Banner Portal
O impacto da interiorização do ensino de medicina
Imagem: Universidade de Nápoles Federico II, fundada em 1224. - Google / Licença Creative Commons.
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
AUDIO
VIDEO

Palavras-chave

Ensino superior
Curso de medicina
Formação médica

Como Citar

MOREIRA, Antonio Vanderley; RODRIGUES, Maxweel Veras; BARROS, Conceição de Maria Pinheiro. O impacto da interiorização do ensino de medicina: o caso do município de Sobral - CE. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 10, n. 00, p. e024026, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v10i00.8668513. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8668513. Acesso em: 13 jul. 2024.

Resumo

Introdução: O Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará, em Sobral, há 20 anos vem formando médicos no interior do estado do Ceará, resultado do processo de interiorização desta Instituição Federal de Ensino Superior que teve início em 2001. Atualmente, o curso conta com 720 médicos graduados até dezembro de 2020. Objetivo: Diante do exposto, considerando o papel transformador da universidade na sociedade em que está inserida, este artigo tem como objetivo avaliar a interiorização do ensino superior por meio das contribuições de um Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará nos níveis da atenção à saúde primária, secundária e terciária no município de Sobral, dado o período de 2007 a 2020. Metodologia: A metodologia do estudo caracteriza-se por uma pesquisa descritiva, qualitativa e quantitativa, ancorada em uma análise documental realizada nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina, resoluções da Universidade Federal do Ceará e no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde e em uma pesquisa de campo com aplicação de questionários à egressos de medicina. Resultados: Os resultados do estudo mostram que o Curso de Medicina de Sobral é um modelo exitoso do processo de interiorização do ensino superior no Brasil, realizado por uma IFES. Conclusão: Como conclusão, percebe-se a contribuição da Universidade Federal do Ceará para a melhoria da assistência à saúde da cidade de Sobral no estado do Ceará por meio da atuação dos seus egressos nos equipamentos públicos de saúde do município.

https://doi.org/10.20396/riesup.v10i00.8668513
PORTUGUÊS
ENGLISH (English)
AUDIO
VIDEO

Referências

ARAÚJO, Maria Neile Torres de (Org.) Projeto pedagógico do curso de medicina: um novo currículo. Fortaleza: Imprensa Universitária, 2001.

ARAÚJO, Patrick Campos; CUSATI, Iracema Campos. História da educação superior pública no Brasil: interiorização e expansão da Universidade Federal no submédio São Francisco (2003-2006). Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 7, n. 1, p. 3621-3650, 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.34117/bjdv7n1-245. Acesso em: 22 fev. 2022.

BARBETTA, Pedro Alberto. Estatística aplicada às ciências sociais. 5. ed. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2002. ISBN 9788532800107.

BARBOSA, Marcelo Ponte; PETTERINI, Francis Carlo; FERREIRA, Roberto Tatiwa. Política de Expansão das Universidades Federais: é possível potencializar os impactos econômicos? Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 24, n. 1, p. 3-24, jan. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rac/v24n1/1982-7849-rac-24-01-0001.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

BRASIL. Departamento de Informática do SUS. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde: relatórios: estabelecimentos de saúde e profissionais médicos. Brasília, DF: CNES, 2020. Disponível em: http://cnes.datasus.gov.br/pages/consultas.jsp. Acesso em: 14 fev. 2022.

BRASIL. INEP. Relatório do curso de medicina da Universidade Federal do Ceará Sobral – 54490. Brasília, DF: Inep, 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução n. 4 de 7 de novembro de 2001. Institui diretri¬zes curriculares nacionais do curso de graduação em Me¬dicina. Diário Oficial da União, Brasília, DF, p. 38, 9 nov. 2001. Seção 1. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES04.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução n. 3, de 20 de junho de 2014. Institui diretri¬zes curriculares nacionais do curso de graduação em Me¬dicina. Diário Oficial da União, Brasília, DF, p. 8-11, 23 jun. 2014. Seção 1. Disponível em: https://bityli.com/q1Ofgm. Acesso em: 14 fev. 2022.

CRISTINO FILHO, Gerardo. Discurso por ocasião da cerimônia de graduação da primeira turma de médicos do curso de medicina de Sobral da UFC. Sobral: UFC, Faculdade de Medicina, 18 jan. 2007. Disponível em: https://bityli.com/EZIHC. Acesso em: 21 fev. 2022.

CRISTINO FILHO, Gerardo. Discurso por ocasião da cerimônia de graduação da terceira turma de médicos do curso de medicina de Sobral da UFC. Sobral: UFC, Faculdade de Medicina, 5 dez. 2008.Disponível em: https://gerardocristino.com.br/download/5-de-dezembro-de-2008-solenidade-de-colacao-de-grau-da-terceira-turma-de-medicos-do-curso-de-medicina-ufc-campus-de-sobral/?wpdmdl=1503&refresh=620e4b5c5914f1645103964. Acesso em: 21 fev. 2022.

