Uma instituição de ensino superior na formação de professores: uma metáfora construída por dentro

Palavras-chave: Metáfora. Organizações educativas. Formação de professores.

Resumo

O presente trabalho visa, através da análise de 32 inquéritos, verificar a possibilidade de construir uma metáfora explicativa, tendo por base a perspetiva dos inquiridos. Pretende-se, mais do que dar uma visão externa da Instituição do Ensino Superior de Formação de Professores em análise, perceber qual é a perspetiva dos diferentes elementos que a compõem. Deste modo, na fase inicial, optou-se por, sumariamente, explorar as várias perspetivas e visões possíveis da escola e das organizações educativas. Para desenvolver esse processo, utilizaram-se os modelos/ metáforas tradicionais de análise das organizações. Numa fase posterior, exploram-se os dados resultantes dos inquéritos para verificar que tendências significativas poderiam servir de base para a (re)construção de uma metáfora explicativa do funcionamento da Instituição do Ensino Superior de Formação de Professores estudada. A análise, tendo em conta o número de elementos da amostra e o instrumento de recolha de dados utilizado, foi, no seu essencial, sustentada numa perspetiva quantitativa. Na fase final, e face aos dois aspetos anteriores, propõe-se uma metáfora que seja capaz de explicar, tomando por base a perspetiva dos inquiridos, a forma como a Instituição de Ensino Superior de Formação de Professores se estrutura, organiza e funciona: A Escola como Casa na Árvore.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Duarte, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto

Doutorando em Educação pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha). 

Fernando Diogo, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto
Doutor em Educação pela Universidade do Porto.

Referências

ALPERSTEDT, G. D.; MARTIGNAGO, G.; FIATES, G. G. S. O processo de adaptação estratégica em uma Instituição de Ensino Superior sob a ótica da teoria institucional. Revista de Ciências da Administração, v. 8, n. 15, p. 114-137, 2006. Disponivel em: < http://dx.doi.org/10.5007/1675>.

BASSEY, M. Case study research. In: SWANN, J.; PRATT, J. Educational research in practice: making sense of methodology. London: Continuum, 2003. p. 111-123.

BASTOS, A. V. B. et al. Teoria implícita de organização e padrões de inovação nos processos de gestão. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 20, n. 1, p. 157-166, 2007.

BERTALANFFY, L. V. General system theory: foundations, development, applications. New York: George Braziller, 1969. Disponivel em: < http://monoskop.org/images/7/77/Von_Bertalanffy_Ludwig_General_System_Theory_1968.pdf>.

BRANDT, N. C. Constructing school organization through metaphor: making sense of school reform. Florida State University. Florida. 2004.

BUSH, T. Theories of educational management, p. 1-25, 2006. Disponível em: < http://cnx.org/content/m13867/1.1/>.

COSTA, J. A. Imagens organizacionais da escola. Porto: Edições ASA, 1996.

CRAIG, C. J. The epistemic role of novel metaphors in teachers’ knowledge constructions of school reform. Teachers and Teaching, v. 11, n. 2, p. 195-208, 2005.

CUNHA, M. P. E. Organizações: da pluralidade das concepções a uma meta-metáfora plurista. Organizações e Trabalho, v. 13, p. 55-73, 1995.

DUARTE, P. A construção de comunidades educativas e pedagógicas: Para uma formação e prática pedagógica articulada. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 2, n. 3, p. 405-429, 2016.

FERREIRA, S. M. D. C. A Estruturação díptica da gramática de regras do agrupamento de escolas como organização. Universidade do Minho. Braga. 2004.

FROTA, A. P. D. R. A. Gestão escolar e culturas docentes: o público e o privada em análise. Universidade de Aveiro. Aveiro. 2011.

HODGKINSON, G. P.; HEALEY, M. P. Cognition in organizations. Annual Review of Psychology, v. 59, p. 387-417, 2008.

JENSEN, D. F. N. Metaphors as a bridge to understanding educational and social contexts. International Journal of Qualitative Methods, v. 5, n. 1, p. 1-17, 2006. Disponivel em: < https://www.ualberta.ca/~iiqm/backissues/5_1/PDF/JENSEN.PDF>.

LIMA, L. C. A “escola” como categoria na pesquisa em educação. Educação Unisinos, v. 12, n. 2, p. 82-88, 2008a.

LIMA, L. C. Prefácio. In: LIMA, L. C. A escola como organização educativa: uma abordagem sociológica. São Paulo: Cortez Editora, 2008b. p. 7-14.

MCGREGOR, D. The human side of enterprise. The Management Review, v. 46, n. 2, p. 22-28, 1957.

MEYER, J. W.; SCOTT, W. R.; DEAL, T. E. Institutional and technical sources of organizational structure explaining the structure of educational organizations. Institute for Research on Educational Finance and Governance, p. 5-35, 1980.

MORGAN, G. Imagens da organização: edição executiva. Tradução de Geni G. Goldschmidt. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MOUTINHO, J. A. S. O impacto dos cursos de educação e formação: estudo de caso. Universidade de Coimbra. Coimbra. 2012.

NICOLINI, D. Comparing methods for mapping organizational cognition. Organization Studies, v. 20, n. 5, p. 833-860, 1999.

NÓVOA, A. Para uma análise das instituições escolares. As organizações escolares em análise, v. 3, p. 3-14, 1992. Disponivel em: < http://www.escolabarao.com.br/pdf/texto2/files/publication.pdf>.

SCHNEIDER, S. C.; ANGELMAR, R. Cognition in organizational analysis: who's minding the store? Organization Studies, v. 14, n. 3, p. 347-374, 1993.

SCHWANINGER, M. A Cybernetic model to enhance organizational intelligence. Systems Analysis Modelling Simulation, v. 43, n. 1, p. 53-65, 2003.

SOREANU, R. Metaphor in the social sciences: creative methodologies and some elements for an epistemological reconstruction. Studia Universitatis Babes-Bolyai-Sociologia, n. 1, p. 239-256, 2010. Disponivel em: < http://socasis.ubbcluj.ro/metodologie/wp-content/upload/articole/Soreanu%20(2010).pdf>.

TAN, M.; HEE, T. F.; PIAW, C. Y. A Qualitative analysis of the leadership style of a Vice-Chancellor in a private university in Malaysia. SAGE Open, p. 1-11, 2015.

TORRES, L. L. Cultural organizacional escolar: apogeu investigativo no quadro de emergência das políticas neoliberais. Educação Social, v. 28, n. 98, p. 151-179, 2007.

TRIGO, J. R.; COSTA, J. A. Liderança nas organizações educativas: a direcção por valores. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 61, p. 561-582, 2008.

Publicado
2018-01-09
Como Citar
Duarte, P., & Diogo, F. (2018). Uma instituição de ensino superior na formação de professores: uma metáfora construída por dentro. Revista Internacional De Educação Superior, 4(1), 197-220. https://doi.org/10.22348/riesup.v4i1.8650897