT, N. C. Constructing school organization through metaphor: making sense of school reform. Florida State University. Florida. 2004.

BUSH, T. Theories of educational management, p. 1-25, 2006. Disponível em: < http://cnx.org/content/m13867/1.1/>.

COSTA, J. A. Imagens organizacionais da escola. Porto: Edições ASA, 1996.

CRAIG, C. J. The epistemic role of novel metaphors in teachers’ knowledge constructions of school reform. Teachers and Teaching, v. 11, n. 2, p. 195-208, 2005.

CUNHA, M. P. E. Organizações: da pluralidade das concepções a uma meta-metáfora plurista. Organizações e Trabalho, v. 13, p. 55-73, 1995.

DUARTE, P. A construção de comunidades educativas e pedagógicas: Para uma formação e prática pedagógica articulada. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 2, n. 3, p. 405-429, 2016.

FERREIRA, S. M. D. C. A Estruturação díptica da gramática de regras do agrupamento de escolas como organização. Universidade do Minho. Braga. 2004.

FROTA, A. P. D. R. A. Gestão escolar e culturas docentes: o público e o privada em análise. Universidade de Aveiro. Aveiro. 2011.

HODGKINSON, G. P.; HEALEY, M. P. Cognition in organizations. Annual Review of Psychology, v. 59, p. 387-417, 2008.

JENSEN, D. F. N. Metaphors as a bridge to understanding educational and social contexts. International Journal of Qualitative Methods, v. 5, n. 1, p. 1-17, 2006. Disponivel em: < https://www.ualberta.ca/~iiqm/backissues/5_1/PDF/JENSEN.PDF>.

LIMA, L. C. A “escola” como categoria na pesquisa em educação. Educação Unisinos, v. 12, n. 2, p. 82-88, 2008a.

LIMA, L. C. Prefácio. In: LIMA, L. C. A escola como organização educativa: uma abordagem sociológica. São Paulo: Cortez Editora, 2008b. p. 7-14.

MCGREGOR, D. The human side of enterprise. The Management Review, v. 46, n. 2, p. 22-28, 1957.

MEYER, J. W.; SCOTT, W. R.; DEAL, T. E. Institutional and technical sources of organizational structure explaining the structure of educational organizations. Institute for Research on Educational Finance and Governance, p. 5-35, 1980.

MORGAN, G. Imagens da organização: edição executiva. Tradução de Geni G. Goldschmidt. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MOUTINHO, J. A. S. O impacto dos cursos de educação e formação: estudo de caso. Universidade de Coimbra. Coimbra. 2012.

NICOLINI, D. Comparing methods for mapping organizational cognition. Organization Studies, v. 20, n. 5, p. 833-860, 1999.

NÓVOA, A. Para uma análise das instituições escolares. As organizações escolares em análise, v. 3, p. 3-14, 1992. Disponivel em: < http://www.escolabarao.com.br/pdf/texto2/files/publication.pdf>.

SCHNEIDER, S. C.; ANGELMAR, R. Cognition in organizational analysis: who's minding the store? Organization Studies, v. 14, n. 3, p. 347-374, 1993.

SCHWANINGER, M. A Cybernetic model to enhance organizational intelligence. Systems Analysis Modelling Simulation, v. 43, n. 1, p. 53-65, 2003.

SOREANU, R. Metaphor in the social sciences: creative methodologies and some elements for an epistemological reconstruction. Studia Universitatis Babes-Bolyai-Sociologia, n. 1, p. 239-256, 2010. Disponivel em: < http://socasis.ubbcluj.ro/metodologie/wp-content/upload/articole/Soreanu%20(2010).pdf>.

TAN, M.; HEE, T. F.; PIAW, C. Y. A Qualitative analysis of the leadership style of a Vice-Chancellor in a private university in Malaysia. SAGE Open, p. 1-11, 2015.

TORRES, L. L. Cultural organizacional escolar: apogeu investigativo no quadro de emergência das políticas neoliberais. Educação Social, v. 28, n. 98, p. 151-179, 2007.

TRIGO, J. R.; COSTA, J. A. Liderança nas organizações educativas: a direcção por valores. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 61, p. 561-582, 2008.

Revista Internacional de Educação Superior utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.