Ensino por investigação em aulas de didática para a formação inicial de professores de química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/riesup.v9i00.8661880

Palavras-chave:

Formação inicial docente, Formação de professor, Ensino por investigação, Licenciatura em Química

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo analisar os efeitos de uma aula investigativa em uma turma de Licenciatura em Química, durante a disciplina de Didática Geral. Foram desenvolvidas duas aulas investigativas, uma na metodologia experimental e outra na metodologia de projetos por design thinking. E, ao final das duas aulas, os estudantes responderam a duas perguntas norteadoras: “O que essa aula permite de aprendizagem para vocês comporem os planos de aula e suas próprias práticas como futuros docentes?” e “Em que esses conhecimentos colaboram para a formação de vocês?”. Os resultados demonstram que as atividades propostas contribuíram de maneira promissora para o processo de compreensão dos licenciandos sobre como elaborar um plano de aula docente, além de possibilitar a utilização de uma metodologia de ensino por investigação para o desenvolvimento de suas futuras práticas docentes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Gutmann, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Professora titular de ciências e biologia da rede estadual de ensino do Paraná e cursa o mestrado profissional em ensino de ciências humanas, ciências sociais e natureza pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Zenaide de Fátima Dante Correia Rocha, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas.  Professor Adjunto da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. 

João Paulo Camargo de Lima, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Professor de Física e Educação em Ciências da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Brasil. Doutorado em Física Teórica pela Universidade Federal de São Carlos, Brasil em 2006.

Referências

AZEVEDO, Maria. Cristina. P. Stella. Ensino por investigação: problematizando as atividades em sala de aula. In: CARVALHO, Anna. Maria. Pessoa. (Org.). Ensino de ciências: unindo a pesquisa e a prática. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004. p. 19-33.

BOGDAN, Robert. C.; BIKLEN, Sari. Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994.

BORGES, Rita de Cássia Pereira. Formação de formadores para o ensino de ciências baseado em investigação. 2010. Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Educação. Área de Concentração: Ensino de Ciências e Matemática) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

CARVALHO, Anna. Maria. Pessoa. O ensino de ciências e a proposição de sequências de ensino investigativas. In: CARVALHO, Anna. Maria. Pessoa. (Org.). Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning, 2013. p. 1-20.

CARVALHO, Anna Maria. Pessoa; GIL-PÉREZ, Daniel. Formação de professores de ciências: tendências e inovações. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2011. ISBN 978-85-249-1725-7.

CONCEIÇÃO, Joecléa Silva, et al. A importância do planejamento no contexto escolar. Faculdade São Luís de França. 2008. Disponível em: https://portal.fslf.edu.br/wp-content/uploads/2016/12/A-IMPORTANCIA-DO-PLANEJAMENTO.pdf. Acesso em: 08 fev. 2022.

CORREIA, Marinêz Luiza. A formação inicial do professor: os desafios e tensões que a prática pedagógica impõe. ANALECTA, Guarapuava, v. 9 n. 2, p. 11-20, jul./dez. 2008. Disponível em: https://revistas.unicentro.br/index.php/analecta/article/viewFile/1717/1546. Acesso em: 16 maio 2019.

FLORES, Maria Assunção. Algumas reflexões em torno da formação inicial de professores. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 182-188, set./dez. 2010.

FLORES, Maria Assunção. Formação docente e identidade profissional: tensões e (des)continuidades. Educação, Porto Alegre, v. 38, n. 1, p. 138-146, jan./abr. 2015. DOI: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2015.1.15973

FLORES, Maria Assunção. Dilemas e desafios na formação de professores. In: MORAES, Maria Célia; PACHECO, José A.; EVANGELISTA, Maria Olinda (Org.). Formação de professores: perspectivas educacionais e curriculares. Porto: Porto Editora, 2004. p.127-160.