DEMARZO, Marcelo Marcos Piva. Reorganização dos sistemas de saúde: unidades de conteúdo. São Paulo: UNASUS, 2011. Disponível em:https://www.unasus.unifesp.br/biblioteca_virtual/esf/2/unidades_conteudos/unidade02/unidade02.pdf. Acesso em 14 fev. 2022.

FAVATO, Maria Nilse; RUIZ, Maria José Ferreira. REUNI: política para a democratização da educação superior? Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 12, n. 2, p. 448-463, 14 maio 2018. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/2365/710. Acesso em 14 fev. 2022. DOI:

KAUARK, Fabiana; MANHÃES, Fernanda Castro; MEDEIROS, Carlos Henrique. Metodologia da pesquisa: um guia prático. Itabuna: Via Litterarum, 2010. 88p. ISBN 9788598493978

KERLINGER, Fred N. Metodologia da pesquisa em ciências sociais. São Paulo: EPU/EDUSP, 1980. ISBN 9788512603407

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003. ISBN 9788522440153

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: Editora UFMQ, 1999. ISBN 9788573074895

LIMA, Adriana Aury Silva et al. Guia do estudante do curso de medicina de Sobral da UFC. Sobral: Sobral Gráfica, 2015. Disponível em: http://200.129.42.3/famed/wp-content/uploads/2015/04/1.-GUIA-DO-ESTUDANTE.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

MÁXIMO, Rérisson. Efeitos territoriais de políticas educacionais: a recente expansão e interiorização do ensino federal em cidades não-metropolitanas no Ceará. Urbe: Revista Brasileira de Gestão Urbana, Curitiba, 12, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2175-3369.012.e20190080. Acesso em: 22 fev. 2022.

MEIRELES, Maria Alexandra de Carvalho; FERNANDES, Cássia do Carmo Pires; SILVA, Lorena Souza e. Novas diretrizes curriculares nacionais e a formação médica: expectativas dos discentes do primeiro ano do curso de medicina de uma instituição de ensino superior. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília, DF, v. 43, n. 2, p. 67-78, abr./jun. 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022019000200067&tlng=pt. Acesso em: 14 fev. 2022.

MENDES, Eugênio Vilaça. As redes de atenção à saúde. Brasília, DF: OPAS, 2011. 549 p. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/redes_de_atencao_saude.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

MORISINI, Marília. A Universidade no Brasil: concepções e modelos. Brasília, DF: INEP, 2006. (Coleção INEP 70 anos, v. 2). ISBN 9788586260285

PAULA, Karine de Almeida; FARIA, Teresa Cristina de Almeida. Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e seus impactos no espaço urbano: um estudo de caso a partir da cidade de Viçosa-MG. Urbe: Revista Brasileira de Gestão Urbana, Curitiba, 12, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2175-3369.012.e2019008. Acesso em: 14 fev. 2022.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. ISBN 9788577171583

RICHARDSON, Roberto Jarry et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012. ISBN 9788597013832

RISTOFF, Dilvo. Universidade em foco: reflexões sobre a educação superior. Florianópolis: Insular, 1999. ISBN 9788574740027

SOARES, José Teodoro. A faculdade de medicina. Sobral: Edições UVA, 2007.

SOBRAL. Secretaria Municipal da Saúde. Prefeitura Municipal de Sobral. Relatório de Dimensionamento de Recursos Humanos na Atenção Básica Sobral-Ceará. Sobral: Prefeitura Municipal de Sobral, 2016. 53 p.

SOUZA, Kellcia Rezende; KERBAUY, Maria Teresa Miceli. Abordagem quanti-qualitativa: superação da dicotomia quantitativa-qualitativa na pesquisa em educação. Revista Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 31, n. 61, p. 21-44, jan./abr. 2017. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/29099. Acesso em: 12 jul. 2020. DOI: https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v31n61a2017-p21a44

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Resolução 05/CONSUNI, de 02 de junho de 2000. Aprova a expansão do curso de medicina para o interior do Estado. Fortaleza: UFC, 2000. Disponível em: https://documentos.ufca.edu.br/wp-folder/wp-content/uploads/2019/07/UFC-CONSUNI-Resolu%C3%A7%C3%A3o-N%C2%B0-05-2000-Aprova-a-expans%C3%A3o-do-curso-de-Medicina-para-o-interior-do-estado.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Relatório de alunos graduados pelo curso de medicina de Sobral de 2019. SIGAA. 2019. Disponível em: https://si3.ufc.br/sigaa/verTelaLogin.do%3bjsessionid=26CBAEB15A99462A849309A8596F0E2D.node24. Acesso em: 14 fev. 2022.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Antonio Vanderley Moreira, Maxweel Veras Rodrigues, Conceição de Maria Pinheiro Barros

Downloads

Não há dados estatísticos.