Estágio docente em questão

formação e implicações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v8i00.8656631

Palavras-chave:

Estágio docente, Ensino superior, Expêriencias cooperativas

Resumo

O trabalho docente e a própria prática educativa no ensino superior, seguidamente traz dualidades entre formação e atuação, posições invertidas, opostas ou divisões simplificadoras entre aquele que ensina (supervisor) e o outro que aprende (estagiário). O estudo, com base em experiências de formação à docência, discute a questão do estágio no ensino superior como uma condição de possibilidade para pensar a educação de uma forma compartilhada, cujos princípios orientadores envolvem uma sensibilidade para com o outro, pelas evidências científico-profissionais relacionadas ao campo da gestão acadêmica e da formação no ensino superior. A investigação objetivou monitorar os avanços científicos abordados pela academia, por meio de experiências registradas em relatórios documentados, no sentido de lançar luz à temática do estágio docente para a formação contemporânea e à realidade dos desafios atuais do engajamento no ensino superior. Na verdade, tal preocupação exige uma reviravolta formativa para superar as posições maniqueístas, promover o intercâmbio de estudos e práticas pedagógicas, desenvolvendo o pensar reflexivo do estudante com o docente em uma variedade de situações interdisciplinares, reveladas na circularidade do planejar, avaliar e compreender a própria constituição conjunta da organização didática, que envolve a apreciação de experiências cooperativas e democráticas como marca da presença solidária do agir docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine Conte, Universidade La Salle

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora da Universidade La Salle.

Liliane dos Santos Gutierre, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Pós-Doutora em Educação pela A Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professora do Departamento de Matemática, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 

Referências

ALVES, Larissa Roberta et al. Reflections on graduate professor training. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 23, n. 3, e20180366, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2018-0366 DOI: https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2018-0366

ARROIO, Agnaldo; RODRIGUES FILHO, Ubirajara Pereira; SILVA, Albérico Borges Ferreira da. A formação do pós-graduando em química para a docência em nível superior. Química Nova, São Paulo, v. 29, n. 6, p. 1387-1392, nov./dez. 2006. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422006000600040 DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-40422006000600040

AZAMBUJA, Paula Lima; CONTE, Elaine; HABOWSKI, Adilson Cristiano. O Planejamento Docente na Educação Infantil: metamorfoses e sentidos ao aprender. Pesquisa em Foco, São Luís, v. 22, n. 2, p. 157- 178, jul./dez. 2017. DOI: http://doi.org/10.18817/pef.v22i2.1503 DOI: https://doi.org/10.18817/pef.v22i2.1503

ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Tradução de Wolfgang Leo Maar. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010.

ALVES, Rubem. Conversas sobre educação. Campinas, SP: Verus Editora, 2003.

ALVES, Rubem. Por uma educação romântica. Campinas, SP: Papirus, 2000.

BAROLLI, Elisabeth; NASCIMENTO, Wilson Elmer. Retratos sociológicos e desenvolvimento profissional docente. In: MASSI, Luciana; LIMA JUNIOR, Paulo; BAROLLI, Elisabeth. Retratos da docência: contextos, saberes e trajetórias. Araraquara: Letraria, 2018. p. 410-435.

BARTHES, Roland. Aula: Aula inaugural da cadeira de Semiologia Literária do Colégio de França, pronunciada dia 7 de janeiro de 1977. São Paulo: Cultrix, 2007.

BECKER, Fernando. Fernando Becker: o mito da aprendizagem; a propósito do Ensino Médio. ZH opinião [on-line]. Publicado em 27/09/2016. Disponível em: http://zh.clicrbs.com.br/rs/opiniao/noticia/2016/09/fernando-becker-o-mito-da-aprendizagem-a-proposito-do-ensino-medio-7592779.html Acesso em: 30 set. 2017.

CALDERANO, Maria da Assunção. O estágio Curricular e a docência compartilhada: na perspectiva do realismo. Curitiba: Appris, 2017.

CENCI, Angelo Vitório; DALBOSCO, Cláudio Almir; MÜHL, Eldon Henrique (Org.). Sobre filosofia e educação: racionalidade, reconhecimento e experiência formativa. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2013.

