Banner Portal
As pesquisas sobre a docência no ensino superior em contexto brasileiro
PORTUGUÊS
ENGLISH

Palavras-chave

Ensino superior
Formação docente
Pedagogia universitária
Primeira palavra.

Como Citar

RADETZKE, Franciele Siqueira; GÜLLICH, Roque Ismael da Costa. As pesquisas sobre a docência no ensino superior em contexto brasileiro: desafios para pensar a formação em Ciências. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 6, p. e020024, 2019. DOI: 10.20396/riesup.v6i0.8655876. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8655876. Acesso em: 25 jul. 2024.

Resumo

A docência no Ensino Superior (ES) é a temática central do presente estudo, o qual visa a apresentar um panorama acerca das concepções de docência universitária, bem como estabelecer diálogo com as principais temáticas investigadas em dissertações e teses brasileiras, circunscritas à área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (CNT). Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo bibliográfica, com base na busca de dados do Instituto Brasileiro de Informação e Tecnologia (IBICT), destacando-se trabalhos acadêmicos sobre ES. As concepções recorrentes foram destacadas como Experiência (12:14), Pesquisa (5:14) e Naturalizada (2:14) e, dentre as temáticas mais investigadas, estão Prática Docente (7:14), Identidade Profissional (6:14), Processos Formativos (2:14), Concepções de Docência (2:14) e Saberes Docentes (1:14). Foi possível perceber também que as temáticas e concepções investigadas relacionam-se em contexto do ES na tentativa de lograr entendimentos acerca do processo de ensinar e aprender. Da investigação emana como principal desafio a necessidade de processos de formação continuada no intuito de qualificar a ação docente: concepções e práticas.

https://doi.org/10.20396/riesup.v6i0.8655876
PORTUGUÊS
ENGLISH

Referências

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 7 ed. São Paulo: Cortez, 2010.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, 1988. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/atividadelegislativa/legislacao/Constituicoes_Brasileiras/constituicao1988.html/arquivos/Constituiode1988.pdf. Acesso em: 17 mai. 2019.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer n° 28 de 2 de outubro de 2001. Dosponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/028.pdf. Acesso em: 17 mai. 2019.

BOLZAN, D. P. V. Pedagogia universitária e processos formativos: a construção do conhecimento pedagógico compartilhado. In: Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino, 2008, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: PUC/RS, 2008. p. 102-120.

CUNHA, M.I. da. (Org.) Formatos avaliativos e concepção de docência. Campinas: Autores Associados, 2005.

CUNHA, M.I. da. (Org.) Docência na universidade, cultura e avaliação institucional: saberes silenciados em questão. Revista Brasileira de Educação, v. 32, n.11, p. 258-371, 2006.

CUNHA, M.I. da. (Org.) O professor universitário na transição de paradigmas. Araraquara: JM Editora, 1998.

IMBERNÓN, F. Formação docente e Profissional: Formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2001.

IMBERNÓN, F. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

ISAIA, S. M. de A. Formação do professor de ensino superior: tramas na tecitura. In: MOROSINI, M. (org.). Enciclopédia de pedagogia universitária. Porto Alegre: FAPERGS/RIES, 2003, p.241-251.

ISAIA, S. M. de A. Ciclos de vida profissional docente: delineamento teórico-metodológico específico para professores do ensino superior. In: ALONSO, C. M.M.C. (org.). Reflexões sobre políticas educativas. Santa Maria: AUGM, 2005, p.35-44.

ISAIA, S. M. de A. Desafios à docência superior: pressupostos a considerar. In: RISTOFF, D.; SEVEGNANI, P. Docência na educação superior. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006, p.63-84.

ISAIA, S. M. de A.; BOLZAN,D. P. V. Construção da profissão docente/professoralidade em debate: desafios para a educação superior. In: Cunha, M. I. da. (Org.). Reflexões e Práticas em Pedagogia Universitária. Campinas: Papirus, 2007, p. 161-177.

ISAIA, S. M. de A.; BOLZAN,D. P. V. Aprendizagem docente na educação superior: construções e tessituras da professoralidade. Educação, v.60, n.3, p.489-501, 2006.

JUNGES, K. dos. S.; BEHRENS, M. A. Prática docente no Ensino Superior: a formação pedagógica como mobilizadora de mudança. PERSPECTIVA, v. 33, n. 1, 285-317, 2015.

KRAHE, E.D. Sete décadas de tradição- ou a difícil mudança de racionalidade da pedagogia universitária nos currículos de formação de professores. In: FRANCO, M.E.D.P.; KRAHE,E.D. (Orgs.). Pedagogia universitária e áreas de conhecimento. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007. p. 27-37.

LARROSA, J. Tecnologias do Eu e E. In: SILVA, T.T. O sujeito da educação. Petrópolis: Vozes, 1994.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo, E.P.U., 1986.

MARTINS, N.; MORAES, D. A. F.; SANTOS, A. R. de. J. Concepção docente: a prática pedagógica em questão. In: III Jornada de Didática : desafios para a docência e II Seminário de Pesquisa do CEMAD, 2014, Londrina. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/jornadadidatica/pages/arquivos/III%20Jornada%20de%20Didatica%20%20Desafios%20para%20a%20Docencia%20e%20II%20Seminario%20de%20Pesquisa%20do%20CEMAD/CONCEPCAO%20DOCENTE%20A%20PRATICA%20PEDAGOGICA%20EM%20QUESTAO.pdf.

NÓVOA, A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PIMENTA,S. G.; ANASTASIOU, L. das G. C. Docência no ensino superior. 5. Ed. São Paulo: Cortez, 2014.

RAZUCK, R. C. de. S. R.; ROTTA, J.C.G. O curso de licenciatura em Ciências Naturais e a organização de seus estágios supervisionados. Ciência e Educação, v. 20, n. 3, p. 739-750, 2014.

RICHTER, E. et al. Ensino de zoologia: concepções e metodologias na prática docente. Ensino & Pesquisa, v.15, n. 1. p. 27-48, 2017.

ROSA, M. I. F. P. S; SCHNETZLER, R. P. A investigação-ação na formação continuada de professores de ciências. Ciência e Educação, v.9, n.1, p. 27-39, 2003.

SANTOS, B. de S. Um discurso sobre as ciências. 5. ed. São Paulo : Cortez, 2008.

SEVEGNANI,P. (Orgs.) Docência na educação superior. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006. p. 63-84.

SHULMAN, L. S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Revista de Currículum y Formación de Profesorado. v.9, n.2. p.1-30, 2005.

SILVA, L.H de. A. Formação de professores de ciências: problemáticas, paradigmas e desafios para mudança. In: BONOTTO, D. de. L.; LEITE, F. de. A.; GÜLLICH, R.I. da. C. Movimentos formativos: desafios para pensar a educação em ciências e matemática. Tubarão: Copiart, 2016.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

ZABALZA, M. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Revista Internacional de Educação Superior utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.