Banner Portal
Desempenho de alunos bolsistas e não-bolsistas do curso de Ciências Sociais entre 2012 e 2015
Imagem: Universidade de Nápoles Federico II, fundada em 1224. - Google / Licença Creative Commons.
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
ÁUDIO
VÍDEO

Palavras-chave

Educação Superior
Bolsas de estudo
Ciências Sociais
Evasão escolar

Como Citar

PIRES, André. Desempenho de alunos bolsistas e não-bolsistas do curso de Ciências Sociais entre 2012 e 2015: formados e evadidos . Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 10, n. 00, p. e024041, 2023. DOI: 10.20396/riesup.v10i00.8665302. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8665302. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: Este artigo analisa o desempenho dos estudantes da Faculdade de Ciências Sociais da PUC-Campinas ingressantes no período de 2012 a 2015. Metodologia: O corpus da investigação compreende 115 alunos que cursaram 5.867 disciplinas no período. São apresentadas informações socioeconômicas dos alunos que ingressaram pelo Vestibular Geral (VG), pelo ProUni e pelo sistema próprio de bolsas da Universidade (Vestibular Social). O desempenho é analisado considerando os alunos formados e os que evadiram do curso. Resultados: Como resultados, evidencia-se que a presença de bolsistas no curso não implica em menores notas ou queda no rendimento do curso. A trajetória dos alunos ao longo do curso variou de forma significativa ao longo dos semestres. Conclusão: Ações relacionadas à permanência podem ser pensadas e executadas considerando oscilações observadas ao longo dos semestres, em que questões como idade, forma de ingresso, tipo de instituição, de curso e currículo devem ser levados em conta.

https://doi.org/10.20396/riesup.v10i00.8665302
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
ÁUDIO
VÍDEO

Referências

BARBOSA, Maria Ligia; SANTOS, Clarissa. A permeabilidade social das carreiras do ensino superior. Cad. CRH [online], Salvador, v.24, n. 63, set. /dez. 2011, p.535-554. Disponível em: https://bit.ly/40lJYD8. Acesso em: 14 mar. 2021.

BIELSCHOWKY, Claudio E. Avaliando o desempenho e custos da graduação das Instituições Federais de Ensino Superior. EaD em Foco, v. 9, n. 1, Rio de Janeiro, 2019. DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.828.

BRAGA, Eugenio Carlos. Novos elementos para uma sociologia dos cientistas sociais: A situação ocupacional dos egressos. Rev. Bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 26 n. 76, jun. 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69092011000200006.

CRIZOSTOMO, José Henrique. As ciências sociais no estado do rio de janeiro: uma investigação dos cursos e dos perfis discentes. Revista Habitus, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, 2010. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/habitus/article/view/11329. Acesso em: 14 mar. 2021.

GUERREIRO-CASANOVA, Daniela; POLYDORO, Soely. Integração ao ensino superior: relações ao longo do primeiro ano de graduação. Psicologia: ensino & formação, Brasília, v.1, n. 2, 2010. Disponível em: https://bit.ly/3LFJ4xj. Acesso em: 14 mar. 2021.

MELLO NETO, Ruy de Deus e. Não vou me adaptar: um estudo sobre os bolsistas pernambucanos durante os 10 primeiros anos do Programa Universidade para Todos – ProUni. São Paulo: Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2015.

MICK, Jaques, DIAMICO, Manuela de Souza; LUZ, Joel Rosa. O perfil do egresso do curso de Ciências Sociais da UFSC (2000-2009). Mosaico Social: Revista do Curso de Ciências Sociais da UFSC, Florianópolis, Ano 6, n. 6, 2012, p. 347-386.

MOREIRA, Claudia Regina; SOUZA, Ângelo. Democratização do acesso à educação superior em debate: avaliação do PROUNI. Estud. Aval. Educ., São Paulo, v. 30, n. 73, 2019. p.202-223.

PICANÇO, Felícia. Para onde vão os cientistas sociais? Apontamentos preliminares sobre a pesquisa. Os destinos profissionais dos egressos do curso de Ciências Sociais da UFRJ. In: HERINGER, Rosana (org). Educação superior no Brasil contemporâneo: estudos sobre acesso, democratização e desigualdades. Rio de Janeiro: Faculdade de Educação/UFRJ, 2018. p. 201-2015.

PIRES, André, ROMÃO, Paulo; VAROLLO, Victor. Programa Bolsa Família e o acesso e permanência no ensino superior pelo Programa Universidade para Todos: a importância do “eu me viro. Rev. Bras. Educ. [online], Rio de Janeiro, v. 2, 2019.

RIBEIRO, Renato Janine. A universidade e a vida atual: Fellini não via filmes. São Paulo: Edusp, 2014.

RISTOFF, Dilvo. Impacto dos programas de inclusão sobre o perfil da graduação. Cadernos do GEA, n. 9, 2016.

RODRIGUEZ, Alexandre. Fatores de permanência e evasão de estudantes do ensino superior brasileiro – um estudo de caso. Caderno de Administração, v. 5, n.1, 2011. p. 1-21.

SORIA, Krista. Welcoming blue-collar scholars into Ivory Tower. Twin Cities: University of Minnesota, 2015.

TEIXEIRA, Marco Antônio Pereira et al. Adaptação à universidade em jovens calouros. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 12, n. 1, 2018, p. 185-202. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-85572008000100013.

VELLOSO, J. Cotistas e não-cotistas: rendimento de alunos da Universidade de Brasília. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 39, n.137, maio/ago. 2009, p. 621-644. Disponível em: https://bit.ly/3naa4e3. Acesso em: 14 mar. 2021.

VILLAS BÔAS, Glaucia. Currículo, iniciação científica e evasão de estudantes de ciências sociais. Tempo Social, v. 15, n. 1, 2003, p. 45-62. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-20702003000100003.

WAINER, Jaques; MELGUIZO, Tatiana. Políticas de inclusão no ensino superior: avaliação do desempenho dos alunos baseado no Enade de 2012 a 2014. Educ. Pesq., São Paulo, v. 44, 2018, p. 1-15. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-9702201612162807.

WALTENBERG, Fabio; CARVALHO, Márcia. Cotas aumentam a diversidade dos estudantes sem comprometer o desempenho? Sinais Sociais, Rio de Janeiro, v.7, n. 20, 2012, p. 36-77.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 André Pires

Downloads

Não há dados estatísticos.