CONTE, Elaine et al. A observação do cotidiano escolar na práxis formativa. Revista Eletrônica de Educação, ahead of print, p. 1-17, set. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.14244/198271992787 DOI: https://doi.org/10.14244/198271992787

DEWEY, John. Experiência e Educação. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1971.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GADAMER, Hans-Georg. La educación es educarse. Barcelona: Paidós, 2000.

HABERMAS, Jürgen. A Inclusão do Outro – estudos de teoria política. São Paulo, SP: Loyola, 2002.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. Tradução de Luiz Repa. São Paulo: Ed. 34, 2003.

KANT, Emmanuel. Sobre a Pedagogia. Trad. Francisco Fontanella. Piracicaba: Ed. Unimep, 1996.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 6. ed. São Paulo: Cortez, 1994.

MAGALHÃES, Rita de Cássia Barbosa Paiva et al. Formação docente na Pós-Graduação stricto sensu: experiências na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG), Brasília, v.13, n. 31, mai/ago. 2016. DOI: https://doi.org/10.21713/2358-2332.2016.v13.1251

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Aprendizagem da Docência: Professores Formadores. Revista E-Curriculum, São Paulo, v. 1, n. 1, dez./jul. 2005-2006.

NÓVOA, Antônio. Devolver a formação de professores aos professores. Cadernos de Pesquisa em Educação, Vitória, v. 9, v. 18, n. 35, p. 11-22, jan./jun. 2012.

NÖRMBERG, Marta; OURIQUE, Maiane Liane Hatschbach. Por que a docência? Marcadores sociopedagógicos do desenvolvimento profissional de aspirantes à carreira docente. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 13, n. 2, p. 348-364, maio/ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.13i2.0006

PANIAGO, Rosenilde Nogueira; SARMENTO, Teresa Jacinto; ALBUQUERQUE, Simone da Rocha de. O Estágio Curricular Supervisionado e o Programa Brasileiro de Iniciação à Docência: convergências, tensões e contributos. Rev. Port. de Educação, Braga, v. 30, n. 2, p. 33-58, dez. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.21814/rpe.10228 DOI: https://doi.org/10.21814/rpe.10228

PAZ, Octavio. Miscelánea I. Primeros Escritos. México: Fondo de Cultura Económica, 1999.

PIMENTA, Selma Garrido (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

PONTALIS, Jean-Bertrand. O amor dos começos. Rio de Janeiro: Globo, 1988.

RODRIGUES, Rodrigo S. et al. O Estágio de Docência na Formação dos Pós-Graduandos do Instituto de Botânica, SP, Brasil. Hoehnea, São Paulo, v. 45, n. 4, p. 591-601, dec. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2236-8906-76/2017 DOI: https://doi.org/10.1590/2236-8906-76/2017

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

UFRN. Resolução Nº 041/2019 - CONSEPE. Estabelece normas e regulamenta as atividades de Assistência à Docência na Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, 2010. Disponível em: http://www.ppged.ufrn.br/arquivos/resolucoes/resol_041_2019_consepe.pdf. Acesso em: 03 jun. 2019.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro (Org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 22. ed. Campinas, SP: Papirus, 2006.

VERHINE, Robert Evan; DANTAS, Lys Maria Vinhaes. Estágio de docência: conciliando o desenvolvimento da tese com a prática em sala de aula. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 4, n. 8, p. 171-191, dez. 2007.

ZUTIÃO, Patricia; COSTA, Carolina Severino Lopes da; LESSA, Tatiane Cristina Rodrigues. Habilidades Sociais em Universitários com Diferentes Experiências de Preparação para o Trabalho. Rev. bras. educ. espec., Bauru, v. 24, n. 2, p. 261-276, apr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1413-65382418000200008 DOI: https://doi.org/10.1590/s1413-65382418000200008

Publicado

2021-06-01

Como Citar

CONTE, E.; GUTIERRE, L. dos S. . Estágio docente em questão: formação e implicações . Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 8, n. 00, p. e022002, 2021. DOI: 10.20396/riesup.v8i00.8656631. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8656631. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Pesquisas