KLOSOUSKI, Simone Scorsim; REALI, Klevi Mary. Planejamento de Ensino como Ferramenta Básica do Processo Ensino-Aprendizagem. Revista Eletrônica Lato Sensu – Unicentro. v.5, p. 1-8, 2008. Disponível em: <https://docplayer.com.br/160057353-Planejamento-de-ensino-como-ferramenta-basica-do-processo-ensino-aprendizagem.html>. Acesso em: 31 jan. 2022.

LIBÂNEO, José Carlos. Formação de Professores e Didática para Desenvolvimento Humano. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 629-650, abr./jun. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/GB5XHxPcm79MNV5vvLqcwfm/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 08 fev. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-623646132

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 2017.

LIMA, Maria Socorro Lucena; PIMENTA, Selma Garrido. Estágio e docência: diferentes concepções. Poíesis Pedagógica, 3(3 e 4), 5–24. 2006. Disponível em: https://doi.org/10.5216/rpp.v3i3e4.10542. Acesso em: 08 fev. 2022. DOI: https://doi.org/10.5216/rpp.v3i3e4.10542

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARCONDES, Maria Inês; LEITE, Miriam Soares; LEITE, Vania Finholdt. A pesquisa contemporânea em didática: contribuições para a prática pedagógica. Educação em Revista [online]. 2011, v. 27, n. 3 pp. 305-334. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-46982011000300015. Acesso em: 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-46982011000300015

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Revista Ciência & Educação (online), [s. l.], v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003. ISSN 1516-7313. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-73132003000200004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 08 jun. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-73132003000200004

NRC – National Research Council. Inquiry and the national science education

standards: A guide for teaching and learning. 2000. Washington: National Academies Press.

NSF - National Science Foundation Inquiry. Thoughts, views, and strategies for the K-5 classroom. Foundations. 2005. v. 2. Disponível em: https://www.nsf.gov/pubs/2000/nsf99148/pdf/nsf99148.pdf. Acesso em: 17 maio 2019.

NÓVOA, António (coord.)a. Formação de professores e profissão docente: “Os professores e a sua formação”. Lisboa: Dom Quixote, 1992. ISBN 972-20-1008-5. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/12424596.pdf. Acesso em: 16 maio 2019.

NÓVOA, António (Org.)b. Vida de professores. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PIMENTA, Selma et al. A Construção da Didática no GT Didática-análise de seus Referenciais. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 52, p. 143-162, jan./mar. 2013. Disponível em https://www.scielo.br/j/rbedu/a/RFYZ7MKBRypV7WhmcFP34NP/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782013000100009

ROCHA, Julciane. Design thinking na formação de professores: novos olhares para os desafios da educação. In: BACICH, Lilian; MORAN; José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. São Paulo: Editora Penso, 2017.

SANTOS, Paulo Jorge; MARTINS, Maria Felisbela. A universidade do Porto e a formação inicial de professores. Revista Portuguesa de Investigação Educacional, [s. l.], v. 16, 2016, p. 181-199. Disponível em: http://www.fep.porto.ucp.pt/sites/default/files/files/FEP/RPIE/RPIE1608_AUniversidadePortoFormacaoInicialProfessores.pdf. Acesso em: 16 maio 2019.

SCHIEL, Dietrich; ORLANDI, Angelina Sofia. Ensino de ciências por investigação, [s. l: s. n.], 2009. Disponível em: http://www.cdcc.usp.br/livros/2009-EnsinoCienciasInvestigacao.pdf. Acesso em: 17 maio 2019.

ZÔMPERO, Andréia de Freitas; LABURÚ, Carlos Eduardo. Atividades investigativas no ensino de ciências: aspectos históricos e diferentes abordagens. Rev. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, v. 13, n. 3, p. 67–80, 2011. Disponível em: https://www.redalyc.org/html/1295/129521755005/. Acesso em: 31 jan. 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-21172011130305

Publicado

2022-03-24

Como Citar

GUTMANN, A. P.; ROCHA, Z. de F. D. C. .; LIMA, J. P. C. de. Ensino por investigação em aulas de didática para a formação inicial de professores de química. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e023006, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v9i00.8661880. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8661880. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos