Análise das ênfases formativas de mestrados profissionais destinados a professores de matemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v4i2.8651414

Palavras-chave:

Mestrado profissional. Formação docente. Pesquisa qualitativa.

Resumo

Os mestrados profissionais representam, atualmente, uma importante e variada oportunidade formativa dentro da Educação Superior para os professores em exercício. Desde a sua criação, eles têm sido alvo de diversos debates, muitos deles ainda em vigência. Um ponto particularmente importante desses debates tem sido a discussão sobre as formas de organizar as propostas curriculares (sua estrutura e dinâmica, assim como as vinculações entre ensino e pesquisa) que melhor potencializem a articulação entre o mestrado profissional e a prática docente nas escolas dos professores-mestrandos. Buscando contribuir com estes debates, este artigo tem por objetivo descrever e analisar as maneiras em que é concebido o sujeito da formação e as ênfases formativas de quatro cursos de mestrado profissional destinados a professores de matemática no estado de São Paulo. Utilizando uma metodologia qualitativa, desenvolveu-se uma análise documental de diversos documentos oficiais produzidos e disponibilizados pelos quatro cursos. Os resultados mostram que, embora estejam destinados a professores de matemática, os quatro cursos concebem o professor-mestrando de maneiras diversas e privilegiam diferentes conhecimentos e aprendizagens docentes. Deste modo, os quatro cursos estabelecem diferentes níveis de articulação entre as atividades formativas organizadas dentro do mestrado e a prática docente nas escolas dos professores-mestrandos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Leticia Losano, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Educação pela Universidade Nacional de Córdoba. Bolsista de pós-doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo; Grupo Prática Prfshóhivs em Matemática - Faculdade de Educação - Universidade Estdaual de Campinas.

Dario Fiorentini, Universidade Estadual de Campinas

Professor Doutor da Faculdade de Educação da Universidade Estdaual de Campinas; Grupo Prática Pedagógica em Matemática. DePRAC.

Referências

ANDRÉ, Marli; PRINCEPE, Lisandra. O lugar da pesquisa no mestrado profissional em Educação. Educar em Revista, Curitiba, n. 63, p. 103-117, jan./mar. 2017.

BALL, Deborah Loewenberg; THAMES, Mark Hoover; PHELPS, Geoffrey. Content knowledge for teaching: what makes it special? Journal of Teacher Education, Washington, v. 59, n. 5, p. 389-407, 2008.

BEDNARZ, Nadine; FIORENTINI, Dario; HUANG, Rongjin. International approaches to professional development of mathematics teachers. Ottawa: University of Ottawa Press, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. PORTARIA NORMATIVA No 17, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, 2009.

CAMPOS, Marília Andrade Torales; GUÉRIOS, Ettiène. Mestrado profissional em Educação: reflexões acerca de uma experiência de formação à luz da autonomia e da profissionalidade docente. Educar em Revista, n. 63, p. 35-51, jan./mar. 2017.

CARNEIRO, Vera Clotilde Garcia. Contribuições para a formação do professor de matemática pesquisador nos mestrados profissionalizantes na área de ensino. Bolema, Rio Claro, v. 21, n. 29, p. 199- 222, 2008.

CARRILO, Jose et al. Determining specialized knowledge for mathematics teaching. In: UBUZ, B.; HASER, C.; MAROTTI, M. A. (Ed.). Proceedings of the Eighth Congress of the European Society for Research in Mathematics Education (CERME 8, February 6 - 10, 2013). Ankara, Turkey: Middle East Technical University and ERME, 2013. p. 2.985-2.994.

CARVALHO, Dione Luchessi; FIORENTINI, Dario. Refletir e investigar a própria prática de ensinaraprender matemática na escola. In: CARVALHO, D. L.; CRUZ LONGO, C. A.; FIORENTINI, D. (Ed.). Análises narrativas de aulas de matemática. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013. p. 11-23.

COCHRAN-SMITH, Marilyn; LYTLE, Susan. Relations of knowledge and practice: teacher learning in communities. Review of Research in Education, Washington, v. 24, p. 249-305, 1999.

CRECCI, Vanessa Moreira. Desenvolvimento profissional de educadores matemáticos participantes de uma comunidade fronteiriça entre escola e universidade. 2016. 325 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

FIORENTINI, Dario. Learning and professional development of the mathematics teacher in research communities. Sisyphus - Journal of Education, Lisboa, v. 1, n. 3, p. 152-181, 2013.

FIORENTINI, Dario; CARVALHO, Dione Lucchesi de. O GdS como lócus de experiências de formação e aprendizagem docente. In: FIORENTINI, D.; PEREIRA FERNANDES, F. L.; CARVALHO, D. L. (Ed.). Narrativas de práticas e de aprendizagem docente em matemática. São Carlos: Pedro & João Editores, 2015. p. 15–37.

FIORENTINI, Dario; OLIVEIRA, Ana Teresa de Carvalho Correa. O lugar das matemáticas na licenciatura em matemática: que matemáticas e que práticas formativas? Bolema, Rio Claro, v. 27, n. 47, p. 917-938, 2013.

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Artmed, 2007.

JAWORSKI, Barbara. Theory and practice in mathematics teaching development: critical inquiry as a mode of learning in teaching. Journal of Mathematics Teacher Education, New York, v. 9, p. 187-211, 2006.

JAWORSKI, Barbara. Building and sustaining inquiry communities in mathematics teaching development. In: KRAINER, K.; WOODS, T. (Ed.). Participants in mathematics teacher education. Rotterdam: Sense Publishers, 2008. p. 309-330.

KIERAN, Carolyn; KRAINER, Konrad; SHAUGHNESSY, Michael. Linking research to practice: teachers as key stakeholders in mathematics education research. In: CLEMENTS, M. A. et al. (Ed.). Third international handbook of mathematics education. New York: Springer, 2013. p. 361-391.

KRIPKA, Rosana; SCHELLER, Morgana; BONOTTO, Danusa Lara. Pesquisa documental: considerações sobre conceitos e caraterísticas na pesquisa qualitativa. In: Atas CIAIQ2015, v. 2. Disponível em: http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2015/issue/view/4. Acesso em: 12 jan. 2018.

LAVE, Jean. The practice of learning. In: CHAIKLIN, S.; LAVE, J. (Ed.). Understanding practice: perspectives on activity and context. New York: Cambridge University Press, 1996. p. 3-32.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 1986.

MATOS, Joao Filipe; POWELL, Arthur; SZTAJN, Paola. Mathematics teachers’ professional development: processes of learning in and from practice. In: EVEN, R.; BALL, D. L. (Ed.). The professional education and development of teachers of mathematics. New York: Springer, 2009. p. 167-183.

MP 1. Regulamento interno do MP 1, 2008.

MP 3. Regimento interno do MP 3 - Polo A, 2014.

MP 3. Catálogo de disciplinas do MP 3, 2016.

MP 4. Regimento interno do MP 4, 2014.

MOREIRA, Plínio Cavalcanti; CURY, Helena Noronha; VIANNA, Carlos Roberto. Por que análise real na licenciatura? Zetetiké, Campinas, v.13, n.23, p.11-24, 2005.

NERES, Celi Corrêa; NOGUEIRA, Eliane Greice Davanço; BRITO, Vilma Miranda. Mestrado profissional em educação e sua interseção com a qualificação docente na educação básica. RBPG, v. 11, n. 25, p. 885-909, set. 2014.

PIRES, Celia Maria Carolino; INGLIORI, Sonia Barbosa Camargo. Mestrado profissional e o desenvolvimento profissional do professor de matemática. Ciência & Educação, v. 19, n. 4, p. 1045-1068, 2013.

ROCKWELL, Elsie. La experiencia etnográfica. Buenos Aires: Paidós, 2009.

SACRISTÁN, Juan Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. São Paulo: Artmed, 1998.

SHULMAN, Lee. Those who understand: Knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, p. 4-14, 1986.

SHULMAN, Lee. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, v. 57, n. 1, p. 1-21, 1987.

SOUSA, Maria do Carmo. Quando professores que ensinam matemática elaboram produtos educacionais, coletivamente, no âmbito do mestrado profissional. Bolema, Rio Claro, v. 27, n. 47, p. 875-899, dez. 2013.

WHITE, Allan Leslie et al. Teachers learning from teachers. In: CLEMENTS, M. A. et al. (Ed.). Third international handbook of mathematics education. New York: Springer, 2013. p. 393-430.

Publicado

2018-02-12

Como Citar

LOSANO, A. L.; FIORENTINI, D. Análise das ênfases formativas de mestrados profissionais destinados a professores de matemática. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 278-307, 2018. DOI: 10.20396/riesup.v4i2.8651414. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8651414. Acesso em: 29 out. 2020.